Escola Negócios EENI Business School
Mestrado em Relações Económicas Internacionais

Mestrado em Relações Económicas Internacionais e Integração Regional à distância (EAD Online)

O «Mestrado Profissional em Relações Económicas Internacionais e Integração Regional» ministrado pela EENI Global Business School (Escola de Negócios) oferece ao estudante uma visão global e prática de todos os tópicos relacionados com as relações económicas internacionais entre os países e os blocos comerciais regionais, bem como os processos de integração económica regional no mundo.

Mestrado à distância online em Relações Económicas Internacionais

O estudante analisa a tendência para a regionalização, analisando as oito civilizações atuais, a função das religiões nessas civilizações e as suas relações com os processos de integração económica no mundo. Assim, é possível definir e caracterizar os dezoito espaços económicos mundiais e as suas interações económicas.

Estudante Doutoramento à distância em negócios

Informação EENI Se inscrever / Solicitação de informação

Percursos formativos do Mestrado

O Mestrado permite ao estudante selecionar três percursos formativos de diferente duração, conteúdos, preço e titulação emitida (diploma) com o fim de adaptar o Mestrado às necessidades profissionais do estudante de forma que permita-lhe validar melhor o seu diploma em conformidade com a legislação em vigor no seu país.

Itinerários do Mestrado à distância online

  1. Créditos, Preço e Duração (17 € por ECTS):
    1. Mestrado 1: 60 ECTS
      (1 ano) É aconselhável que o estudante dedique doze horas semanais a critério do seu tempo e da sua determinação. É possível reduzir a duração estudando mais horas por semana
      : 1.000 Euros
    2. Mestrado 2: 120 ECTS (2 anos): 2.000 Euros
    3. Financiamento
  2. Inscrição em linha continuo
  3. Formulário de inscrição
  4. Perguntas Frequentes (FAQ)
  1. Globalização e organizações económicas internacionais (OMC, BM, FMI...) (6 ECTS)
  2. Civilizações, religiões e integração económica (2 ECTS)
    1. Espaços económicos mundiais
  3. África
    1. Espaços económicos da Civilização Africana: a África Ocidental, a África Central, a África Austral, a África Oriental e o espaço magrebino (7 ECTS)
    2. Instituições económicas africanas (União Africana, ECA, NEPAD...) (5 ECTS)
    3. Processos de integração africanos (COMESA, SADC, EAC, UEMOA, CEMAC, Acordo Tripartido...) (5 ECTS)
      1. Integração económica no Magrebe (1 ECTS)
      2. Integração económica na África Ocidental (4 ECTS)
      3. Integração económica na África Central, Oriental e Austral (6 ECTS)
      4. Integração económica em África (2 ECTS)
      5. O estado da integração africana (8 ECTS)
      6. Acordos de Livre-Comércio (ALC) dos países africanos
    4. Relações económicas internacionais de África com os outros espaços económicos (10 ECTS)
  4. América
    1. Espaços económicos na América da civilização ocidental: o norte-americano, o latino-americano e o caribenho (6 ECTS)
    2. Instituições económicas na América. Processos de integração americana (o MERCOSUL, a Comunidade Andina, o USMCA/NAFTA 2.0...) (12 ECTS)
      1. Acordos de Livre-Comércio (ALC) dos países americanos
      2. Relações económicas internacionais com os outros espaços económicos
  5. Ásia-Pacífico
    1. Espaços económicos na Ásia (7 ECTS) da...
      1. Civilização Hindu
      2. Civilização Sínica
      3. Civilização Budista
      4. Civilização Islâmica: espaço da Eurásia Central e malaio
      5. Civilização Ocidental: espaço da Oceania
    2. Instituições económicas asiáticas. Processos de integração asiáticos (ASEAN, SCO, SAARC, ECO...) (6 ECTS)
      1. Acordos de Livre-Comércio (ALC) dos países asiáticos
      2. Relações económicas internacionais com os outros espaços económicos
  6. Médio Oriente (6 ECTS)
    1. Espaço Económico Árabe da Civilização Islâmica
    2. Instituições económicas (OCI, Liga Árabe...) e a integração económica (Conselho de Cooperação do Golfo) dos países árabes
    3. Fundos árabes para o desenvolvimento
    4. Acordos de Livre-Comércio dos países árabes
    5. Relações económicas internacionais com os outros espaços económicos
  7. Europa
    1. Espaços económicos na Europa
      1. Espaço Económico Europeu da civilização ocidental (2 ECTS)
      2. Espaço Económico Ortodoxo (2 ECTS)
    2. Instituições económicas europeias (2 ECTS)
    3. Processos de integração europeus (União Europeia, AELC...)
      1. União Europeia (7 ECTS)
      2. Relações internacionais da UE (8 ECTS)
      3. Associação Europeia de Livre-Comércio (AELE) (2 ECTS)
      4. Acordo Centro-Europeu de Livre-comércio (ACELC / CEFTA) (2 ECTS)
      5. Outras organizações económicas europeias (2 ECTS)
      6. Acordos de Livre-Comércio (ALC) dos países europeus
      7. Relações económicas internacionais com os outros espaços económicos
  8. Acordos comerciais globais e foros de cooperação
  9. Não à corrupção nos negócios internacionais (4 ECTS)
  10. Tese (TCC) do Mestrado Profissional em Relações Económicas Internacionais (10 ECTS)

