Curso EAD: Fazendo negócios em Moçambique

Escola de Negócios EENI & Universidade HA

Início EENI

Conteúdo programático da unidade: comércio exterior e negócios em Moçambique. Maputo. A economia moçambicana.

  1. Introdução à República de Moçambique (África Oriental)
  2. Fazendo negócios em Maputo
  3. A economia moçambicana
  4. O comércio exterior moçambicano
  5. Os portos de Beira, Nacala e Maputo
  6. Caso de estudo: o corredor de desenvolvimento de Maputo
  7. O investimento direto estrangeiro (IDE) em Moçambique
  8. A legislação sobre investimentos
  9. A Agência dos investimentos de Moçambique
  10. As zonas francas industriais
  11. Casos de estudo:
    1. Orgulho Moçambicano Made in Moçambique
    2. As telecomunicações de Moçambique
    3. O turismo
  12. O acesso ao mercado moçambicano
  13. Plano de negócios para o Moçambique

Os objetivos do curso (unidade curricular) «Comércio exterior e fazendo negócios na República de Moçambique» são os seguintes:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior moçambicano
  2. Avaliar as oportunidades de negócio em Moçambique
  3. Analisar as relações comerciais de Moçambique com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos de comércio livre (ACL) de Moçambique
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado moçambicano
O curso online (unidade curricular) «Os negócios em Moçambique» faz parte do:
  1. Bachelor of Science em Negócios Interafricanos à distância
  2. Mestrados profissionais: Negócios Internacionais, Comércio Exterior, África Subsariana, Países CPLP
  3. Curso: negócios na África Oriental
  4. Doutoramento em Negócios na África (EaD)

Estudante Doutoramento a distância em Negócios Internacionais

Recomendações para estudantes do Moçambique

Língua de estudo: Ensino superior a distância em Português ou Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Mozambique Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Mozambique Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Mozambique.

  1. Créditos do curso (unidade curricular) «Comércio exterior e fazendo negócios em Moçambique»: 2 ECTS
  2. Duração estimada: 2 semanas

Exemplo do curso (unidade curricular) online - Fazendo negócios em Moçambique:
Curso EAD: Comércio exterior e negócios em Moçambique





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição do curso (unidade curricular, ensino a distância EAD): o comércio exterior e os negócios em Moçambique:

Moçambique: uma das economias africanas mais dinâmicas e um dos países mais pobres do mundo.

A República de Moçambique é um dos países mais pobres do mundo, estava na posição 172 (de 177) no Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas (NU). O relatório nacional do progresso dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio mostrou que as onze metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, apenas cinco têm o potencial de serem alcançados.

  1. A população moçambicana: 29 milhões de habitantes
  2. A área de Moçambique é de 801.590 quilómetros quadrados
  3. A capital: Cidade de Maputo
  4. Moçambique compartilha fronteiras com a Zâmbia, o Maláui, a Tanzânia, a África do Sul, a Suazilândia e o Zimbábue
  5. 2.700 quilómetros ao longo da costa oriental da África
  6. A língua oficial do Moçambique: o português
    1. O suaíli
  7. Moçambique tornou-se independente de Portugal em 1975
  8. A moeda moçambicana: o Metical (Mt)
  9. Moçambique é dividido em onze províncias: Niassa, Cabo Delgado, Nampula, Zambézia, Tete, Manica, Sofala, Gaza, Inhambane e Maputo, e a cidade de Maputo que tem estatuto de província

Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) Mestrado

Mais informação: Moçambique (Portal Africano da EENI Business School & HA University)

  1. Maputo
  2. Beira
  3. Nampula
  4. Quelimane
  5. Transporte e logística em Moçambique

Portal África, Escola de Negócios EENI & Universidade HA

A religião do Moçambique:

  1. Cristianismo (56%) - Protestantes e Católicos
  2. O Islão (18%)
  3. As religiões tradicionais africanas (7%)

O Moçambique pertence ao Espaço Económico da África Oriental da Civilização Africana.

A economia moçambicana:

  1. O crescimento do PIB moçambicano (2013): 7%
  2. O setor agricultura: 70% da população
  3. A inflação moçambicana: 2,3
  4. Os recursos naturais: a energia hidrelétrica, o gás, o carvão, os minerais (titânio, grafite, a madeira, alumínio), os produtos pesqueiros
  5. Enormes reservas de recursos minerais
  6. Os setores mais dinâmicos moçambicanos: a produção de carvão, o setor financeiro, os grandes projetos da infraestrutura, a construção, os serviços, o transporte, a comunicação, as indústrias extrativas, o setor energético...
  7. O produto interno bruto da República de Moçambique cresceu em termos reais um 6,5%.
  8. A agricultura (24% no produto interno bruto), é o setor que mais contribuiu na economia da República de Moçambique.
  9. A República de Moçambique é o um dos países da África beneficiários de maior assistência ao desenvolvimento. 50% das despesas anuais do governo moçambicano são financiados pela ajuda externa (Fundos Árabes para o Desenvolvimento)
  10. A República de Moçambique subiu cinco lugares, no ranking internacional do «Fazer Negócios», do Banco Mundial (BM)
  11. Os dados disponíveis no balanço do PES indicam que o total de exportações na da República de Moçambique situou-se em 1,953 milhões de dólares
  12. Organismo responsável captação dos investimentos: a Agência dos investimentos de Moçambique (CPI)

O comércio exterior moçambicano:

  1. Os principais produtos de exportação moçambicanos: os camarões, o algodão, o açúcar, chá, os lingotes de alumínio, titânio, o tabaco, a madeira, os têxteis, baiano...
  2. Os principais destinos de exportação: a Bélgica, a África do Sul, a Espanha, Portugal, o Reino Unido (BREXIT), a Itália, os Países Baixos, Zimbábue, a Suazilândia, o Japão, os Estados Unidos, o Brasil, a Índia...
  3. Os principais mercados de importação: a África do Sul, a Austrália, os Estados Unidos, a Índia, Portugal, a China, a Alemanha...
  4. As zonas económicas especiais e zonas francas industriais são gerenciadas pela empresa pública GAZEDA

Maputo, a capital da República de Moçambique, tem um papel estratégico, é a cidade que tem as melhores infraestruturas e os serviços na República de Moçambique.

Curso: Porto de Maputo (Moçambique)

Associação da Bacia do Oceano Índico (Mestrado)

Os corredores transafricanos:

  1. O Corredor Beira-Lobito (282 quilómetros)
  2. O Corredor do Norte-Sul

Os acordos de Moçambique.

  1. A Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC)
  2. O Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC
  3. A Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA)
  4. O Sistema de Comércio Preferencial (TPS-OCI)
  5. O Acordo de Parceria Económica (aplicado previsionalmente) com a UE
  6. ...

Curso: Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC África

  1. A Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI)
  2. O Comité para a Cooperação Económica e Comercial da OCI (COMCEC)
  3. O Centro de Investigação Económica - Social para os Países Islâmicos

Telecomunicações de Moçambique E.P. Foi criada pelo decreto em 1981, na sequência da extinção dos Correios, Telégrafos e Telefones e transformada em companhia pública em 1992.

UTPPRON (Unidade Técnica para a promoção de produtos de exportação Nacionais) foi criada em 2006. É uma Unidade funcional criada junto do Gabinete do Ministro da Indústria e do comércio exterior e que administra a marca «Orgulho Moçambicano. Made in Moçambique».

África-Índia, Relações Económicas (Mestrado)

Curso: Porto de Maputo (Moçambique)

(c) EENI Business School & HA University / Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2018)