Escola de Negócios EENI Business School

Curso: Religiões da China e Negócios


Compartilhar por Twitter

Curso Online - Confucionismo, Taoismo e Negócios (5 ECTS).

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Confucionismo, Taoismo e Negócios

O curso «Confucionismo, Taoismo e Negócios» ministrado pela EENI Global Business School (Escola de Negócios) é composto por 4 módulos:

  1. Taoismo e Negócios;
  2. Confucionismo e Negócios;
  3. Outras religiões na China: Islão, cristianismo e budismo;
  4. Espaço Económico Sínico.

Informação Escola Negócios EENI Business School (Cursos Mestrados Doutoramentos) Inscrever-se / Solicitação de informação.

Estudantes, Comércio Exterior Mestrado Doutoramento

  1. Créditos: 5 ECTS;
  2. Duração: 5 semanas;
  3. Preço: 120 Euros;
  4. Faça o download da estrutura curricular do curso (PDF).

Língua.

  1. Curso bilíngue em Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Chinese Religions;
  2. Também disponível em O estudante tem acesso livre aos materiais nestas línguas; pode realizar os seus exercícios, comunicar-se com os professores, etc. em português. O estudante pode estudar qualquer unidade em qualquer uma dessas quatro línguas. O estudante deve ter um nível suficiente para estudar as matérias nesses idiomas
    Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Religiones de China Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Religions de la Chine.

Exemplo:
Zhang Ruimin, empresário confucionista, Haier, China (Curso, Mestrado, Doutoramento)

Os objetivos do curso são os seguintes:

  1. Conhecer os pilares do taoismo e do confucionismo;
  2. Compreender os princípios éticos dessas religiões;
  3. Estudar a sua influência nos negócios e no espaço económico sínico;
  4. Analisar os perfis de empresários e empresas confucionistas e taoistas;
  5. Definir as características do espaço económico sínico;
  6. Analisar as relações económicas e políticas da Civilização Sínica com as outras civilizações (ocidental, hindu, budista, islâmica e africana);
  7. Compreender os processos de integração económica e as principais organizações relacionadas ao espaço económico sínico;
  8. Conhecer o perfil económico dos países de influência da Civilização Sínica.

Estudantes (mestrado, negócios internacionais, Comércio Exterior)

O Curso de Aperfeiçoamento online tem os seus exercícios de modo evolutivo, assim ao terminar os exercícios e ser aprovados o estudante recebe o Certificado de conclusão do «Curso de Aperfeiçoamento: Confucionismo, Taoismo e Negócios» emitido pela EENI Global Business School (Escola de Negócios) da Espanha (União Europeia).

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios na China

«A benevolência... Consiste em não fazer a outros o que não quer que te façam a ti». Analectos Livro XII-1, Confúcio

Exemplo:
Taoismo Wu Wei (Curso Mestrado Doutoramento)

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Religiões e Negócios Internacionais

A UC «Religiões da China» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Cursos: Confucionismo, Taoismo e Negócios.

Doutoramento (Doutorado DIB): Ética, Religiões e Negócios, Negócios Asiáticos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Mestrados (MIB): Negócios Internacionais, Religiões e Negócios.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Confucionismo Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Confucianism Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Confucianisme.

Por que estudar Religiões e Negócios Internacionais?

  1. Créditos da UC «Religiões da China»: 5 ECTS;
  2. Duração: 5 semanas.

Faça o download da estrutura curricular do módulo «Confucionismo, Taoismo e Negócios» (PDF).

Módulos do Curso de Aperfeiçoamento - Confucionismo, Taoismo e Negócios.

1- Confucionismo, Ética e Negócios.

  1. Introdução ao confucionismo;
  2. A figura de Confúcio;
  3. Os Analectos (livros confucionistas);
  4. Os conceitos básicos do confucionismo
    1. As artes da paz;
    2. A educação e o ritual;
    3. A humanidade;
    4. O poder.
  5. Os princípios da ética do confucionismo
    1. O homem de moralidade superior;
    2. O Justo Médio confuciano;
    3. As palavras corretas;
    4. A regra de ouro confucionista.
  6. A importância da hierarquia confucionista;
  7. A influência do confucionismo nos negócios;
  8. O confucionismo hoje.

Empresas e valores confucionistas.

