Escola de Negócios EENI Business School

Comércio e Negócios na Costa do Marfim


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): Comércio exterior e negócios na Costa do Marfim (Côte d’Ivoire). Abidjã e Iamussucro.

  1. Introdução à República da Costa do Marfim (Côte d'Ivoire - África Ocidental)
    1. Iamussucro, Abidjã, Bouaké, Daloa, Korhogo, Man, São Pedro;
    2. Christophe Wondji (Historiador).
  2. A economia ivoiriense;
  3. O comércio exterior ivoiriense;
  4. As oportunidades de negócios e investimento na Costa do Marfim
    1. Agronegócios;
    2. A construção, as obras públicas e as infraestruturas;
    3. Petróleo e gás;
    4. O turismo;
    5. A indústria.
  5. O Centro de Promoção de investimentos da Costa do Marfim (CEPICI);
  6. Caso de estudo: o Grupo Prosuma;
  7. Acesso ao mercado ivoiriense;
  8. Plano de negócios para a Costa do Marfim.

Os objetivos da UC «Comércio exterior e negócios na Costa do Marfim (Côte d’Ivoire)» são os seguintes:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior (exportações, importações, investimentos IED) ivoiriense;
  2. Avaliar as oportunidades de negócio na Costa do Marfim;
  3. Analisar as relações comerciais da Costa do Marfim com o país do estudante;
  4. Conhecer os acordos de livre-comércio da Costa do Marfim;
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado ivoiriense;
  6. Analisar o perfil de empresas ivoirienses.

Curso Mestrado: Negócios na África Ocidental

Exemplo:
Exemplo (negócios na Costa do Marfim):
Curso Mestrado: Comércio Exterior e negócios na Costa do Marfim

Estudante mestrado em comércio exterior e negócios internacionais

A UC «Comércio Exterior e Negócios na Costa do Marfim (Côte d’Ivoire)» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Mestrados (MIB): Negócios em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Africanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Curso Superior: Negócios na África Ocidental.

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Ivory Coast ou Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Côte d'Ivoire Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Costa de Marfil.

  1. Créditos da UC «Comércio exterior e negócios na Costa do Marfim (Côte d’Ivoire)»: 2 ECTS;
  2. Duração: 2 semanas.

Confiamos em áfrica. Ensino superior a preços acessíveis para os africanos. Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé

Comércio exterior e negócios na Costa do Marfim (Côte d’Ivoire).

A Costa do Marfim: o primeiro produtor mundial de cacau. Um mercado fronteiriço africano. A sede do Banco Africano de Desenvolvimento.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Transporte e logística em África

Transporte e logística na Costa do Marfim.

  1. Porto de Abidjã;
  2. Corredor Dacar-Lagos.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Integração regional africana

Exemplo:
União do Rio Mano (URM): a Serra Leoa, a Libéria, a Guiné e a Costa do Marfim

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Facilitação do Comércio

Exemplo:
Área Monetária da África Ocidental (ZMAO) Gâmbia, Gana, Guiné, Nigéria, Serra Leoa

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Instituições africanas (UA, AFDB, AUDA-NEPAD, UNECA)

Organizações económicas e comerciais africanas.

  1. União Africana (UA)
    1. Agência de Desenvolvimento da União Africana (AUDA-NEPAD);
    2. Convenção sobre a Prevenção e Luta contra a corrupção (UA);
    3. Programa integrado para o desenvolvimento da agricultura em África (CAADP).
  2. Comissão Económica das Nações Unidas para a África (CEA);
  3. Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD) (em 2014, o Banco Africano de Desenvolvimento regressou a Abidjã);
  4. África-Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul);
  5. Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul;
  6. Cúpula América do Sul (Brasil)-África (ASA);
  7. Associação África-Turquia;
  8. Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP);
  9. Associação África-Coreia do Sul;
  10. Relações África-Japão (TICAD);
  11. Fórum de Cooperação China-África (FOCAC);
  12. Acordo para a cooperação África-Índia.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Organizações islâmicas

Organizações islâmicas.

  1. Cooperação África-Países árabes (ASA);
  2. Banco Árabe para o desenvolvimento económico de África (BADEA);
  3. Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI);
  4. Organização para a Cooperação Islâmica (OCI);
  5. Banco Islâmico de Desenvolvimento (BIsD).

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Globalização e organizações

Organizações económicas globais.

  1. Nações Unidas (NU)
    1. Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD);
    2. Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI);
    3. Centro de Comércio Internacional (INTRACEN);
    4. Comissão para o Direito Comercial Internacional (CNUDCI).
  2. Banco Mundial (BM);
  3. Organização Mundial do Comércio (OMC);
  4. Fundo Monetário Internacional (FMI).

