Escola de Negócios EENI Business School

Comissão do Oceano Índico



Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) - Comissão do Oceano Índico (COI) - África.

  1. Introdução à Comissão do Oceano Índico (África Oriental);
  2. Infraestrutura económica regional;
  3. A Secretaria da Comissão (*);
  4. Os países da Comissão do Oceano Índico: as Comores, as Ilhas Reunião, Madagáscar, Maurícia e as Seicheles;
  5. As regras e o certificado de origem da Comissão do Oceano Índico;
  6. O regime de comércio preferencial;
  7. As relações União Europeia-Comissão do Oceano Índico (*);
  8. O Corredor de Crescimento Ásia-África.

(* Só disponível em inglês ou francês).

Exemplo:
A Comissão do Oceano Índico:
Comissão do Oceano Índico: Comores, Madagascar, Maurícia, Seychelles...

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Integração regional africana

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios na África Oriental

Estudante Mestrado / Doutoramento em negócios internacionais, Comércio Exterior

A UC «A Comissão do Oceano Índico» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Curso Superior: Negócios na África Oriental.

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Africanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Mestrados (MIB): Negócios em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior ou Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Indian Ocean Comission Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Commission Océan Indien Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Comisión del Océano Índico.

Confiamos em áfrica. Ensino superior a preços acessíveis para os africanos. Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento): Acesso preferencial / Acordos comerciais

Comissão do Oceano Índico (COI).

A Comissão do Oceano Índico é uma organização intergovernamental africana criada em 1982 em Port-Louis (Maurícia) e institucionalizada em 1984 pelo Acordo de Vitória (Seicheles). Reúne a cinco países da região do Oceano Indico: as Comores, as Ilhas Reunião (França), Madagáscar, Maurícia e as Seicheles.

Países observadores: China, Índia, Japão, Organização Internacional da Francofonia, Nações Unidas, União Europeia.

A Comissão do Oceano Índico tem duas missões específicas:

  1. Ser um vetor privilegiado na construção e no desenvolvimento solidário do espaço Indo-Oceânico dentro do qual os movimentos, tanto físicos como imateriais, possam realizar da uma forma eficaz;
  2. Ser um enquadramento para que os Estados-membros possam levar a cabo a integração e a cooperação com a região da África Oriental e Austral, o continente africano (União Africana), os países do Sul (colaboração Sul-Sul) e o resto do mundo bem como com as instituições multilaterais e os doadores individuais.

A Comissão do Oceano Índico atua em onde a sua ação contribui um forte valor acrescentado às ações dos seus membros tais como as iniciativas das organizações regionais: o Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA), a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) e o acordo Tripartido, as instituições continentais (União Africana) e / ou multilaterais (ONU, OMC, etc.).

Na atualidade, só Maurícia e Madagáscar assinaram a concessão de preferências comerciais no enquadramento do regime de comércio da Comissão do Oceano Índico, não há direitos aduaneiros para as mercadorias que cumpram com as normas de origem COI entre os dois países.

Portal Negócios em África da EENI.

A Comissão do Oceano Índico pertence ao Espaço Económico da África Oriental da Civilização Africana.


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página