Mestrado em Negócios na África

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana (educação à distância EaD)

O Mestrado Profissional Fazendo negócios na África Subsariana (educação à distancia EaD) é projetado para fornecer uma visão global e prática sobre os mercados africanos (a Nigéria, África do Sul, Quénia, Egito, Uganda, Etiópia, a Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé...): como fazer negócios, os fluxos de investimentos estrangeiros diretos, a importação e a exportação, a integração regional e as comunidades económicas (a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, a Comunidade da África Austral, o Mercado Comum da África Oriental e Austral, a Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento...), a economia africana...

Confiamos na África

Módulos do Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana (educação à distância EaD).

Mestrado África Subsariana

O Mestrado compõe-se de nove módulos (ECTS= Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos):

  1. As instituições africanas que levam a transformação socioeconómica da África (a União Africana, a NEPAD, a Comissão Económica para a África, o Banco Africano de Desenvolvimento, a Agenda 2063) (5 ECTS)
  2. Negócios e a economia africana: as perspetivas económicas, as empresárias e os empresários africanos, a governança na África, os mercados fronteiriços na África(5 ECTS)
  3. Os espaços económicos da civilização africana (6 ECTS)
  4. Negócios na África Austral (10 ECTS)
  5. Negócios na África Oriental (34 ECTS)
  6. Negócios na África Central - Sahel (18 ECTS)
  7. Negócios na África Ocidental (29 ECTS)
  8. O transporte e a logística na África (10 ECTS)
  9. Tese (TCC) do Mestrado (9-19 ECTS)

Faça o download do conteúdo programático Mestrado em Negócios na África Subsariana (PDF)

Mercados analisados no Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana (educação à distância EaD):

Mestrado em Negócios na África

Itinerários do Mestrado em Negócios na África Subsariana (e-learning)

O Mestrado em Negócios na África Subsariana permite ao aluno selecionar três percursos formativos de diferente duração, conteúdos, preço e titulação emitida com o fim de adaptar a formação às necessidades profissionais do aluno(a) e de forma que lhe permita validar melhor o seu título conforme a legislação vigente no seu país.

Mestrado 1. O aluno seleciona os módulos (*) que melhor se adaptem às suas necessidades:

  1. 60 ECTS (1 ano de duração).
  2. Preço: 2.358 euros.
  3. Tese do Mestrado: 9 ECTS
  4. Título próprio: “Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana” emitido pela EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais)
  5. Se no futuro o aluno deseja seguir com o Mestrado 2, todas as unidades superadas do Mestrado 1 serão validadas.

Mestrado 2. O aluno seleciona os módulos (*) que mais lhe interessem somando no mínimo 101 ECTS

  1. 120 ECTS (2 anos)
  2. Preço: 3.547 Euros.
  3. Tese do Mestrado: 19 ECTS
  4. Título próprio “Mestrado Profissional Executivo em Economia, Negócios e Integração na África Subsariana” emitido pela EENI

Mestrado pessoalizado. O aluno configura (*) o seu próprio Mestrado em Negócios na África Subsariana (duração e conteúdos).

  1. Mínimo: 60 ECTS, Máximo: 120 ECTS.
  2. Necessária superintendência e aprovação do conteúdo por parte da EENI
  3. Preço e título: em função dos créditos selecionados.

(*) A seleção dos módulos e unidades curriculares realiza-se uma vez formalizada a matrícula no Mestrado.

Módulos recomendados para os alunos (a) africanos de:

  1. Cabo Verde e Guiné-Bissau: módulo África Ocidental
  2. Angola e São Tomé e Príncipe: módulo África Central
  3. Moçambique: módulo África Oriental
  4. Para todos os alunos africanos: módulos 1 (instituições africanas), 2 (negócios e a economia africana), 3 (espaços económicos africanos) e 7 (transporte na África)

Bolsas de estudo EENI: até um 40% de desconto para alunos(as) brasileiros, africanos e da diáspora africana.

  1. Preço do Mestrado 1 com bolsa: 1.415 Euros
  2. Preço do Mestrado 2 com bolsa: 2.128 Euros
  3. Consultar bolsa de estudo para outros países (Portugal, Macau...)

Solicitar informação do Mestrado Profissional em Negócios África

Idioma do Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana. O Mestrado é bilíngüe em Pt + En Mestrado Africa (ou Fr Mestrado Afrique ou Es Master Africa), os principais idiomas da África. O aluno tem acesso aos materiais nestes idiomas.

  1. Dedicação média 12 horas / semana. É possível reduzir o tempo dedicando mais horas semanais
  2. 5 % desconto por pagamento ao contado.

Educação para todos

Este Mestrado é projetado especialmente tendo em conta as necessidades dos estudantes africanos e da diáspora africana.
Mas também é aberto a qualquer estudante não africano que deseje se especializar nos negócios na África.

Os estudantes graduados no Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana da EENI, poderão aceder ao Doutoramento DIB Negócios Internacionais especialização África sendo convalidadas as unidades curriculares que já se tenham superado neste Mestrado.

EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais): 4.000 alunos em 100 países.
EENI Alunos

 Diretor e Professor do Mestrado África da EENI

Vídeo Mestrado África Paterson Ngatchou

En Vídeo Mestrado Business África Es Vídeo Mestrado Profissional em Negócios África

Professores da EENI africanos: Doutora Geneviève Barro, Dr. Albert Bialufu Ngandu, Dr. Ousséni SO, Dr. Fernandinho Domingos, Dr. Aliou Niang, Jean Thierry Somda, Paterson Ngatchou, Adérito Fernandes, Prospero Kemayou...
Professores EENI

Promoção do Mestrado em Comércio, Global Marketing e internacionalização, Universidade Ouaga II (Burquina Faso) e a EENI (Espanha)
Mestrado em Comércio Burkina

Modalidade. O mestrado se apresenta em formato de educação à distância (EaD).

O sistema de estudos é totalmente à distância, o que permite que você se matricule quando quiser e estude a partir de qualquer lugar do mundo. As matrículas são feitas continuamente, o que permite que você se matricule quando quiser, sem depender da abertura de novas turmas.

Alunos EENI na África
Alunos EENI África

Área de Livre Comércio Continental

Módulos do Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana (e-learning):

Nota: entre parêntese indica-se o número de créditos ECTS

Módulo - As instituições africanas que lideram a transformação socioeconómica da África (5 ECTS).

  1. União Africana (1)
  2. Nova Aliança para o Desenvolvimento da África (NEPAD) (0,7)
  3. Comissão económica para a África (ECA) (1)
  4. Banco Africano de Desenvolvimento (1,3)
  5. A Agenda 2063 "A África que queremos" (0,5)

África transformação Instituições

Faça o download do programa do módulo: "As instituições africanas..." (PDF)

Módulo - África: os negócios e a economia (5 ECTS).

  1. O estado da economia africana
  2. As mulheres de negócios africanas
  3. Os homens de negócios africanos
  4. A governança económica na África
  5. Os mercados fronteiriços da África
  6. A África: o próximo continente emergente

África negócios e economia

África continente emergente

Faça o download do programa do módulo: "À economia e os negócios na África" (PDF)

Módulo - Os espaços económicos da civilização africana (6 ECTS).

O espaço económico da civilização africana
  1. Espaço económico da África Ocidental (2)
  2. Espaço económico da África Central (1)
  3. Espaço económico da África Austral (1)
  4. Espaço económico da África Oriental (2)
  5. As interações da civilização africana com outras civilizações

Módulo - Negócios na África Austral (10 ECTS).

Mercados da África Austral:

  1. África do Sul: a segunda economia africana [3]
  2. Botsuana: um país interior mineiro (diamantes, 33% do PIB) [1]
  3. Lesoto: a Suíça africana [0,5]
  4. Namíbia: um país mineiro e pecuário [1]
  5. Suazilândia: um Reino baseado na mineração [0,5]
  6. Zâmbia: um dos mercados fronteiriços na África e o maior exportador de cobre e cobalto [1]
  7. Zimbábue: grandes recursos mineiros (ouro, cobre...) [1]

Negócios África Austral

Integração na África Austral:

  1. A SADC (Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral) [1,1]
  2. A SACU (União Aduaneira da África Austral) [0,6]
  3. O Tratado de Livre Comércio (TLC) com o MERCOSUL

Integração da África Austral

Faça o download do programa do módulo: "Negócios na África Austral" (PDF)

Módulo - Negócios na África Oriental (34 ECTS)

Os mercados da África Oriental:

  1. Egito: um país árabe ou africano? [3]
  2. Etiópia: 90 milhões de etíopes. Sede da União Africana [3]
  3. Quénia: o líder regional [3]
  4. Jibuti: um crescimento baseado na logística e as telecomunicações [2]
  5. Sudão: a nação africana mais extensa [3]
  6. Sudão do Sul: o país mais novo do mundo (Independência do Sudão em 2011) [0,5]
  7. Uganda: um dos mercados fronteiriços de maior crescimento da África [2]
  8. O Estado da Eritreia: um país baseado na agricultura de subsistência [0,5]
  9. Maláui: uma nação interior agrícola [1]
  10. Moçambique: um dos mercados mais dinâmicos da África [2]
  11. República Unida da Tanzânia: um dos mercados africanos fronteiriços de maior crescimento [2]

Os países insulares da África Oriental:

  1. Comores: um exportador de baunilha [0,5]
  2. Madagáscar: o primeiro exportador mundial de espécies [1]
  3. Maurícia: o segundo centro financeiro africano, líder em facilidade de fazer negócios e governança [2]
  4. Seicheles: o primeiro país africano por IDH [2]

África Oriental Negócios

Integração na África Oriental:

  1. Comunidade da África Oriental (EAC) [0,5]
  2. Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA) [2]
  3. Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD) [0,1]
  4. Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC [0,1]
  5. Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA) [0,5]
  6. Comissão do Oceano Índico
  7. ...

