Escola de Negócios EENI Business School

Negócios na Guiné-Conacri



Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): Comércio exterior e negócios na Guiné-Conacri.

  1. Introdução à República da Guiné (África Ocidental)
    1. Djibril Tamsir Niane (historiador guineense).
  2. A economia guineense;
  3. O comércio exterior da Guiné-Conacri
    1. As aduanas da Guiné-Conacri.
  4. As oportunidades de negócios e investimento
    1. Saúde;
    2. Médio ambiente;
    3. A energia;
    4. As tecnologias de informação e comunicação;
    5. A mineração;
    6. A indústria;
    7. A agricultura.
  5. O Marco legal. O Código de investimentos
    1. A Agência de Promoção de investimentos da Guiné.
  6. Caso de estudo: o setor mineiro guineense;
  7. Acesso ao mercado guineense;
  8. Plano de negócios para a Guiné-Conacri.

Os objetivos da UC «Comércio internacional e negócios na Guiné-Conacri» são:

  1. Analisar a economia, o comércio exterior e os investimentos guineense;
  2. Avaliar as oportunidades de negócio na Guiné-Conacri;
  3. Analisar as relações comerciais da Guiné-Conacri com o país do estudante;
  4. Conhecer os acordos comerciais da Guiné-Conacri;
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado guineense.

Curso Mestrado: Negócios na África Ocidental

(Comércio exterior e negócios na Guiné-Conacri):
Curso Mestrado: Comércio Exterior e negócios na Guiné-Conacri

Estudante Doutoramento, Mestrado, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

A UC «Comércio Exterior e Negócios na Guiné-Conacri» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School:

Curso Superior: Negócios na África Ocidental.

Doutoramento: Negócios Africanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Mestrados: Negócios em África, Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Guinea-Conacry ou Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Guinée Conacry Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Guinea Conakry.

  1. Créditos da UC «Comércio internacional e negócios na Guiné-Conacri»: 1 ECTS;
  2. Duração: 1 semana.

Confiamos em áfrica. Ensino superior a preços acessíveis para os africanos. Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé

Comércio exterior e negócios na Guiné-Conacri.

A Guiné-Conacri: enormes jazigos de ferro e bauxite.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Transporte e logística em África

Transporte e logística na Guiné-Conacri.

  1. Porto de Conacri;
  2. Corredor Dacar-Lagos.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Integração regional africana

Área Monetária da África Ocidental (ZMAO) Gâmbia, Gana, Guiné, Nigéria, Serra Leoa

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Facilitação do Comércio

  1. Organização Mundial do Comércio (OMC)
    1. Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços (AGCS);
    2. Acordo de Facilitação do Comércio (AFC);
    3. Acordo de Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (MSF);
    4. Acordo de Inspeção Pré-embarque (PSI);
    5. Acordo de Barreiras Técnicas ao Comércio (OTC);
    6. Acordo de Salvaguardas (SG).
  2. Organização Mundial das Alfândegas (OMA)
    1. Convenção de Quioto Revisada (CQR).
  3. Oficina Internacional de Contentores e Transporte Intermodal (BIC);
  4. Organização da Aviação Civil Internacional (Convenção de Chicago, OACI);
  5. Organização Marítima Internacional (IMO)
    1. Convenção Internacional relativa à Seguridade dos contentores (CSC);
    2. Convenção relativa à Admissão Temporária (Convenção de Istambul) - Não membro.
  6. Convenção relativa ao Contrato de Transporte Marítimo de Mercadorias (Regras de Roterdão, NU);
  7. Convenção relativa ao Transporte Marítimo de Mercadorias (Regras de Hamburgo, NU).

União do Rio Mano (URM): a Serra Leoa, a Libéria, a Guiné e a Costa do Marfim

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Instituições africanas (UA, AFDB, AUDA-NEPAD, UNECA)

Organizações económicas e comerciais africanas.

