Espaço Económico da África Ocidental

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular: o Espaço Económico da África Ocidental

  1. Introdução ao Espaço Económico da África Ocidental da Civilização Africana
  2. O Islão e o cristianismo no Espaço Económico da África Ocidental
  3. O perfil económico dos países da África Ocidental
  4. Mulheres e homens de negócios do Espaço Económico da África Ocidental
  5. As interações do Espaço Económico da África Ocidental com o resto dos espaços económicos africanos (África Central, África Austral, África Oriental e magrebino)
  6. As interações do Espaço Económico da África Ocidental com os espaços económicos das outras civilizações
  7. A logística na África Ocidental
  8. As instituições económicas relacionadas com o Espaço Económico da África Ocidental

Os objetivos da unidade curricular «O Espaço Económico da África Ocidental»:

  1. Definir as características económicas do Espaço Económico da África Ocidental
  2. Conhecer o perfil económico dos países da África Ocidental
  3. Entender a influência do Islão e do cristianismo no Espaço Económico da África Ocidental
  4. Entender os processos de integração económica no Espaço Económico da África Ocidental
  5. Analisar os perfis dos principais homens e mulheres de negócios
  6. Conhecer as relações económicas com os outros espaços económicos das diferentes civilizações
  7. Analisar as principais instituições económicas relacionadas com o Espaço Económico da África Ocidental
A unidade curricular «O Espaço Económico da África Ocidental» estuda-se:
  1. Mestrados profissionais à distância: África Subsariana, Países BRICS (Nigéria), Mercados Fronteiriços, Relações Económicas, Negócios Internacionais
  2. Doutoramentos (EaD): Ética, religiões e negócios, África

Materiais de estudo: Br ou Inglês West Africa Francês Afrique Ouest Espanhol Africa Occidental.

  1. Créditos da unidade curricular «O Espaço Económico da África Ocidental»: 2 ECTS
  2. Duração estimada: 2 semanas

Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)

Confiamos na África

Descrição da unidade curricular - O Espaço Económico da África Ocidental:

O Espaço Económico da África Ocidental é formado por quinze países: o Benim, o Burquina Faso, Cabo Verde, a Costa do Marfim, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo.

UEMOA ZMAO CEDEAO

  1. O inglês e o francês são as principais línguas francas da região. O português fala-se em Cabo Verde e a Guiné-Bissau. Na zona norte do Sahel também se fala o árabe. Além disso, há que ter em conta as línguas locais como o Ioruba, o hausa ou o wólof.
  2. As principais religiões na África Ocidental são o Islão (54% da população) e o cristianismo
  3. A principal economia da região é a Nigéria, que, além disso, é a primeira economia da África, e pode ser o Estado central da Civilização Africana
  4. O Senegal é um país de referência, sobretudo na Francofonia
  5. A África Ocidental é a região africana que mais cresce.
  6. Principais portos da África Ocidental: Porto de Abidjã, Lagos, Dakar, Tema, Lomé e Cotonou
  7. Corredores transafricanos que atravessam a África Ocidental: Corredor Cairo-Dakar, Corredor Dakar-Lagos, Corredor Lagos-Mombaça, Rodovia Transaheliana, Rodovia Transafricana Argel-Lagos, Corredor N'Djamena-Jibuti

Fazendo negócios na África Ocidental

Existem três importantes processos de integração na África Ocidental:

  1. O Benim, o Burquina Faso, Cabo Verde, a Costa do Marfim, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo são membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
  2. O Benim, o Burquina Faso, a Costa do Marfim, a Guiné-Bissau, o Mali, o Níger, o Senegal e o Togo são membros da União Econômica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA) ou ECOWAS
  3. A Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Libéria, a Nigéria e a Serra Leoa são membros da Área Monetária da África do Oeste (ZMAO) ou WAMZ

Integração económica na África Ocidental

Outros acordos e instituições na África Ocidental.