Língua

  1. Mestrado bilíngue em Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português + Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês Master in International Relations
  2. Também disponível em O estudante tem acesso livre aos materiais nestas línguas; pode realizar os seus exercícios, comunicar-se com os professores, etc. em português. O estudante pode estudar qualquer unidade em qualquer uma dessas quatro línguas. O estudante deve ter um nível suficiente para estudar as matérias nesses idiomas
    Mestrado negócios comércio exterior EAD em Espanhol Master en Relaciones Internacionales Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Master Relations Internationales

O Mestrado Profissional em Relações Económicas Internacionais destina-se a todas aquelas pessoas que desejem especializar-se nas relações económicas internacionais e nos processos de integração económica regional.

O mestrado é especialmente desenhado para todas aquelas pessoas que trabalham, ou desejam trabalhar, nas instituições relacionadas com a economia internacional ou a internacionalização: os organismos multilaterais e os regionais, os bancos de desenvolvimento, as agências de captação de investimentos, os ministérios de comércio exterior, as câmaras de comércio, as associações de empresários, as aduanas nacionais, as consultoras, os departamentos de internacionalização de grandes empresas...

Comércio exterior América do Sul-África

Os objetivos do Mestrado são:

  1. Conhecer o impacto da globalização na economia mundial e as funções das principais organizações económicas internacionais (o Banco Mundial, a Organização Mundial do Comércio, o Fundo Monetário Internacional...)
  2. Analisar a tendência para a regionalização, através de análise das oito civilizações atuais, a função das religiões nestas civilizações e as relações com os processos de integração económica do mundo
  3. Definir e caracterizar os dezoito espaços económicos mundiais bem como as interações económicas entre eles
  4. Analisar os processos de integração, as principais instituições económicas e os acordos comerciais em África, na Europa, na América, na Ásia -Pacífico e no Médio Oriente
  5. Conhecer os acordos comerciais globais: a Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC), a Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA) ou o Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica de Associação Económica (AAPPT)...
  6. Analisar o impacto dos principais Acordos de Livre-Comércio (ALC) no mundo
  7. Conscientizar sobre a necessidade de evitar a corrupção nas relações económicas internacionais

Os acordos e as instituições analisados no Mestrado em Relações Económicas Internacionais:
Relações internacionais

Módulos do Mestrado em Relações Económicas Internacionais

Módulo - Introdução as civilizações, as religiões e a integração económica regional.

Globalização e organizações económicas internacionais (OMC, BM, FMI...) (6 ECTS)
  1. Faça o download da estrutura curricular «A Globalização» (PDF)

Mestrado / Douramento: Globalização

Organização Mundial do Comércio

Módulo - Espaços económicos mundiais

O objetivo do módulo 2 é conhecer o estado do mundo: os blocos comerciais, a emergência do continente africano, os países emergentes (BRICS), as tendências na integração económica regional...

A EENI desenvolveu uma metodologia de análise única baseada no conceito de «civilizações, religiões e integração económica regional». Apesar do fenómeno da globalização, os negócios também tendem a regionalização.