  1. União Africana (UA)
    1. Agência de Desenvolvimento da União Africana (AUDA-NEPAD);
    2. Convenção sobre a Prevenção e Luta contra a corrupção (UA);
    3. Programa integrado para o desenvolvimento da agricultura em África (CAADP).
  2. Comissão Económica das Nações Unidas para a África (CEA);
  3. Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD);
  4. África-Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul);
  5. Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul;
  6. Cúpula América do Sul (Brasil)-África (ASA);
  7. Associação África-Turquia;
  8. Nova Parceria Estratégica África-Ásia (NAASP);
  9. Fórum de Cooperação China-África (FOCAC);
  10. Acordo para a cooperação África-Índia;
  11. Associação África-Coreia do Sul;
  12. Relações África-Japão (TICAD).

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Organizações islâmicas

Organizações islâmicas.

  1. Cooperação África-Países árabes (ASA);
  2. Banco Árabe para o desenvolvimento económico de África (BADEA);
  3. Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI);
  4. Comité para a Cooperação Económica e Comercial da OCI (COMCEC);
  5. Organização para a Cooperação Islâmica (OCI);
  6. Banco Islâmico de Desenvolvimento (BIsD).

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Globalização e organizações

Organizações económicas globais.

  1. Nações Unidas (NU)
    1. Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD);
    2. Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI);
    3. Centro de Comércio Internacional (INTRACEN).
  2. Banco Mundial (BM);
  3. Organização Mundial do Comércio (OMC);
  4. Fundo Monetário Internacional (FMI).

Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal: a Guiné, o Mali, a Mauritânia e o Senegal

República da Guiné-Conacri.

  1. As fronteiras da República da Guiné-Conacri (África): a Guiné-Bissau, o Senegal, o Mali, a Costa do Marfim, a Libéria e a Serra Leoa;
  2. A independência da Guiné-Conacri: 1958 (França);
  3. A população da Guiné-Conacri: 10 milhões de habitantes;
  4. Área da Guiné-Conacri: 245.857 quilómetros quadrados;
  5. A capital guineense: Conacri (2,7 milhões de habitantes);
  6. As maiores cidades guineenses: Conacri, Kankan, Nzérékoré, Guéckédou;
  7. O Porto da Guiné;
  8. A língua oficial guineense: o francês;
  9. Presidente da Guiné-Conacri: Alpha Conde;
  10. Crise do vírus do Ébola em 2014.

Mais informação: Guiné (Portal Negócios em África da EENI).

A religião da Guiné-Conacri:

  1. O Islão (85% da população guineense);
  2. As religiões tradicionais africanas.

A Guiné-Conacri pertence ao Espaço Económico da África Ocidental da Civilização Africana.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Islão, Ética e Negócios. Espaços Económicos Islâmicos

Autoridade da Bacia do Níger (Benim, Burquin, Camarões, Guiné, Mali)

Comércio Exterior (exportações, importações) Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento)

A economia guineense:

  1. 66% dos depósitos de bauxite do mundo;
  2. Os maiores jazigos de mineral de ferro. Simandou: a maior mina de mineral de ferro sem desenvolver;
  3. A moeda da Guiné-Conacri: Franco guineano (GNF);
  4. O crescimento do PIB guineense: 2%
    - Agricultura (13%)
    - Indústria (48%)
    - Serviços (39%);
  5. A inflação guineense: 9,9%;
  6. Os setores mais dinâmicos guineenses: a agricultura e a construção;
  7. Estabilização da economia da Guiné-Conacri;
  8. A redução do défice e da dívida externa;
  9. Diminuição no setor de mineração (ouro, diamantes e alumínio);
  10. Débil meio empresarial;
  11. As principais exportações guineenses: bauxite, alumínio, o ouro, os diamantes, o café, o pescado...;
  12. Os principais parceiros comerciais da Guiné-Conacri: a Costa do Marfim, a França, a Coreia do Sul, a Rússia, a Espanha, a Irlanda, os Estados Unidos...

Corredor Dacar-Lagos (Rodovia Transafricana da Costa Oeste): a Mauritânia, o Senegal, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, a Guiné, a Serra Leoa, a Libéria, a Costa do Marfim, o Gana, o Togo, o Benim e a Nigéria

Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO): o Benim, o Burquina Faso, Cabo Verde, a Costa do Marfim, a Gâmbia, o Gana, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Libéria, o Mali, o Níger, a Nigéria, o Senegal, a Serra Leoa e o Togo

Área de livre-comércio da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)



(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2023)
Não usamos cookies
Topo da página