Escola Negócios EENI Business School
Parceria Estratégica África-Ásia



Conteúdo programático da unidade curricular: A Nova Parceria Estratégica África-Ásia

  1. Introdução à Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP)
  2. O comércio exterior Ásia-África
  3. A Conferência Afro-Asiática (Conferência de Bandung)
  4. A Declaração sobre a nova Parceria Estratégica entre a Ásia e a África (*)

(*) Só disponível em inglês.

Os objetivos da unidade curricular «A Nova Parceria Estratégica África-Ásia» são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos da Nova Parceria Estratégica África-Ásia
  2. Avaliar as vantagens para os países africanos
  3. Conhecer os pilares da cooperação afro-asiática
  4. Analisar o comércio exterior (exportações, importações) entre os países asiáticos e os africanos
A unidade curricular «A Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP)» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior, Ásia
  2. Doutoramentos (Doutorados): Negócios Africanos, Negócios Asiáticos
  3. Curso: Relações internacionais africanas

Estudante Mestrado / Doutoramento em negócios, Comércio Exterior

Línguas de estudo: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português ou Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês Africa-Asia Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Afrique-Asie Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol África-Ásia.

Exemplo da unidade curricular - A Nova Parceria Estratégica África-Ásia:

Parceria Estratégica África-Ásia (Mestrado) Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Portal Africano da EENI Global Business School

Confiamos em África (Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe), EENI Escola de Negócios

Descrição da unidade curricular: Parceria África-Ásia.

A cooperação Afro-asiática entrou em um novo capítulo depois da Cúpula Ásia-África do 22-23 de abril de 2005 realizada em Jacarta, no cinquenta aniversário da primeira conferência, os líderes dos países asiáticos e dos africanos reuniram-se em Jacarta e declararam a Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP) como um projeto original para reforçar a cooperação Afro-asiática no futuro.

O objetivo principal é construir uma ponte entre a Ásia e a África. A Parceria África-Ásia tem centrada a sua cooperação em três grandes pilares:

  1. A solidariedade e a política
  2. A cooperação económica
  3. As relações socioculturais.

As oito áreas principais da cooperação são a luta contra o terrorismo, o crime organizado transnacional, a segurança alimentaria, a segurança energética, as pequenas e médias empresas, o turismo, as redes universitária para o desenvolvimento de África e da Ásia bem como a igualdade de género e o empoderamento da mulher.

Comércio exterior Ásia-África

O recente auge no desenvolvimento do comércio exterior entre a África e a Ásia personifica a explosão do comércio Sul-Sul. Estes fluxos comerciais são impulsionados pelas crescentes classes médias nos gigantes emergentes da Ásia, da China e da Índia, cuja demanda de mercadorias básicas de África está crescendo e também pelo acréscimo do crescimento económico na África Subsariana (SSA), que está aumentando a demanda de mercadorias asiáticas.

  1. A Ásia é o terceiro mercado de exportação continental de África (26% do comércio exterior total de África)
  2. A África é o quarto mercado continental de exportação da Ásia (3% do comércio exterior total da Ásia)

Estados-membros da Nova Parceria Estratégica África-Ásia: a República Popular e Democrática da Argélia, Angola, o Benim, o Botsuana, o Burquina Faso, Burúndi, os Camarões, Cabo Verde, a República Centro-Africana, o Chade, as Comores, o Congo, a Costa do Marfim, a República Democrática do Congo, Jibuti, Egito, a Eritreia, a Etiópia, a Guiné Equatorial, o Gabão, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, o Quénia, o Lesoto, a Libéria, a Líbia, Madagáscar, o Maláui, o Mali, a Mauritânia, Maurícia, Moçambique, a Namíbia, o Níger, a Nigéria, Ruanda, a República Árabe Saharaui Democrática, São Tomé e Príncipe, o Senegal, as Seicheles, a Serra Leoa, a Somália, a África do Sul, o Sudão, o Sudão do Sul, o Essuatíni (Suazilândia), a Tanzânia, o Togo, a Tunísia, o Uganda, a Zâmbia e o Zimbábue.

A Nova Parceria Estratégica África-Ásia pertence à Civilização Islâmica e à Civilização Africana.

Mestrados e Doutoramentos em Negócios Internacionais Online da EENI adaptados para os estudantes de Angola estudar Mestrado Doutoramento em Negócios, Comércio Exterior Angola, de Cabo Verde estudar Doutoramento Mestrado Negócios Cabo Verde, da Guiné-Bissau, estudar Mestrado, Doutoramento, Negócios, Comércio Exterior Guiné-Bissau, de Estudar Moçambique (Mestrados, negócios, Comércio Exterior) Moçambique e de São Tomé e Príncipe, estudar mestrado negócios São Tomé e Príncipe.

As Relações internacionais africanas.

  1. Associação África-Coreia do Sul
  2. Associação da Bacia do Oceano Índico
  3. África-Japão
  4. Acordo para a cooperação África-Índia
  5. Fórum China-África


(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2021)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail, WhatsApp ou pelo formulário de solicitação de informações.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página