Integração África Oriental

Faça o download do programa do módulo: "Negócios na África Oriental" (PDF)

Módulo - Negócios na África Central - Sahel (18 ECTS)

Os mercados da África Central:

  1. Angola: o segundo exportador de petróleo da África [3]
  2. Camarões: o 40% do PIB da CEMAC [2]
  3. Gabão: um enclave estratégico [1]
  4. Burundi: exportador de café, cobre e cobalto [1]
  5. Chade: um novo exportador de petróleo africano [1]
  6. República do Congo: uma economia emergente em 2025 [1]
  7. República Democrática do Congo: 99 milhões de pessoas em 2025 [3]
  8. Guiné Equatorial: o país mais rico da África per capita [1]
  9. República Centro-Africana: uma economia em transição [1]
  10. Ruanda: a nação mais populosa da África [1]
  11. São Tomé e Príncipe: um excelente destino turístico [0,5]

África Central Negócios

Integração na África Central:

  1. Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC) [0,5]
  2. Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CEN-SAD) [0,1]
  3. Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) [0,5]

Integração África Central

Faça o download do programa do módulo: "Negócios na África Central" (PDF)

Módulo- Negócios na África Ocidental (29 ECTS)

Os mercados da África Ocidental.

  1. Nigéria: a maior economia da África [3]
  2. Benim: um país baseado no setor informal [2]
  3. Burquina Faso: grandes reformas de sua economia [1]
  4. Cabo Verde: um dos países como maior crescimento do setor turístico do mundo [0,5]
  5. Costa do Marfim: o primeiro produtor mundial do cacau / Mercado fronteiriço / Sede do Banco Africano [2]
  6. Gâmbia: um país agro-exportador [1]
  7. Gana: o segundo produtor de ouro da África / Mercado fronteiriço africano [2]
  8. Guiné: exportador de minério de ferro e bauxite [1]
  9. Guiné-Bissau: um dos dez países mais pobres [0,5]
  10. Libéria: um país orientado ao transporte marítimo [1]
  11. Mali: o terceiro produtor africano de ouro [1]
  12. Níger: as maiores reservas mundiais de urânio [1]
  13. Senegal: um dos países menos corruptos da África e que mais melhoraram o clima empresarial [2]
  14. Serra Leoa: uma economia em rápido crescimento [1]
  15. Togo: a importância do Porto de Lomé e dos fosfatos [1]

África Ocidental Negócios

Integração na África Ocidental:

  1. Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
  2. União Económica e Monetária da África do Oeste (UEMOA)
  3. Área Monetária da África do Oeste (WAMZ)
  4. Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA) [1]

Integração África Ocidental

Faça o download do programa do módulo "Negócios na África Ocidental" (PDF)

Módulo 7- O transporte e a logística na África (10 ECTS).

Transporte e Logística na África

  1. O transporte marítimo na África
  2. Os corredores transafricanos

Faça o download do programa do módulo: "O transporte e a logística na África" (PDF).

Módulo 8- Tese (TCC) do Mestrado.

Para a finalização com sucesso do Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana, os estudantes devem apresentar uma tese (TCC). O tema deve estar relacionado com a África Subsariana.

Para aqueles estudantes que estejam a trabalhar em uma empresa exportadora, se recomenda escrever a tese sobre a elaboração de um plano do marketing internacional para um mercado da África Subsariana.

Alguns exemplos de teses:

  1. Plano do marketing internacional (de uma empresa) para a África Central, África Ocidental, África do Leste, África do Sul...
  2. Projeto de investimento na Nigéria e / ou na África do Sul
  3. Análise SWOT de uma empresa nos mercados da África Subsariana
  4. Criação de redes de distribuição internacional nos mercados da África Central
  5. Estratégias de promoção internacionais para a África Ocidental
  6. A abertura de uma filial em... (Lagos, Dakar, Nairóbi, Luanda...)

Abdoul Karim Aluno EENI
Ouandaogo Abdoul Karim ganhador do prémio regional UEMOA

Este Mestrado incluí uma série de cursos de introdução aos principais idiomas da África: árabe, inglês francês e suaíli.

E a ferramenta de acesso a mercados
Acesso a Mercado África

Exemplos do Mestrado Profissional em Negócios na África Subsariana

Comunidade Desenvolvimento África Austral

Alhaji Dangote

CEEAC África Central

População africana

Fundo Africano de Desenvolvimento

Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC

Integração e Comércio intra-africano

Comunidade África Oriental

Folorunsho Alakija Nigéria

CEMAC África Central

Isabel dos Santos (Angola)

União Aduaneira África Austral

Mohamed Ibrahim

Corredor Africano do norte

IGAD Autoridade Desenvolvimento África

Índia-África Comércio

África Direito Negócios OHADA

Mercado Comum África Oriental COMESA


EENI Escola de Negócios