  1. O Benim, o Burquina Faso, Cabo Verde, a Costa do Marfim, a Gâmbia, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal e o Togo são membros da Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CEN-SAD)
  2. A Guiné, o Mali, a Mauritânia e o Senegal são membros da Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal
  3. A Costa do Marfim, a Serra Leoa, a Libéria e a Guiné são membros da União do Rio Mano (MRU)
  4. O Benim, o Burquina Faso, a Costa do Marfim, a Guiné, o Mali, o Níger e a Nigéria fazem parte da Autoridade da Bacia do Níger
  5. O Benim, o Burquina Faso, a Costa do Marfim, a Guiné-Bissau, a Guiné, o Mali, o Níger, o Senegal e o Togo fazem parte da Organização para a Harmonização do Direito dos negócios na África (OHADA)
  6. O Banco dos Estados da África Central
  7. A Organização Marítima para a África Ocidental e Central

Folorunsho Alakija mulher de negócios da Nigéria

Mulheres de negócios nigerianas: Hajia Bola Shagaya, Folorunsho Alakija, Adenike Ogunlesi, Folake Folarin-Coker, Dra. Amina Odidi, Tara Fela-Durotoye.

Alhaji Dangote Homem mais rico da África

Homens de negócios nigerianos: Alhaji Aliko Dangote, Dr. Mike Adenuga, Abdulsamad Rabiu, Tunde Folawiyo, Tony Elumelu, Orji Uzor Kalu, Adewale Tinubu, Jim Ovia, Theophilus Yakubu Danjuma, Dr Alhaji Muhammadu Indimi, Olufemi Otedola.

Personalidades da África Ocidental: Cheikh Anta Diop, Amadou Hampaté Bá, Boubou Hama, Wole Soyinka, Leopoldo Sédar Senghor, Christophe Wondji, Joseph Ki-Zerbo, Djibril Tamsir Niane, Albert Adu Boahen Kwadwo, Ellen Johnson-Sirleaf, Akin Mabogunje.

Interações do Espaço Económico da África Ocidental com as outras civilizações.

Sistema de preferências generalizadas (SPG) da UE

  1. Os países africanos beneficiários da África Ocidental do esquema Tudo Menos Armas (EBA) da UE: o Níger, o Benim, a Libéria, o Togo, o Burquina Faso, o Senegal, a Gâmbia, o Mali, a Serra Leoa, a Guiné, Cabo Verde e a Guiné-Bissau
  2. Cabo Verde é beneficiário do SPG+

Cabo Verde, o Benim, o Burquina Faso, a Costa do Marfim, o Gabão, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo fazem parte do Acordo de Cotonou da União Europeia (UE).

A UE tem um Acordo de Comércio Livre com a Costa do Marfim.

Todos os países da África Ocidental são beneficiários da Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA) dos Estados Unidos.

 Sistema de Comércio Preferencial entre os Estados-membros da Organização da Cooperação Islâmica (OCI-TPS)
  1. Nenhum país da África Ocidental assinou o Acordo Marco + PRETAS (Protocolo sobre o regime tarifário preferencial) + Regras de origem
  2. A Guiné, o Níger, a Serra Leoa, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, o Burquina Faso, o Benim, a Nigéria e a Costa do Marfim assinaram o Acordo Marco + PRETAS
  3. O Senegal unicamente assinou o Acordo Marco
  4. O Mali e o Togo ainda não ratificaram o Acordo

Todos os países da África Ocidental são membros do Banco Africano de Desenvolvimento, da Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD), da União Africana (UA) e da Comissão Económica para a África (CEA).

estudantes EENI no Burquina
Mestrado em Comércio Exterior Burkina Faso

Exemplos

Autoridade da Bacia do Níger

Hajia Bola Shagaya empresária da Nigéria

Mike Adenuga Empresário da Nigéria

Banco de Desenvolvimento da África Ocidental

Jim Ovia empresário

Área Monetária da África do Oeste (WAMZ)

Universidade U-EENICatalunña es España