Ao analisar a função das religiões e das civilizações em um mundo globalizado, podemos identificar oito grandes áreas económicas, compostas por um ou mais espaços económicos.

Civilizações e integração económica (Doutoramento Mestrado Curso)

  1. As civilizações em um mundo globalizado
  2. As oito grandes civilizações, os seus espaços económicos e os seus processos de integração
    1. Civilização Africana
    2. Civilização Islâmica
      1. Integração económica da Civilização Islâmica
      2. Interações da Civilização Islâmica com as outras civilizações
    3. Civilização Cristã-Ocidental
    4. Civilização hindu (PDF)
    5. Civilização Sínica
    6. Civilização budista
    7. Civilização ortodoxa
    8. Civilização japonesa
  3. Processos de integração intercivilizacionais
  4. Inter-relações económicas entre as civilizações

Civilizações e integração (Mestrado, Doutoramento)

Civilizações, religiões e integração (mestrado)

Módulo 3- Instituições e integração africana.

Espaço Económico Africano.

  1. África: o berço da humanidade
  2. Principais religiões em África: cristianismo, Islão, religiões tradicionais africanas
  3. Estados centrais: a Nigéria (a primeira economia de África) e / ou a África do Sul (país BRICS)
  4. África: o próximo continente emergente

África continente emergente. Por que fazer negócios em África?. Transformação socioeconómica africana

Os cinco espaços económicos da Civilização Africana:

  1. Espaço Económico da África Central
  2. Espaço Económico da África Austral
  3. Espaço Económico da África Oriental
  4. Espaço Económico Magrebino
  5. Espaço Económico da África Ocidental
  6. Interações da Civilização Africana com as outras civilizações

Instituições africanas que lideram a transformação de África

Curso Mestrado: África transformação Instituições, União Africana, Comissão Económica África, Banco Africano Desenvolvimento

  1. União Africana
  2. Nova Aliança para o Desenvolvimento de África (AUDA-NEPAD)
  3. Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD)
  4. Comissão Económica para a África (ECA)
  5. Agenda 2063 «A África que queremos»
  6. Faça o download da estrutura curricular «Instituições africanas...» (PDF)
  7. Organizações africanas
  8. União do Magrebe Árabe
  9. Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CEN-SAD)
  10. Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
  11. União Económica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA)
  12. Área Monetária da África Ocidental (ZMAO)
  13. Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal
  14. União do Rio Mano (URM)
  15. Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC)
  16. Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)
  17. Comunidade para o desenvolvimento da África Austral (SADC)
  18. União Aduaneira da África Austral (SACU)
  19. Comunidade da África Oriental (EAC)
  20. Autoridade Intergovernamental para o desenvolvimento (IGAD)
  21. Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA)
  22. Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC
  23. Área de livre-comércio Continental Africana
  24. Autoridade da Bacia do Níger (NBI)
  25. Comunidade Económica da região dos Grandes Lagos (CEPGL)
  26. Conferência Internacional sobre a região dos Grandes Lagos (ICGLR)
  27. Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA)
  28. Iniciativa da Bacia do Nilo (NBI)
  29. Comissão do Oceano Índico
  30. Banco dos Estados da África Central (BEAC)

Transporte e logística em África

Transporte e Logística em África (curso, mestrado) corredores africanos de transporte, portos

  1. Infraestruturas em África
  2. Transporte marítimo em África. Portos africanos
  3. Corredores africanos de transporte
  4. Transporte ferroviário em África
  5. TIC, comércio e integração regional africana
  6. Cadeias de valor africanas

Relações internacionais africanas.

Curso Mestrado: Relações internacionais africanas: UE, AGOA, Países árabes, América do Sul, BRICS

  1. Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA)
  2. Fórum de Cooperação China-África
  3. Acordo para a cooperação África-Índia
  4. Corredor de Crescimento Ásia-África
  5. Cooperação África-Países árabes (ASA)
  6. Associação África-Turquia
  7. Cooperação África-Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul)
  8. Nova Parceria Estratégica África-Ásia
  9. África-Japão
  10. ...

Faça o download da estrutura curricular: «As Relações internacionais africanas» (PDF).

