Doutoramento em Negócios na Ásia-Pacífico

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Doutorado (Doutoramento) profissional em Negócios Internacionais especialização Ásia-Pacífico (educação à distância EaD)

Os objetivos do Doutoramento profissional em Negócios Internacionais (DIB) especialização Ásia-Pacífico (3 anos, 180 ECTS, à distância) são formar ao doutorando para que seja capaz de pesquisar sobre temas relacionados com os negócios na Ásia, o comércio intra-asiático, a economia asiática, os processos de integração asiáticos, as religiões asiáticas e a sua relação com os negócios, os espaços económicos asiáticos (Eurásia Central, malaio, budista, indiano, sínico)... De forma que lhe permita aplicar soluções criativas e tomar decisões relacionadas com os negócios no espaço económico asiático.

O Doutoramento à distancia profissional em negócios asiáticos lhe permite adaptar ao seu horário e melhorar a sua carreira profissional.

Idiomas do Doutorado em Negócios na Ásia-Pacífico. Todas as unidades curriculares ofertadas do Doutoramento estão em inglês. Aproximadamente o 25% do resto das matérias está em português Português (e em espanhol e francês). Assim, dependendo das unidades curriculares selecionadas, o doutorando pode realizar este Doutoramento integralmente em português (ou inglês, francês ou espanhol); os estudantes deve ter um nível suficiente para poder estudar as unidades curriculares nestes idiomas.

Inglês Doctorate Ásia Espanhol Doctorado Ásia Inglês Doctorat Asie.

Informação EENI Solicitar informação do Doutoramento Ásia

Faça o download do programa do "Doutoramento Negócios na Ásia-Pacífico" (PDF)

Público-alvo: graduados e profissionais que trabalham e que desejem continuar sua carreira no campo dos negócios internacionais com ênfase na Ásia-Pacífico.

O Doutoramento em Negócios na Ásia-Pacífico faz parte da categoria de Doutoramentos Profissionais em Negócios, os quais têm o dobro objetivo de fazer uma contribuição tanto ao conhecimento como à prática.

Universidade U-EENI

Estrutura do Doutoramento profissional (Doutorado) em Negócios Internacionais especialização Ásia-Pacífico

O programa do Doutoramento profissional em Negócios na Ásia-Pacífico estrutura-se em três partes:

Estrutura Doutoramentos Negócios

  1. Estudo das unidades curriculares (atividade formativa)
  2. Trabalhos de investigação e plano de tese do Doutoramento em Negócios na Ásia-Pacífico
  3. Tese e defesa de tese do Doutoramento

Unidades Estudo das unidades curriculares (atividade formativa) do Doutorado profissional (Doutoramento) em Negócios na Ásia-Pacífico: mínimo 20 ECTS, máximo 60 ECTS

O doutorando deve realizar uma atividade formativa (complemento formativo), composta por uma série de unidades curriculares definidas segundo os seus estudos precedentes e a linha de investigação eleita (relacionada com o espaço económico asiático). A Direção do Doutoramento profissional em Negócios na Ásia-Pacífico determina os complementos de formação que precisa em função da linha de investigação, podendo o doutorando eleger as unidades curriculares entre as ofertadas pela EENI para a linha de investigação eleita com um mínimo de 20 créditos ECTS (10 créditos AC) e um máximo de 60 ECTS.

Os candidatos graduados no Mestrado profissional em Negócios na Ásia da EENI estarão isentos de realizar complemento de formação algum, passando diretamente à fase de investigação do Doutorado.

Unidades curriculares do espaço económico asiático oferecidas pela EENI

A EENI oferece ao doutorando uma série de unidades curriculares relacionadas com o espaço económico asiático. O doutorando pode selecionar as unidades curriculares mais adequadas em função da tese a realizar. O doutorando seleciona as unidades curriculares uma vez formalizado a inscrição.

Para facilitar a seleção das unidades curriculares que deve estudar o doutorando, se estruturam em vários blocos:

Doutoramento em Negócios na Ásia

  1. Economia e instituições económicas da Ásia
  2. Integração económica asiática
  3. Relações internacionais asiáticas.
  4. Espaços económicos asiáticos
  5. Índia
  6. Religiões da Índia
  7. China
  8. Taoísmo e Confucionismo
  9. Sudeste Asiático - ASEAN
  10. Budismo
  11. Islão
  12. Eurásia Central
  13. Outros países asiáticos
  14. Oceânia
  15. Não à corrupção na Ásia

Mais abaixo pode encontrar mais informação detalhada sobre as unidades curriculares disponíveis.

