Tratado de livre comércio da América do norte

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN / NAFTA).

  1. Introdução ao Tratado de Livre Comércio da América do norte (TLCAN)
  2. Instituições do TLCAN
  3. Comissão de Livre Comércio
  4. História do Tratado de Livre Comércio da América do norte
  5. Principais aspetos do tratado
  6. Impacto económico do Tratado de Livre Comércio da América do norte
  7. Perfil económico do Canadá, dos Estados Unidos e do México
  8. Casos de sucesso das empresas mexicanas, canadenses e norte-americanas
  9. Solução de controvérsias

Os objetivos da unidade curricular "Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN / NAFTA) " são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos e as instituições do Tratado de Livre Comércio da América do norte (TLC)
  2. Avaliar os benefícios e o impacto económico para os países membros do TLCAN
  3. Analisar o processo de integração económica e o comércio exterior entre Canadá, Estados Unidos e México
  4. Conhecer o mecanismo de solução de diferenças
  5. Entender as regras de origem do TLCAN
A unidade curricular "Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN - NAFTA)" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais à distancia: América, Países BRICS (México), Negócios Internacionais
  2. Doutoramento Profissional Negócios na América (EaD)

Materiais de estudo em Pt ou Es TLCAN Es NAFTA Fr ALENA.

Créditos da subunidade curricular "Tratado de livre comércio da América do norte": 0,7 ECTS

Exemplo da unidade curricular - Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN):
TLCAN Tratado América do norte

Descrição da unidade curricular - Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN):

O Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN) é um acordo regional entre o Governo do Canadá, o Governo dos Estados Unidos Mexicanos e o Governo dos Estados Unidos da América para criar uma área de livre comércio. Entrou em vigor no 1 de janeiro de 1994.

O Tratado de livre comércio da América do norte eliminou progressivamente as restrições ao comércio exterior e ao investimento (IDE) entre os três países da região da América do norte.

Desde que o Tratado de livre comércio da América do norte entrou em vigor, o comércio exterior de mercadorias (exportações - importações) entre os membros do tratado de livre comércio da América do Norte (TLCAN) se triplicou, alcançando 946,1 bilhões de dólares. Durante esse período, o comércio exterior entre o Canadá e os Estados Unidos se há quase triplicado, enquanto o comércio bilateral entre o México e os Estados Unidos se há mais que quadruplicado.

Atualmente, os países parceiros do tratado de livre comércio da América do Norte (TLCAN) intercambiam bens com um valor aproximado a 2,6 milhões de dólares diários, o que equivale a 108 milhões de dólares por hora.

Desde que o Tratado de livre comércio da América do norte entrou em vigor, o tamanho da economia da América do norte se há mais que duplicado: o produto interno bruto combinado do Canadá, dos Estados Unidos e do México superou os 17 triliões de dólares, comparado com os 7,6 triliões de dólares registados em 1993.

Os níveis de emprego da América do norte aumentaram quase 23% desde 1993, o qual representa a criação de 39,7 milhões de postos de trabalho.

Um de cada cinco empregos no Canadá é, em parte, vinculado ao comércio internacional; a prosperidade do Canadá se cimenta na sua abertura ao comércio internacional e aos investimentos internacionais. Como tal, a associação regional da América do Norte é sem dúvida uma importante vantagem competitiva para o Canadá. O Canadá está utilizando esta plataforma regional como um meio para que as empresas canadenses aproveitem oportunidades comerciais no mundo inteiro. As exportações representam um terço do produto interno bruto. Como o México, o Canadá desfruta de um superavit comercial com os Estados Unidos, o qual recebe mais de 85% de suas exportações.

A maior economia e diversificada do mundo, os Estados Unidos, é uma economia de livre mercado cujas empresas são líderes mundiais nos setores de manufatura e alta tecnologia, especialmente em computadores, equipamento médico e aeroespacial; nos serviços como telecomunicações e os serviços financeiros; e em agricultura. Os Estados Unidos é o maior importador de bens e terceiro maior exportador. O Canadá, México, China, o Japão e a Alemanha são seus principais parceiros de comércio.

A liberalização comercial transformou a vibrante economia do México, fomentando com sucesso o comércio e os fluxos de investimento direto estrangeiro (IDE). Em só uns anos, as exportações do México se diversificaram e passaram de exportar principalmente petróleo para uma maior variedade de produtos de exportação manufaturados, convertendo ao México em um dos maiores exportadores do mundo.

Casos de sucesso das empresas mexicanas, canadenses e norte-americanas:
- Canadá: Bombardier e Unique Solutions
- Estados Unidos: Caterpillar Inc. E Mary Kay Inc.
- México: Mabe e Grupo Modelo.

O Tratado de livre comércio da América do norte (TLCAN) pertence ao espaço económico latino-americano - norte-americano da civilização cristã ocidental.

Tratado América do norte

Mais informação sobre negócios na Califórnia, Nova Iorque e Miami.



EENI Escola de Negócios