Curso a distância (EAD): Iniciativa da Bacia do Nilo

Escola de Negócios EENI & Universidade HA


Início EENI

Conteúdo programático do curso (unidade curricular, EAD) - A Iniciativa da Bacia do Nilo (NBI) - África

  1. Introdução à Iniciativa da Bacia do Nilo (NBI)
  2. O perfil económico da Bacia do Nilo
  3. Os benefícios pelo Burundi, a República Democrática do Congo, o Egito, a Etiópia, o Quénia, o Ruanda, o Sudão do Sul, o Sudão, a Tanzânia e a Uganda
  4. A estrutura da Iniciativa da Bacia do Nilo
  5. Planos e projetos estratégicos da Iniciativa da Bacia do Nilo

Nota: os apartados 3,4 e 5 só estão disponíveis em inglês.

O curso online (unidade curricular) «A Iniciativa da Bacia do Nilo» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior (Doutoramentos, Mestrados, Bachelors) à distância (EAD) da EENI Business School & HA University:
  1. Bachelor of Science em Negócios Interafricanos à distância
  2. Doutoramento em Negócios na África (educação à distância)
  3. Cursos: África Oriental, África Central
  4. Mestrados profissionais: África Subsariana, Mercados Fronteiriços, Relações Económicas, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

Estudante Mestrado / Doutoramento em negócios a distância

Língua de estudo: Ensino superior a distância em Português ou Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Nile Basin Initiative Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Initiative du bassin du Nil Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Iniciativa Cuenca del Nilo.

Exemplo do curso (unidade curricular) online - A Iniciativa da Bacia do Nilo:
Iniciativa da Bacia do Nilo (Mestrado)






Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Portal Africano da EENI Business School & HA University
Portal África, Escola de Negócios EENI & Universidade HA

Descrição do curso (unidade curricular, Ensino superior EAD) - A Iniciativa da Bacia do Nilo (NBI):

A Iniciativa da Bacia do Nilo é uma associação intergovernamental regional que procura desenvolver o rio Nilo da uma maneira cooperativa, compartilhar os benefícios socioeconómicos substanciais e promover a paz e a segurança regional.

A Iniciativa da Bacia do Nilo foi criada em fevereiro de 1999 pelos Ministros encarregados de Assuntos Hídricos dos países ribeirinhos: o Burundi, a República Democrática do Congo, do Egito, a Etiópia, o Quénia, Ruanda, o Sudão do Sul, o Sudão, a Tanzânia e o Uganda.

A Eritreia participa em qualidade de pais observador.

Os objetivos da Iniciativa da Bacia do Nilo são:

  1. Desenvolver os recursos hídricos da Bacia do Nilo de uma maneira sustentável e equitativa para garantir a prosperidade, a segurança e a paz para todos os povos
  2. Garantir um gerenciamento eficiente da água e da utilização ótima dos recursos
  3. Garantir a cooperação e a ação conjunta entre os países ribeirinhos
  4. Erradicar a pobreza e promover a integração económica
  5. Assegurar que os resultados dos programas sejam conseguidos

O órgão superior da Iniciativa da Bacia do Nilo é o Conselho de Ministros do Nilo.

A região da Iniciativa da Bacia do Nilo:

  1. Onze países: o Burundi, a República Democrática do Congo, o Egito, a Etiópia, o Quénia, o Ruanda, o Sudão do Sul, o Sudão, a Tanzânia, o Uganda
  2. Longitude: 6.695 quilómetros
  3. Longitude navegável: 4.149 quilómetros
  4. A área da Bacia: 3176, 543 quilómetros quadrados
  5. Fluxo anual (em Assuão): 84 mm de metros cúbicos / ano média
  6. Grandes Lagos: Vitória, Kyoga, Albert, Edward, Tana
  7. Altitude máxima: 5.110 m (o Monte Stanley, montanhas de Rwenzori, o Uganda)
  8. A população (total, em todos os países do Nilo): 437 milhões de habitantes
  9. Percentagem da população dentro da Bacia do Nilo: 54% (238 milhões de habitantes)
  10. Principal uso da água: agricultura
  11. Principais presas de Assuão, Jebel Aulia, Roseries, Sennar, Khasm o Girba e Merowe

A Iniciativa da Bacia do Nilo pertence à Civilização Africana.

  1. O Espaço Económico da África Central
  2. O Espaço Económico da África Oriental


(c) EENI Business School & HA University / Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2018)