Créditos

Duração: máximo de três anos naturais a contar desde a inscrição da matrícula no programa até o depósito da tese. Se decorrido o prazo de três anos naturais não se depositou a tese, a Direção do Doutoramento do programa pode autorizar uma prorrogação de até dois anos.

  1. Preço do Doutoramento Negócios na Ásia-Pacífico: 5.220 Euros (tudo incluído)
  2. Bolsas de estudo. Desconto de até o 40 % para alunos (as) dá Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e da diáspora africana. Preço do Doutoramento para estes alunos: 3.132 Euros (1.044 Euros / ano)
  3. Consultar bolsas para outros alunos de Portugal, Ásia, América, Médio Oriente...

Educação para todos

Exemplos do Doutoramento profissional em Negócios na Ásia

Requisitos. Para ser admitido no Doutoramento profissional em Negócios Internacionais especialização Ásia-Pacífico os estudantes deve ter obtido um título de Mestrado ou ter um mínimo de três anos de experiência laboral em postos de relevância no âmbito dos negócios internacionais.

Os estudantes graduados no Mestrado em Negócios na Ásia da EENI poderão aceder ao Doutoramento profissional em Negócios Internacionais especialização Ásia-Pacífico convalidando todas as matérias do Doutoramento já estudadas no mestrado.

Diploma do Doutoramento profissional em Negócios na Ásia-Pacífico
O diploma de Doutoramento concede-se após avaliar:
- O grau de participação do doutorando nas unidades curriculares do Doutorado.
- A investigação realizada
- A defesa de tese.

Uma vez defendida e superada a tese do doutorado, os doutorandos obterão o título próprio de “Doutoramento profissional em Negócios Internacionais (DIB) especialização Ásia-Pacífico” emitido pela EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais).

Professores da EENI:
Professores EENI

Mercados analisados no Doutoramento profissional (Doutorado) em Negócios Internacionais especialização Ásia-Pacífico:
Mercados Ásia

Alunos EENI asiáticos
alunos asiáticos

Linhas de investigação do Doutoramento profissional (Doutorado) em Negócios Internacionais (DIB) especialização Ásia-Pacífico:

  1. O doutorando deve selecionar as unidades curriculares mais adequadas para a sua tese
  2. O doutorando pode utilizar qualquer combinação possível de matérias
  3. O mínimo de ECTS a selecionar é de 20 e o máximo de 60
  4. NOTA: entre colchetes indicam-se os créditos ECTS

Economia, instituições, integração e relações internacionais da Ásia.

Economia Integração Ásia

  1. Economia asiática [1]
  2. Integração económica na Ásia-Pacífico [1]

Organizações económicas asiáticas

  1. Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP) [1]
  2. Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD) [1]
  3. Plano Colombo [0,1]
  4. Fórum para a Ásia [0,1]
  5. Diálogo de Cooperação da Ásia (ACD)
  6. Banco Islâmico de Desenvolvimento [1]

Relações económicas internacionais, organizações extracontinentais e tratados relacionados com a Ásia.

  1. Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) [2]
  2. Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA) [0,5]
  3. Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) [2]
    1. Sistema de Comércio Preferencial da OCI (TPS-OCI)
    2. Centro de Investigação Económica para os Países Islâmicos
    3. Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio Exterior
    4. Câmara de Comércio e Indústria Islâmica
    5. Comité para a Cooperação Económica da OCI
  4. Parceria Estratégica África-Ásia [0,2]
  5. Reunião Económica Ásia-Europa (ASEM) [0,1]
  6. Fórum de Cooperação América Latina-Ásia (FOCALAL) [0,1]
  7. Diálogo Ásia-Médio Oriente (AMED) [0,1]
  8. Acordo Estratégico Transpacífico (TPP)
  9. África-BRICS [0,3]
  10. Relações comerciais Brasil-BRIC
  11. Conselho de Cooperação Económica do Pacífico (PEEC)
  12. Sistema de Preferências Generalizadas da UE
  13. Banco Europeu de Investimento
  14. Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE)

Espaços económicos asiáticos

  1. Espaço económico hindu [2]
  2. Espaço económico sínico [2]
  3. Espaço económico budista [2]
  4. Espaços económicos islâmicos asiáticos.
    1. Espaço económico árabe [1]
    2. Espaço económico da Eurásia Central [2]
    3. Espaço económico malaio
    4. Integração económica da civilização islâmica
    5. Interações da civilização islâmica com outras civilizações
  5. Espaço económico da Oceânia [1]
  6. Acordos entre os espaços económicos asiáticos:
    1. União de Compensação Asiática (ACU) [0,1]
    2. Associação para a Cooperação Regional da Ásia do Sul (SAARC) [0,1]
    3. Iniciativa da Baía de Bengala (BIMSTEC) [0,1]
    4. Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) [0,1]
    5. Cooperação Económica Sub-regional da Ásia do Sul (SASEC) [0,1]
    6. Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)
    7. Programa de Cooperação Económica Regional da Ásia Central (CAREC)

Tratados de livre comércio da Ásia.

