Confucionismo e Negócios, Doutoramento à distância (EAD)

Escola de Negócios EENI & Universidade HA


Início EENI

Conteúdo programático do curso EAD (unidade curricular) - Confucionismo: ética e negócios (China, Japão...)

Confucionismo Ética e Negócios (Doutoramento EAD)

  1. Introdução ao confucionismo
  2. Confúcio
  3. Os livros do confucionismo. Os Analectos
  4. Os fundamentos do confucionismo
  5. Os princípios da ética do confucionismo
  6. A Regra de Ouro do confucionismo
  7. Os cinco princípios fundamentais do confucionismo:
    1. Educação - Ritual (Li)
    2. Humanidade (Ren)
    3. Homem superior (Jun zi)
    4. Poder (Te)
    5. Artes da paz (Wen)
  8. O Justo Médio do confucionismo
  9. «Palavras corretas»
  10. A hierarquia do confucionismo
  11. O Confucionismo hoje em dia
  12. Casos de estudo: empresas e confucionismo
    1. Empresa GALANZ (China)
    2. Zhang Ruimin «O empresário confucionista» (China)
    3. Chang Yung-fa. Diretor do Evergreen (Taiwan)

Os objetivos do curso (unidade curricular) «Confucionismo: ética e negócios» são os seguintes

  1. Conhecer os fundamentos do confucionismo
  2. Entender os princípios éticos do confucionismo
  3. Analisar as figuras dos empresários confucionistas
  4. Estudar a influência do confucionismo nos negócios e na área económica da Civilização Sínica
O curso online (unidade curricular) «Confucionismo: ética e negócios» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior à distância (EAD) da EENI Business School & HA University:
  1. Doutoramentos: Ética, Religiões e Negócios, Ásia
  2. Mestrados: Ásia, Países BRICS, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  3. Bachelor of Science em Comércio Internacional
  4. Curso: China

Língua de estudo: Ensino superior à distância em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Confucionismo Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Confucianism Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Confucianisme.

  1. Créditos do curso (unidade curricular) «Religiões da China (Confucionismo) »: 3 ECTS
  2. Duração estimada: 3 semanas

Faça o download do conteúdo programático do módulo «Religiões da China» (PDF)

«A benevolência... Consiste em não fazer a outros o que não quer que te façam a ti». Confúcio

Zhang Ruimin, empresário confucionista (Mestrado)






Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição do curso (unidade curricular, Ensino superior EAD) - Confucionismo: ética e negócios:

Kongzi (Mestre Kong), também chamado Kung-tse (os jesuítas latinizaram com o nome de Confúcio), nasceu em 551 EC em Kufow, no estado de Lu e morreu em 479 EC aos 73 anos. Também foi conhecido como Kung o Sábio ou o Maestro Kung (Kung-Fu-Tsu). Confúcio foi contemporâneo de Lao Zi, Buda, Deuteroisaias, Pitágoras ou Mahavira.

A época de Confúcio foi a época chamada dos Estados Combatentes (Século V EC até o III EC) da dinastia Chou (1122 - 256 EC) uma sociedade arruinada, encasulada em um sistema de castas feudal e fragmentada em pequenos estados em contínua guerra entre se, a sociedade precisava um novo modelo.

Nesta época surgiram as chamadas «cem escolas» que preconizavam diferentes filosofias, mas só duas têm perdurado até nossos dias: o confucionismo e o taoismo.

É importante assinalar que Confúcio não queria criar uma nova religião, foi um reformador, ele admitia ser um homem qualquer. Confúcio quis renovar politicamente a sociedade para que os homens conseguissem a máxima felicidade. Confúcio cria no Céu (Tsien) como algo misterioso e impessoal que atua sobre o mundo. Ao longo da história, ao igual que em outras religiões, surgirá uma religião: o confucionismo.

Os Analectos (Lun Yu) ou «Ditos de Confúcio» ou «Comentários filosóficos», são a principal fonte do pensamento do confucionismo, resume em forma de diálogos o essencial da doutrina de Confúcio.

Confúcio foi sobretudo um criador de um sistema social baseado na tradição que influiu em toda a área da Civilização Sínica: a China, a Coreia, o Vietname, Taiwan, Hong Kong, Singapura e o Japão durante mais de 2.500 anos.

Influiu de forma significativa na sociedade em diferentes áreas: a política, a económica, a social e a cultural, bem como na mentalidade e o modo de ser de todos os chineses, alguns estudiosos estrangeiros a consideram a religião mais importante da China.

O Confucionismo tem o objetivo de ajudar ao aperfeiçoamento do ser humano, não procura uma salvação como em outras religiões, senão que procura a ordem, a sabedoria e o conhecimento.

Pese a anos de comunismo e a consequente proibição da religião na China, esta volta a emergir com força na sociedade chinesa. Especialmente hostil, foi a época de Mao Tse Tung, e designadamente na fase da revolução cultural (Campanha Anti- Confúcio de Mao)

As religiões tradicionais (Xamanismo), o taoismo, o budismo e sobretudo o confucionismo estão a cada dia mais presentes na sociedade chinesa.

É muito difícil conhecer as estatísticas da religião para a China em onde uma pessoa pode ser ao mesmo tempo confucionista, taoista e budista.

Harmonia entre as religiões (Doutoramento EAD) Curso: negócios Ahimsa (Não-Violência)

O Confucionismo teve grande influência no Ocidente, como por exemplo, em Lev Tolstói.

Exemplo do curso (unidade curricular) online - Confucionismo
Ética do confucionismo (Doutoramento)

Chang Yung-fa Empresário Taiwan (Curso)

Religiões do mundo: Zoroastrismo, Siquismo, Jainismo, hinduísmo, taoismo, Budismo.



(c) EENI Business School & HA University / Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2018)