  1. Zhang Ruimin: empresário confucionista (China) «a essência da globalização é a localização»;
  2. Empresas chinesas: Menglan, COSCO, KONKA, Guanxi Sanhuan, Jindie, Tianfa, Hong Qing Ting, Jiangsu Changfa.

Confucionismo e Negócios (Doutoramento, Curso, Mestrado) Princípios da ética confucionista. Analectos

«Quantas mais leis e regulações, mais ladrões» Tao LVII

2- Taoismo, Ética e Negócios.

  1. Introdução ao taoismo;
  2. Lao Zi (fundador do taoismo);
  3. O Tao Te Ching: o Tao (Sentido) e o Te (Virtude);
  4. O Yin e o Yang;
  5. Princípios éticos taoistas
    1. Wu Wei: o princípio de não agir;
    2. A não-violência e taoismo;
    3. O controle dos sentidos;
    4. A sabedoria;
    5. O desapego.
  6. O taoismo hoje;
  7. Taoistas famosos;
  8. Governo e Taoismo;
  9. Casos de empresas com influência taoista. Chang Yung-fa (I-Kuan Tao). Diretor da Evergreen (Taiwan).

Taoismo Ética e Negócios (Doutoramento, Mestrado, Curso)

3- Outras religiões na China: Islão, cristianismo e budismo.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Budismo e Negócios Internacionais

  1. O budismo na China: a religião mais importante da China (embora a China seja um país secular);
  2. O cristianismo na China (67 milhões);
  3. O Islã na China;
  4. O xamanismo.

Nota: a análise do budismo não é feita neste curso, mas no curso sobre o budismo.

4- Espaço Económico Sínico.

  1. As religiões da China (taoismo, confucionismo e budismo) e sua relação com a Civilização Sínica;
  2. O Espaço Económico Sínico
    1. A China como o estado central da Civilização Sínica;
    2. Os países da área de influência da Civilização Sínica: a China, a Coreia do Sul, Hong Kong, o Japão, Macau, Singapura,Taiwan e o Vietname
      1. Embora o budismo seja a religião maioritária no Japão, a influência do taoismo e do confucionismo é muito significativa na cultura japonesa, assim como no xintoísmo;
      2. A Coreia do Norte tem sido historicamente um país de influência da Civilização Sínica. No entanto, a ditadura comunista impede a liberdade de religião.
    3. A expansão da Civilização Sínica em África (sinização de África);
    4. A diáspora da Civilização Sínica.
  3. Empresários e empresas chinesas;
  4. Integração económica do espaço económico sínico;
  5. Interações com outras civilizações;
  6. Organizações económicas do espaço económico sínico.

Exemplo:
Comunidade Económica da ASEAN (Brunei, Singapura, Indonésia, Malásia, Filipinas, Tailândia, Camboja, Laos, Mianmar, Vietname)

Por que estudar este Curso de Aperfeiçoamento?. Público-alvo.

Este curso é destinado principalmente aos executivos e as empresas que desejam fazer negócios na China (país BRICS, o maior mercado do mundo), um mercado onde a influência do taoismo e do confucionismo (assim como o budismo) é fundamental.

O taoismo e o confucionismo, o yin e o yang, responsabilidade e liberdade, representam os dois polos da sociedade chinesa, como o yin e o yang, o confucionismo não existiria sem o taoismo e vice-versa.

Essas duas tradições de sabedoria, juntamente com o budismo e o xamanismo, fazem parte da Civilização Sínica e de toda a sua área de influência: o espaço económico sínico.

As multinacionais chinesas (HAIER, COSCO, Galanz, Huawei, Chint...) tornaram-se protagonistas da economia mundial, estando presentes nos cinco continentes e controlando empresas importantes em todo o mundo. 70% dos brinquedos no mundo, 40% das micro-ondas, 20% das geladeiras, 25% das lavadoras ou 30% dos aparelhos de ar condicionado são fabricados por empresas chinesas.

A Zona Económica do Delta do Rio das Pérolas (53.000 fábricas) são a maior região exportadora e importadora da China, graças ao Acordo de Parceria Económica Mais Próxima (CEPA) com Hong Kong.

Para melhor compreender a idiossincrasia das empresas chinesas, analisa-se o perfil de várias empresas e empreendedores chineses, onde será analisada a influência do confucionismo e do taoismo em sua estratégia de negócios e políticas de responsabilidade social corporativa.

O GUANXI, baseado no confucionismo, é fundamental para compreender a importância das relações pessoais na China.

Portanto, este curso também é recomendado para quem quer fazer negócios com empresas chinesas de qualquer lugar do mundo ou que queira trabalhar em uma empresa de origem chinesa.

Também será analisada a influência muito forte da China em África (a sinização de África, controle de matérias-primas), e o crescente peso da Coreia e do Japão no continente africano.

O curso também é voltado para todos aqueles que desejam fazer negócios nos mercados do Espaço Económico Sínico (China, Coreia do Sul, Hong Kong, Japão, Macau, Singapura, Taiwan e Vietname.

Harmonia entre as religiões e negócios internacionais (Sri Ramakrishna)

Negócios Internacionais Ahimsa (Não-Violência) Jainismo

Por que estudar Religiões e Negócios Internacionais?

Exemplo:
África-Japão Relações comerciais TICAD Exportaçãoes. Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe

Integração económica do espaço económico sínico (organizações económicas, acordos de livre-comércio...).

  1. Singapura e o Vietname são membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN)
    1. Comunidade económica da ASEAN;
    2. Área de livre-comércio da ASEAN;
    3. O Vietname faz parte da Estratégia para a Cooperação Económica do Mekong (ACMECS);
    4. A China, o Japão, a Coreia do Sul e os países da ASEAN são membros da ASEAN mais três;
    5. Acordo de Livre-Comércio China-ASEAN;
    6. Acordo de Parceria Económica ASEAN-Japão;
    7. Área de livre-comércio da ASEAN-Coreia;
    8. Outros acordos comerciais da ASEAN com a Austrália-Nova Zelândia, o Paquistão, o Canadá, a Índia, a União Europeia, a Rússia, os Estados Unidos.
  2. Acordo de Livre-Comércio China-Singapura;
  3. A China tem Acordos de Associação Económica com Hong Kong e Macau;
  4. A China também tem acordos comerciais com o Japão e a Coreia do Sul;
  5. A China tem um acordo-quadro para cooperação económica com Taiwan;
  6. Acordo comercial Singapura- Coreia;
  7. A China, a Coreia do Sul, Hong Kong, o Japão, Singapura, Taiwan e o Vietname são membros da Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) e do Conselho de Cooperação Económica do Pacífico (PEEC);
  8. A China, o Vietname e a Coreia são membros do Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA) e da Organização para Cooperação entre Ferrovias (OSJD);
  9. A China e o Vietname fazem parte da Sub-região do Grande Mekong;
  10. O Japão tem acordos de parceria económica com Singapura, a China, o Vietname e a Coreia do Sul;
  11. Singapura, o Vietname e o Japão são membros do Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica de Associação Económica (AAPPT);
  12. Singapura tem acordos comerciais com o Japão, a Coreia e a China.

Interações político-económicas da China com outras civilizações.

  1. Civilização Ocidental
    1. América Latina: a China tem acordos de livre comércio com: Chile, Peru, Costa Rica, Comunidade Andina;
    2. Europa:
      1. Acordos comerciais com a Islândia, a Noruega e a Suíça;
      2. Acordo União Europeia-China.
    3. Oceania: acordo de livre comércio com a Nova Zelândia e a Austrália.
  2. Civilização Islâmica:
    1. A China tem acordos de livre comércio com o Paquistão, o Conselho de Cooperação do Golfo (GCC);
    2. A China é membro do Programa de Cooperação Económica Regional da Ásia Central (CAREC), formado pelo Afeganistão, Azerbaijão, Cazaquistão, Quirguistão, Paquistão, Tajiquistão, Turquemenistão, Uzbequistão e Mongólia (país budista)..
  3. Civilização Hindu: Tratado de Comércio Regional China-Índia;
  4. Civilização Ortodoxa: acordo China-Moldávia, acordo China-União Económica Eurasiática;
  5. Civilização africana:
    1. Fórum China-África: um instrumento fundamental de política comercial para o desenvolvimento africano;
    2. A China tem acordos comerciais preferenciais com praticamente todos os países africanos;
    3. África-Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) (a China é um dos países BRICS).
  6. Acordos com várias civilizações: a China é membro da Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) formada por países muçulmanos (Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e o Uzbequistão) e a Rússia (país ortodoxo).