Ásia Acordos

Índia (26 ECTS / 13 AC).

Fazendo negócios na Índia

  1. Índia [0,5]
  2. Estados da Índia [0,5]
  3. Economia da Índia [1]
  4. IED na Índia [1]
  5. Empresários e empresas da Índia: Grupo Hinduja, Grupo Birla, Infosys, Relliance, BIOCON, Dr. Cyrus S. Poonawalla, Wadia, Godrej, Grupo TATA, Sahu Jain, Gautam Adani, Bhavarlal Hiralal Jain, Ajit Gulabchand, Wipro Azim Premji, Yusuf Hamied
  6. Nova Deli [1]
  7. Andra Pradexe [1]
  8. Bangalore [2]
  9. Haryana [1]
  10. Bombaim [1]
  11. Gujarate [2]
  12. Tamil Nadu [1]
  13. Kerala [1]
  14. Tratados de livre comércio (TLC) da Índia
  15. Acordo Índia-MERCOSUL
  16. Fórum África-Índia [0,5]
  17. Relações comerciais Brasil-BRICS

Espaço económico da civilização hindu [2].

  1. As religiões da Índia e o espaço económico hindu
  2. A Índia como Estado central da civilização hindu
  3. Países da área de influência da civilização hindu:
    1. Maurícia [2]: porta de entrada da Índia para a África
    2. Nepal [1]: relações económicas muito fortes com Índia
    3. Butão [1]
  4. Integração económica da civilização hindu
  5. Relações económicas da civilização hindu com outras civilizações
  6. A diáspora da civilização hindu.

Religiões da Índia e sua influência nos negócios no espaço económico hindu (4 ECTS).

Hinduísmo

Hinduísmo Ética e Negócios

Jainismo

Jainismo Negócios

Zoroastrismo

Zoroastrismo Negócios

Siquismo

Siquismo Negócios

China (22 ECTS / 11 AC).

China Doutorado

  1. China [0,5]
  2. Economia chinesa [1]
  3. Negociação na China [0,5]
  4. Empresas chinesas [0,5]: Zhang Ruimin, Haier, Ali Baba, Huawei, Galanz
  5. Alfândegas chinesas [0,5]
  6. Tratados de livre comércio (TLC) da China
  7. IED na China [0,5]
  8. Portos [0,5]
  9. Xangai [2]
  10. Guangzhou [1]
  11. Pequim [1]
  12. Delta do Rio das Pérolas [1]
  13. Hong Kong [3]
  14. Macau
  15. relações económicas internacionais da China.
  16. África-China [0,5] [0,5]

China Negócios Video Vídeo Negócios na China.

Espaço económico da civilização sínica (2 ECTS)

Taoismo e Confucionismo (3 ECTS / 1,5 AC).

Confucionismo
Confucionismo Ética e Negócios

Taoismo
Taoismo Ética e Negócios

Sudeste Asiático (ASEAN) (30 ECTS / 15 AC)

Fazendo negócios no Sudeste Asiático

Vídeo Mercados Emergentes Vídeo Sudeste Asiático (En).

  1. Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) [3]
    1. Comunidade Económica da ASEAN
    2. Investimento (IDE) na ASEAN
    3. Área de livre comércio da ASEAN
    4. Triângulo de Crescimento Tailândia Indonésia Malásia (IMT-GT)
    5. Estratégia de Cooperação Económica do Mekong (ACMES)
    6. Área de crescimento do leste da ASEAN (BIMP-EAGA)
    7. Tratados de livre comércio (TLC) da ASEAN
    8. Comissão do Rio Mekong
    9. Sub-região do Grande Mekong [0,5]
  2. Brunei Darussalã [1]
  3. Camboja [1]
  4. Filipinas [2]
  5. Indonésia [3]
  6. Laos [1]
  7. Malásia [2]
  8. Myanmar [1]
  9. Singapura [3]
  10. Tailândia [2]
  11. Vietname [2]
  12. Empresários da ASEAN: Kith Meng, Sandiaga Salahuddin Uno, Tan Sri Mokhtar, Thaksin Shinawatra

Budismo (3 ECTS / 1,5 AC).