Exemplo:
Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO): o Benim, o Burquina Faso, Cabo Verde, a Costa do Marfim, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo

A República da Costa do Marfim (Côte d'Ivoire).

  1. A capital da Costa do Marfim: Iamussucro;
  2. O Centro económico e maior cidade: Abidjã (12 milhões de habitantes)
    1. Amadou Hampaté Bá morreu em Abidjã.
  3. As maiores cidades ivoirienses: Iamussucro, Abidjã, Bouaké, Daloa, Korhogo, Man, São Pedro;
  4. A população da Costa do Marfim: 24 milhões de habitantes (15 milhões em 1998);
  5. A língua oficial ivoiriense: o francês;
  6. As línguas locais da Costa do Marfim: Senufo, Baoule, diola, Dão...;
  7. A independência da Costa do Marfim: 1960 (França);
  8. Duas recentes guerras civis: 2002-07 e 2010-11;
  9. As fronteiras da Costa do Marfim: o Burquina Faso, o Mali, a Guiné, a Libéria, o Gana;
  10. A moeda ivoiriense: o Franco CFA da África Ocidental.

Mais informação: Costa do Marfim (Portal Negócios em África da EENI).

A religião da Costa do Marfim:

  1. Cristianismo - Catolicismo: (6 milhões de habitantes) Protestantes (Metodistas: 1,3 milhões);
  2. Islão (45% da população, 7 milhões).

A Costa do Marfim pertence ao Espaço Económico da África Ocidental da Civilização Africana.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Cristianismo e Negócios (catolicismo, protestantismo)

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Islão, Ética e Negócios. Espaços Económicos Islâmicos

Exemplo:
Porto de Abidjã - Costa do Marfim, acesso ao Mali, Níger, Burquina Faso. Curso Transporte Marítimo

A economia da Costa do Marfim.

  1. Os principais recursos da Costa do Marfim: o cacau (primeiro produtor mundial), o inhame (segundo maior produtor), o café (décimo produtor mundial), as bananas, o azeite de palma, o algodão, a madeira, o petróleo, gás, os diamantes, o ouro, o níquel é o turismo;
  2. No sul da Costa do Marfim concentra-se 85% da atividade económica;
  3. As perspetivas económicas e sociais em médio prazo da Costa do Marfim dependem principalmente da consolidação do processo de paz e dos programas de reconstrução de emergência que estão-se implementando.

As principais produções agrícolas.

  1. Cacau. 1.367.200 toneladas / ano. O primeiro produtor mundial;
  2. Café. 117.000 toneladas / ano;
  3. Fila. 50 000 a 75 000 toneladas / ano. O primeiro no mundo;
  4. Azeite de palma. 284.500 toneladas / ano;
  5. Hevea. 130.000 toneladas / ano;
  6. Sementes de algodão: 221.700 toneladas / ano;
  7. Açúcar: 152.900 toneladas / ano;
  8. Borracha: 179.000 toneladas / ano;
  9. Caju: 230.000 toneladas / ano.

A indústria ivoiriense.

  1. O setor industrial da Costa do Marfim representa 20% do produto interno bruto e 40% do PIB de todos os países da União Económica e Monetária do Oeste Africano;
  2. 50% das empresas têm um faturamento inferior a mil milhões de francos CFa;
  3. Melhor desempenho recente: os produtos químicos, a água, a eletricidade, as extrações minerais, as indústrias;
  4. As indústrias ivoirienses afetadas pela crise: a construção, o agronegócio, os têxteis e a madeira;
  5. As indústrias em problemas pela causa desta crise: fornecimentos difíceis, fábricas destruídas ou fechadas;
  6. A produção das indústrias de alimentos representa 25% do produto interno bruto no setor secundário.

Exemplo:
Comunidade dos Estados do Sahel-Saara (CENSAD) o Benim, o Burquina Faso, a República Centro-Africana, o Chade, as Comores, a Costa do Marfim, Jibuti, do Egito, a Eritreia, a Gâmbia o Gana, a Guiné-Bissau...

Comércio Exterior (exportações, importações) Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento)

O comércio internacional da Costa do Marfim.

  1. Apesar da crise política dos últimos dez anos, as associações económicas da Costa do Marfim com os países emergentes aumentaram notavelmente, designadamente com os países asiáticos, entre eles, a República Popular da China, a Coreia do Sul, a Índia, Singapura, a Tailândia, Brunei Darussalã, a Indonésia e a Malásia;
  2. A Ásia é o terceiro parceiro comercial mais importante da Costa do Marfim após a Europa e a África.

Exemplo:
Corredor Dacar-Lagos (Rodovia Transafricana da Costa Oeste): a Mauritânia, o Senegal, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, a Guiné, a Serra Leoa, a Libéria, a Costa do Marfim, o Gana, o Togo, o Benim e a Nigéria


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página