Organização para a Cooperação Económica (ECO)

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular: Organização para a Cooperação Económica (Ásia Central).

  1. Introdução a Organização para a Cooperação Económica (ECO)
  2. Estrutura organizacional da ECO
  3. Objetivos e as atividades da Organização para a Cooperação Económica
  4. Instituições regionais
  5. Armadora ECO
  6. Câmara de Comércio e Indústria
  7. Acordo Comercial ECOTA
  8. Banco de Comércio Internacional e Desenvolvimento
  9. Direção de comércio exterior e investimentos
  10. Relações internacionais da Organização para a Cooperação Económica

Os objetivos da unidade curricular "Organização para a Cooperação Económica (ECO) " são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos e atividades da Organização para a Cooperação Económica (ECO)
  2. Avaliar os benefícios para os países membros do ECO (o acordo comercial ECOTA) e as áreas de cooperação
  3. Conhecer as instituições regionais da Organização para a Cooperação Económica
  4. Analisar as relações internacionais da Organização para a Cooperação Económica
A unidade curricular "Organização para a Cooperação Económica (ECO)" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais à distancia (EaD): Países Emergentes, Ásia, Mercados Muçulmanos, Negócios Internacionais, Relações Económicas
  2. Doutoramento DIB Ásia, Mercados Muçulmanos

Idioma de estudo: En Economic Cooperation Organization Es ECO Cooperación Fr ECO.

Créditos da unidade curricular "Organização para a Cooperação Económica": 0,1 ECTS

Exemplo da unidade curricular - Organização para a Cooperação Económica (ECO):
Organização para a Cooperação Económica

Descrição da unidade curricular - A Organização para a Cooperação Económica (ECO).

A Organização para a Cooperação Económica (ECO) é um bloco comercial regional criado em 1985 pelo Irão, o Paquistão e a Turquia (Ásia Central).

O objetivo da Organização para a Cooperação Económica (ECO) é promover a cooperação cultural, técnica e económica assim como do comércio exterior entre suas economias: o Estado Islâmico de Afeganistão, a República do Azerbaijão, a República islâmica do Irão, a República do Cazaquistão, o Quirguistão, a República islâmica do Paquistão, a República de Tajiquistão, a República da Turquia, o Turquemenistão e o Uzbequistão.

A região da Organização de Cooperação Económica é uma região geográfica amplia e bem dotada de recursos económicos potenciais em diferentes âmbitos e setores, como a agricultura e as terras de cultivo, a energia e a mineira, os recursos humanos, e além disso é uma vasta região de comércio exterior estratégico.

Um dos principais objetivos da Organização de Cooperação Económica (ECO), como grupo regional, é promover o comércio exterior dentro da região e com o resto do mundo baseado no princípio do livre comércio, e afrontar assim os retos da globalização.

Em cumprimento deste objetivo, uma serie de projetos e programas empreenderam-se durante os últimos cinco anos. Estes projetos e programas da Organização para a Cooperação Económica são:

  1. As atividades da liberalização do comércio internacional
  2. Os projetos de facilitação do comércio exterior
  3. A cooperação com as organizações internacionais

A região da Organização de Cooperação Económica (ECO) no seu conjunto registou um robusto crescimento anual do PIB do 6% desde 2002.

Com mais de 400 milhões de pessoas, a região da Organização para a Cooperação Económica (ECO) representa um 6% da população mundial, enquanto a participação no comércio total da região no comércio mundial é do 2%. As economias regionais estão realizando contínuos esforços para promover o comércio intrarregional e a aplicação de medidas para melhorar o marco regulatório na região.

A Organização para a Cooperação Económica (ECO) pertence ao espaço económico da Eurásia Central da civilização islâmica.

ECO Acordo Comercial ECOTA
ECO Acordo de comércio

ASEAN-Organização Cooperação Económica.



EENI Escola de Negócios