Budismo Ética e Negócios

Espaço económico budista.

  1. Espaço económico da civilização budista
  2. Perfil económico dos países com maiorias budistas
  3. Empresários budistas
  4. Integração económica da civilização budista
  5. A civilização budista e a ASEAN
  6. Interações da civilização budista com o resto de civilizações

Islão (Islã) (5 ECTS / 2,5 AC).

Islão Negócios e Ética

  1. Introdução ao Islão (pilares, sunitas, xiitas, Direitos Humanos, Charia, Fiqh)
  2. A Ummah (comunidade muçulmana)
  3. Islão e negócios (banca e finanças islâmicas, empresárias e empresários muçulmanos, espaços económicos islâmicos...)

Eurásia Central (22 ECTS / 11 AC).

Fazendo negócios na Eurásia Central

  1. Comunidade dos Estados Independentes (CEI) [0,4]
  2. Organização para a Cooperação Económica (ECO) [0,1]
  3. Comunidade Económica Euro-Asiática (EurAsEc) [0,5]
  4. União Económica Euroasiática [0,2]
  5. Conselho de Cooperação dos Estados de Língua Túrquica [0,1]
  6. Relações com a UE: Sinergia do Mar Negro da UE, Política Europeia de Vizinhança, SGP
  7. Organização para a Cooperação Económica do Mar Negro (BSEC) [0,2]
  8. Organização Regional para a Democracia e o Desenvolvimento Económico (GUAM) [0,2]
  9. Comissão Económica para a Europa (UNECE) [0,2]
  10. Arménia [1]
  11. Azerbaijão [1]
  12. Cazaquistão [1]
  13. Geórgia [1]
  14. Irão [2]
  15. Quirguistão [1]
  16. Paquistão [2]
  17. Tajiquistão [1]
  18. Turquemenistão [1]
  19. Turquia [3]
    1. União Aduaneira Turquia-União Europeia
    2. Associação África-Turquia [0,1]
  20. Uzbequistão [1]

Espaço económico islâmico da Eurásia Central (2 ECTS)

Médio Oriente (24 ECTS / 12 AC).

Fazendo negócios no Médio Oriente

  1. Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) [1,2]
    1. Arábia Saudita [3]
    2. Barém [2]
    3. Catar [1]
    4. Emirados Árabes Unidos [2]
    5. Kuwait [1]
    6. Omã [1]
  2. Países árabes não membros do CCG
    1. Jordânia [1]
    2. Iémen [1]
    3. Líbano [2]
    4. Síria [0,5]
  3. Empresários e empresárias árabes [1]
  4. Comissão Económica e Social para a Ásia Ocidental (CESAP) [1]
  5. Liga Árabe [1]
  6. Cooperação África-Países Árabes [0,5]
  7. Igrejas Católicas Orientais (maronitas, caldeus)
  8. Faça o download do conteúdo programático do módulo "Médio Oriente" (PDF)

Espaço económico árabe (1 ECTS)

Fundos Árabes para o Desenvolvimento (1 ECTS).

Outros países asiáticos.

Asia Lste Sul Negócios

  1. Bangladeche [2]
  2. Coreia do Sul [2]
    1. Associação África-Coreia [0,1]
  3. Coreia do Norte [0,5]
  4. Japão [2]
    1. Conferência Internacional de Tóquio sobre ou Desenvolvimento da África [0,2]
  5. Maldivas [0,5]
  6. Mongólia [1]
  7. Sri Lanka [2]
  8. Taiwan
  9. Empresários: Muhammad Yunus, Muhammad Abdul Mannan, Salman F Rahman, Lee Kun-hee, Kazuo Inamori, Chang Yung-fa

Oceânia (11 ECTS / 5,5 AC).

Fazendo negócios na Oceânia Pacífico

  1. Fórum das Ilhas do Pacífico (PIF)[0,1]
  2. Organização das Aduanas da Oceânia [0,1]
  3. Austrália [3]
  4. Nova Zelândia [2]
  5. Papua-Nova Guiné [1]
  6. Países insulares da Oceânia [1]

Espaço económico da Oceânia [1]

Luta contra a corrupção nos negócios na Ásia (4 ECTS / 2 AC)

Curso: não à corrupção nos negócios

Não à corrupção

  1. Faça o download do conteúdo programático do módulo "Não à corrupção" (PDF)

Cursos de introdução aos principais idiomas da Ásia: inglês, hindi, indonésio, coreano, tailandês, tagalo, vietnamita...

Universidade U-EENI