Escola de Negócios EENI Business School

Conselho de Cooperação Regional


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): Conselho de Cooperação Regional (RCC) - Sudeste da Europa.

  1. Introdução ao Conselho de Cooperação Regional (CCR)
  2. As funções e a organização do Conselho
  3. O desenvolvimento económico e social
  4. O Observatório de transporte do sudeste da Europa
  5. O antigo Pacto de Estabilidade para a Europa sul oriental
  6. O processo de Cooperação do sudeste da Europa

Os objetivos da UC «Conselho de Cooperação Regional» são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos e as funções do Conselho de Cooperação Regional
  2. Avaliar as áreas e os processos de cooperação (transporte, desenvolvimento económico e social...) no sudeste da Europa

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios nos países do ACELC

Exemplo:
O Conselho de Cooperação Regional:
Conselho de Cooperação Regional (RCC) Observatório de transporte do sudeste da Europa

Estudantes Negócios Internacionais, Curso Mestrado Doutoramento

A UC «O Conselho de Cooperação Regional» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Europeus, Comércio Mundial

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Mestrados (MIB): Negócios na Europa, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Cursos: Negócios nos Países CEFTA, países AELC, Relações Internacionais da UE, Negócios na Europa Oriental

Línguas: Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Regional Cooperation Council Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Consejo Cooperación Regional Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Conseil de coopération régionale

Exemplo:
Corredor Báltico-Adriático (Polónia, Eslováquia, Áustria, Itália)

Conselho de Cooperação Regional

O Conselho de Cooperação Regional foi lançado oficialmente na reunião de Ministros de comércio exterior e de relações internacionais do Processo de Cooperação da Europa do Sul oriental em Sofia, em fevereiro de 2008, como o sucessor do Pacto de Estabilidade para a Europa Sul Oriental.

Os membros do Conselho de Cooperação Regional: quarenta e seis países, organizações e instituições financeiras internacionais.

Albânia, Áustria, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Canadá, Conselho da Europa, Conselho do Banco Europeu de desenvolvimento, Croácia, República Checa, Dinamarca, Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento, Banco Europeu de Investimento, União Europeia, Alemanha, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Organização Internacional para as Migrações, Irlanda, Itália, Letónia, Moldávia, Montenegro, Organização do Atlântico norte, Noruega, Organização para a Cooperação e o desenvolvimento, Organização para a Seguridade e a cooperação na Europa, Polónia, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, Iniciativa de Cooperação sul este da Europa, Espanha, Suécia, Suíça, Macedónia, Turquia, Reino Unido, Nações Unidas, Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa, Programa para o desenvolvimento das Nações Unidas, Kosovo, Estados Unidos da América, Banco Mundial.

O Conselho de Cooperação Regional promove a cooperação mutua, o comércio exterior e a integração Europeia e euro-atlântica do sul da Europa com o fim de inspirar o desenvolvimento da região para o benefício das pessoas.

O Conselho de Cooperação Regional reconhece que o fortalecimento da economia de mercado e dos sistemas sociais adequados representam uma pedra angular do desenvolvimento e do bem-estar na Europa Sul Oriental. O Conselho de Cooperação Regional apoia o Acordo Centro Europeu de Livre-comércio 2006.

Os membros do Processo de Cooperação do Sul Este da Europa: a Albânia, a Bósnia e Herzegovina, a Bulgária, a Grécia, a República da Macedónia, a Roménia, a Sérvia, a Turquia, a Croácia, a Moldávia, o Montenegro e a Eslovénia.

Exemplo:
Corredor de Transporte Atlântico (Portugal-Espanha-França-Alemanha)

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento): Corredores de Transporte Europeus


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página