Mestrado à distância online em Negócios em África

Comércio exterior Japão-África

América Latina Mestrado

União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador,  Guiana, Paraguai...

Módulo 5- Instituições e integração na Ásia.

As civilizações e os espaços económicos asiáticos.

  1. Espaço Económico Hindu (Hinduísmo). A Índia (país BRICS) é o estado central.
  2. Civilização Sínica. A China (países BRICS) é o estado central. Religiões: o budismo, o taoismo e o confucionismo
  3. Espaço Económico Budista
  4. Espaço Económico da Eurásia Central (o Paquistão, a Turquia e Irão competem por ser o Estado central) e o Espaço Económico malaio (formado pelos três países muçulmanos da ASEAN) da Civilização Islâmica
  5. Civilização japonesa
  6. Espaço Económico da Oceania da civilização ocidental

Organizações asiáticas.

Ásia: instituições e integração

  1. Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD)
  2. Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP)
  3. Fórum para a Ásia
  4. Plano Colombo
  5. Diálogo de Cooperação da Ásia (ACD)
  6. Comissão do Rio Mekong (MRC)
  7. Sub-região do Grande Mekong
Acordos de integração asiáticos
  1. Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN)
  2. Triângulo de Crescimento Tailândia-Indonésia-Malásia (IMT-GT)
  3. Estratégia para a Cooperação Económica do Mekong (ACMECS)
  4. Área de crescimento do leste da ASEAN
  5. Associação para a Cooperação Regional da Ásia do Sul (SAARC)
  6. Organização para a Cooperação de Xangai
  7. Iniciativa da Baía de Bengala (BIMSTEC)
  8. União de Compensação Asiática (ACU)
  9. União Económica Eurasiática (EAEU)
  10. Organização de Cooperação Económica
  11. Cooperação Económica Sub-regional da Ásia do Sul (SASEC)
  12. Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)
  13. Fórum das Ilhas do Pacífico
  14. Organização das Aduanas da Oceania (OCO)

Ásia Acordos

Mercados Ásia

Zona Económica do Pan-Golfo de Beibu (China, ASEAN)

Nova Rota da Seda (China-Europa) Iniciativa Eurasiática de transporte terrestre. Curso

Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África (BADEA) Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe

Europa Acordos comerciais

Sistema de preferências generalizadas (SPG, União Europeia) Disposição Tudo menos armas (EBA)

Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA) Moçambique, Bangladeche, Índia...

Não à corrupção Negócios

Titulação do Mestrado profissional (título próprio EENI).

O estudante deve resolver e aprovar os exercícios de avaliação contínua online para cada unidades curricular, bem como a dissertação (tese) de mestrado. Se o professor considerar que o nível mínimo não foi atingido, ele orientará o estudante a melhorar a qualidade de seus exercícios ou tese e e reenviá-los. O importante é aprender.

Depois de aprovados todos os exercícios e a tese, o estudante obtém o Diploma de «Mestrado profissional em Relações Económicas Internacionais» emitido pela EENI Global Business School da Espanha (União Europeia).

É necessário enviar pelo correio (não válido por e-mail) uma fotocópia autenticada do diploma de bacharel universitário (Bachelor Degree, licenciatura). Isso é necessário para a emissão do seu diploma e não para a inscrição.

Estudantes (mestrado, negócios internacionais, Comércio Exterior)

Os estudantes sem titulação prévia (diploma de bacharel) obterão o título: «Diploma de Alta Especialização em Relações Económicas Internacionais» emitido pela EENI.





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / contatar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Diálogo Ásia-Médio Oriente (AMED) Argélia, Barém, Bangladeche, Butão, Brunei Darussalã, Camboja, China, Comores, Jibuti, Egito...

Conselho de Cooperação Pacífico

União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador,  Guiana, Paraguai...

Comércio exterior China-África

Comércio exterior África-Coreia do Sul

Parceria Estratégica África-Ásia (Mestrado) Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau

Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC África, facilitação do comércio, do transporte (corredores...), da eliminação de barreiras técnicas ao comércio não-tarifárias

Sistema de Integração Centro-Americana (SICA)



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2021)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail, WhatsApp ou pelo formulário de solicitação de informações.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página