Escola Negócios EENI Business School
Mercados fronteiriços africanos

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): os mercados fronteiriços (pioneiros) africanos.

A Nigéria é o primeiro mercado fronteiriço do mundo.

  1. Introdução aos Mercados Pioneiros (fronteiriços) em África
  2. O contexto africano
  3. Surgimento das classes médias africanas
  4. Redução dos conflitos em África
  5. Desenvolvimento humano
  6. Integração regional africana
  7. Melhora do ambiente empresarial em África
  8. A África não é uma região hostil para os investimentos
  9. Quem está investindo em África?
    1. Os países emergentes
    2. Que tipo de investimentos chega à África?
  10. setores-chave: os recursos naturais e as telecomunicações
  11. África: o mercado trabalhista maior do mundo

Exemplo: os mercados fronteiriços africanos
Ambiente negócios em África (curso mestrado doutoramento)

A UC «Os mercados fronteiriços africanos» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Doutoramentos (Doutorados): Negócios Africanos, Comércio Mundial
  2. Mestrados: Negócios em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  3. Curso: Negócios em África

Estudante Doutoramento à distância em Negócios Internacionais

Mestrados e Doutoramentos em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de Angola estudar Mestrado Doutoramento em Negócios, Comércio Exterior Angola, de Cabo Verde estudar Doutoramento Mestrado, Negócios, Comércio Exterior Cabo Verde, da Guiné-Bissau, estudar Mestrado, Doutoramento, Negócios, Comércio Exterior Guiné-Bissau, de Estudar Moçambique (Mestrados, Doutoramentos, negócios, Comércio Exterior) Moçambique e de São Tomé e Príncipe, estudar mestrado doutoramento comércio exterior negócios São Tomé e Príncipe.

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português + Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês African Frontier Markets Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Marchés frontaliers affricains Mestrado negócios comércio exterior EAD em Espanhol Mercados fronterizos africanos.

Mercados fronteiriços de África (Nigeria, Angola) Clases medias africanas





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / contatar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição: Mercados fronteiriços africanos.

O crescimento económico de África últimos dez anos: 5%

  1. Melhora da governança em África
  2. A função das instituições africanas
  3. Menos conflitos (menos conflitos em África que na Ásia)
  4. Urbanização (353 milhões de habitantes)
  5. Desenvolvimento humano
  6. Demanda interna africana
  7. Integração regional africana. Para a Área de livre-comércio Continental Africana
  8. Comércio intra-africano
  9. Novos parceiros emergentes de África
  10. Principais setores: distribuição, transporte, telecomunicações, manufaturas e serviços
  11. Emergência da classe média africana: 350 milhões de habitantes (34% da população africana). 1.100 milhões em 2040 (42% da população africana)
  12. Jovem população africana: 60% (o mercado de trabalho maior do mundo)

África: vinte mercados fronteiriços globais (50% do total).

  1. A Ásia e o Médio Oriente: três mercados fronteiriços. A América Latina: dois
  2. O primeiro mercado fronteiriço do mundo: a Nigéria
  3. O Quénia, Angola, o Gana, a Etiópia, o Marrocos, a Tanzânia, a Argélia, a Costa do Marfim, a Zâmbia, o Uganda...
  4. Corredor de Crescimento Ásia-África

África: o continente emergente.

Espaço Económico Africano.

Portal Africano da EENI
Portal África (Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe), Escola de Negócios EENI

Cooperação África-BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul)



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2021)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail, WhatsApp ou pelo formulário de solicitação de informações.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página