Interações político-económicas da Coreia do Sul com outras civilizações.

  1. Civilização Africana:
    1. Associação África-Coreia do Sul;
    2. Acordo comercial com a União Aduaneira da África Austral (SACU).
  2. Civilização Hindu: Acordo Índia-Coreia do Sul;
  3. Civilização Ocidental:
    1. América Latina: acordos comerciais com o Peru, Chile, MERCOSUL, México, América Central, Colômbia;
    2. América do Norte: acordo com os Estados Unidos e o Canadá;
    3. Oceania: acordos com a Austrália e a Nova Zelândia;
    4. Europa:
      1. Acordo entre a União Europeia e a Coreia do Sul;
      2. Acordo de Livre Comércio da Coreia do Sul - Associação Europeia de Livre-Comércio (AELC) (Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça).
  4. Civilização islâmica: acordos com o Conselho de Cooperação do Golfo, a Indonésia, a Malásia e a Turquia;
  5. Civilização Ortodoxa: acordo com a Rússia.

Interações político-económicas do Japão com outras civilizações.

  1. Civilização Africana: a Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento de África (TICAD);
  2. Civilização Hindu: Acordo de Associação Económica com a Índia;
  3. Civilização Ocidental:
    1. América Latina: acordos de livre comércio com o México, o Chile e o Peru;
    2. Oceania: acordo com a Austrália;
    3. Europa: acordo de parceria com a Suíça e a União Europeia.
  4. Civilização Islâmica: Acordos de Associação Económica com Brunei, Indonésia, Malásia;
  5. Civilização Ortodoxa: acordo com a Rússia;
  6. Civilização budista: acordo com a Tailândia.

Interações político-económicas de Singapura com outras civilizações.

  1. Civilização hindu: acordo Singapura;
  2. Civilização Ocidental:
    1. América Latina: acordos com o Peru, Panamá, a Costa Rica e o México;
    2. América do Norte: acordos com os Estados Unidos e o Canadá;
    3. Oceania: acordos com a Austrália e a Nova Zelândia;
    4. Europa: acordo com os Estados da AELC.
  3. Civilização islâmica: acordos com a Jordânia, o Paquistão e o Conselho de Cooperação do Golfo (GCC);
  4. Civilização Ortodoxa: acordo com a Ucrânia;
  5. Singapura também pertence à Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA).

Interações político-económicas de Taiwan com outras civilizações.

  1. Civilização Ocidental (América Latina): acordos com Guatemala, Panamá, Nicarágua e El Salvador-Honduras.

Interações político-económicas do Vietname com outras civilizações.

  1. Civilização islâmica: zona de livre comércio com a União Económica Eurasiática;
  2. Civilização Ortodoxa: união aduaneira com a Rússia;
  3. Civilização budista: acordo de comércio entre Laos e Vietname;
  4. O Vietname faz parte da Comissão do Rio Mekong (MRC).

Outras organizações económicas relacionadas com a Civilização Sínica.

  1. Fórum para a Ásia;
  2. Diálogo de Cooperação para a Ásia (ACD);
  3. Diálogo Ásia-Europa (ASEM);
  4. Fórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste (FOCALAL);
  5. Diálogo Ásia-Médio Oriente (AMED);
  6. Plano Colombo;
  7. Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP);
  8. Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD);
  9. Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP).

Exemplo:
África-Coreia do Sul Cooperação Económica, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe

Exemplo:
Fórum de Cooperação China-África. Comércio exterior Sino-Africano

Exemplo:
Ética do confucionismo (Doutoramento Mestrado Curso)

Exemplo:
Chang Yung-fa (Presidente Evergreen, Taiwan) religião I-Kuan Tao (taoísmo, confucionismo e budismo)

Exemplo:
Ética Taoista (Doutoramento Mestrado Curso)

Exemplo:
China Marketing internacional (Doutoramento Mestrado Curso)

Exemplo:
China Galanz

Exemplo:
Alibaba China

Exemplo:
África-Japão Relações comerciais TICAD Exportaçãoes. Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe

Religiões e negócios.


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página