Negócios na Guiné-Conacri

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular: comércio exterior e negócios na Guiné-Conacri

  1. Introdução à República da Guiné (África Ocidental)
  2. A economia guineense
  3. O comércio exterior da Guiné-Conacri
  4. Aduanas da Guiné-Conacri (*)
  5. Transporte. Porto de Conacri
  6. As oportunidades de negócios e do investimento
      - Saúde
      - Médio ambiente
      - Energia
      - Tecnologias da informação e comunicação
      - Mineração.
      - Indústria
      - Agricultura
  7. Marco legal. Código dos investimentos
  8. A Agência da promoção dos investimentos da Guiné
  9. Caso de estudo: setor mineiro guineense
  10. Introdução ao francês
  11. Acesso ao mercado guineense
  12. Plano de negócios para a Guiné-Conacri

(*) Só disponível em francês.

Objetivos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na Guiné-Conacri»:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior guineense
  2. Avaliar as oportunidades de negócio na Guiné-Conacri
  3. Analisar as relações comerciais da Guiné-Conacri com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos de comércio livre da Guiné-Conacri
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado guineense
A unidade curricular «Fazendo negócios na Guiné-Conacri» estuda-se:
  1. Curso: África Ocidental
  2. Doutoramento à distancia Negócios na África
  3. Mestrados profissionais: Negócios Internacionais, África Subsariana

Idioma de estudo: Português + Inglês Guiné-Conacri ou Francês Guinee Conacry Espanhol Guinea Conakry.

  1. Créditos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na Guiné-Conacri»: 1 ECTS
  2. Duração estimada: 1 semana

Mamadou Camara Senegal Mamadou Camara Representante da EENI para o a Guiné-Conacri.

Exemplo da unidade curricular (Fazendo negócios na Guiné-Conacri):
Fazendo negócios na Guiné-Conacri

Confiamos na África

Descrição da unidade curricular: comércio internacional e negócios na Guiné-Conacri.

A República da Guiné-Conacri (África).

A Guiné-Conacri: enormes jazigos de ferro e bauxite.

  1. As fronteiras: a Guiné-Bissau, o Senegal, o Mali, a Costa do Marfim, a Libéria e a Serra Leoa
  2. A independência da Guiné-Conacri: 1958 (França)
  3. A população da Guiné-Conacri: 10 milhões de pessoas
  4. A área: 245.857 quilómetros quadrados
  5. A capital guineense: Conacri (2,7 milhões de pessoas).
  6. Porto da Guiné
  7. O idioma oficial guineense: o francês
  8. Presidente: Alpha Conde
  9. Crise do vírus do Ébola em 2014

Religião da Guiné-Conacri: o Islão (85% da população).

A Guiné-Conacri Benim pertence ao espaço económico da África Ocidental da civilização africana.

  1. Djibril Tamsir Niane (historiador)

Área Monetária da África Ocidental (ZMAO / WAMZ)

A economia guineense:

  1. 66% dos depósitos de bauxite do mundo
  2. Os maiores jazigos de mineral de ferro. Simandou: a maior mina de mineral de ferro sem desenvolver
  3. Moeda: Franco guineano (GNF)
  4. Crescimento do PIB guineense: 2%
    - Agricultura (13%)
    - Indústria (48%)
    - Serviços (39%)
  5. Inflação guineense: 9,9%
  6. Os setores mais dinâmicos guineenses: a agricultura e a construção
  7. Estabilização da economia
  8. Redução do deficit e da dívida externa
  9. Diminuição no setor da mineração (ouro, diamantes e alumínio)
  10. Débil meio empresarial
  11. Principais exportações guineenses: bauxite, alumínio, o ouro, os diamantes, o café, o pescado...
  12. Principais parceiros comerciais: a Costa do Marfim, a França, a Coreia do Sul, a Rússia, a Espanha, a Irlanda, os Estados Unidos...

União do Rio Mano

Acordos comerciais e acesso preferencial da Guiné-Conacri:

  1. Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) (ECOWAS)
  2. Área Monetária da África do Oeste (WAMZ)
  3. União do Rio Mano
  4. União Europeia (UE): Acordo de Cotonou - Sistema de preferências generalizadas (SPG)
  5. AGOA - Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (EUA)

Corredor Dakar-Lagos.

A Guiné-Conacri é membro...

  1. Banco Africano de Desenvolvimento
  2. Comissão Económica para a África (CEA)
  3. Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA)
  4. Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD)
  5. Fórum África-Índia
  6. Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI)
  7. Fórum de Cooperação Sino- Africano
  8. África-Japão
  9. Comité para a Cooperação Económica e Comercial da OCI (COMCEC)
  10. Autoridade da Bacia do Níger
  11. Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal
  12. União Africana (UA) - Convenção anticorrupção
  13. África-América do Sul (ASA)
  14. Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)
  15. Banco Islâmico de Desenvolvimento
  16. O FMI, o Banco Mundial (BM), a OMC, as Nações Unidas (NU)...

Exemplos - Negócios na Guiné

Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)

Rio Senegal

Autoridade da Bacia do Niger

Área de livre comércio CEDEAO

Corredor Transafricano Dakar-Lagos



Universidade U-EENI