Fundos Árabes para o Desenvolvimento

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular: O Fundos Árabes para o Desenvolvimento

  1. Introdução à Ajuda Oficial ao Desenvolvimento árabe (AOD)
  2. O Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico da África (BADEA)
  3. O Fundo Árabe para o Desenvolvimento Económico e Social
  4. O Fundo Monetário Árabe
  5. O Programa do financiamento do Comércio Árabe (ATFP)
  6. O Programa Árabe do Golfo para as Organizações de Desenvolvimento das Nações Unidas (AGFUND)
  7. O Banco Islâmico de Desenvolvimento (IsDB)
  8. O Fundo OPEP para o Desenvolvimento Internacional (OFID)
  9. O Fundo de Abu Dabi para o Desenvolvimento
  10. O Fundo Kuwaitiano para o Desenvolvimento Económico Árabe
  11. O Fundo Saudita para o Desenvolvimento
  12. As organizações da promoção do comércio árabe

Os objetivos da unidade curricular «Fundos Árabes para o desenvolvimento»:

O objetivo principal da unidade curricular «Fundos Árabes para o desenvolvimento» é oferecer uma visão global e prática sobre...

  1. A Ajuda Oficial ao Desenvolvimento Árabe e os maiores doadores árabes
  2. Os principais recetores da Ajuda Oficial ao Desenvolvimento Árabe
  3. As características dos diferentes Fundos Árabes para o desenvolvimento
A unidade curricular «Fundos Árabes para o Desenvolvimento» estuda-se:
  1. Mestrados profissionais à distância: Negócios Internacionais, Países Muçulmanos, África Subsariana
  2. Doutoramentos (EaD): Mercados Islâmicos, África, Ásia

Materiais de estudo em Português + Inglês Arab Funds (Espanhol Fondos Arabes Francês Fonds Arabes).

  1. Créditos da unidade curricular «Fundos Árabes para o Desenvolvimento»: 1 ECTS
  2. Duração estimada: 1 semana

Exemplo da unidade curricular - Fundos Árabes para o Desenvolvimento:

Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico da África (BADEA)

Descrição da unidade curricular (Fundos Árabes para o Desenvolvimento):

Os principais doadores árabes são:

  1. Arábia Saudita
  2. Kuwait
  3. Emirados Árabes Unidos (EAU)

A Ajuda Oficial ao Desenvolvimento árabe representa 13% da Ajuda oficial ao Desenvolvimento AOD

  1. Média da Assistência oficial para o Desenvolvimento (AOD) de estes três países: 1,5% do seu rendimento nacional bruto combinado (1973–2008)
  2. Média de AOD dos países da OCDE: 0,7%

Os principais recetores da Ajuda Oficial ao Desenvolvimento árabe são países Muçulmanos (Civilização Islâmica): o Afeganistão, a Argélia, o Chade, do Egito, a Guiné, a Indonésia, o Irão, a Jordânia, o Líbano, a Líbia, a Malásia, o Mali, a Mauritânia, o Marrocos, o Níger, o Paquistão, a Palestina, o Senegal, o Sudão, a Somália, a Tunísia, a Turquia, a Costa do Marfim, Iémen, o Barém, o Omã, o Catar, a Síria, a Serra Leoa, o Bangladesh, o Gabão, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, o Uganda, o Burquina Faso, os Camarões, as Comores, o Iraque, as Maldivas, Jibuti, o Benim, o Brunei Darussalã, a Nigéria, o Azerbaijão, a Albânia, o Quirguistão, o Tajiquistão, o Turquemenistão, Moçambique, o Cazaquistão, o Uzbequistão, o Suriname, o Togo, a Guiana.

Os Fundos Árabes para o Desenvolvimento pertencem a Civilização Islâmica e a Civilização Africana.

Exemplos - Fundos Árabes

Fundo Árabe para o Desenvolvimento Económico e Social

Fundo Monetário Árabe

Programa do Golfo árabe para o Desenvolvimento

Fundo Saudita para o Desenvolvimento

Fundo de Abu Dabi para o Desenvolvimento

Programa do financiamento do Comércio Árabe

برنامج تمويل التجارة العربية

Fundo OPEP para o Desenvolvimento Internacional

Fundo Kuwaitiano para o Desenvolvimento Económico Árabe

Organização para a Cooperação Islâmica (OCI).



Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo