Financiamento internacional

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - O financiamento internacional das importações e das exportações:

Esta unidade curricular é composta por duas partes:

1- Financiamento internacional.

  1. Introdução ao financiamento internacional
  2. O financiamento das importações e das exportações
  3. Os riscos da atividade exportadora
  4. O risco país
  5. Os créditos do financiamento e pré-financiamento das exportações
  6. As modalidades do financiamento e faturamento
  7. As opções para financiamentos do comércio exterior (Brasil)
  8. O crédito à exportação (OCDE)
  9. Outras modalidades do financiamento do comércio exterior:
    1. O Factoring (fomento mercantil)
    2. O Forfaiting (Desconto de Saque)
    3. O Leasing de exportação
  10. Casos de estudo sobre financiamento internacional
  11. A integração financeira regional na África

2- Mercados de divisas.

  1. Os mercados de divisas internacionais (FOREX)
  2. As crises financeiras. A crise económica mundial
  3. A Taxa Tobin
  4. As taxas do câmbio
  5. O risco do câmbio
  6. O seguro do câmbio
  7. Os mercados a contado e a prazo (forward)
  8. Os tipos de cobertura
  9. Opções sobre divisas. Call / Put Options
  10. O Banco de Compensações Internacionais (BIS)
  11. O comércio de divisas: bancos centrais, empresas, corretores, fundos hedge, investidores e especuladores
  12. O Banco Central Europeu. O Euro
  13. Análise de vulnerabilidade
  14. Caso de estudo: o balanço de pagamentos como ferramenta de análise do risco de solvência de um mercado

Os objetivos da unidade curricular «O financiamento internacional» são os seguintes:

  1. Entender as modalidades do financiamento das importações e das exportações
  2. Compreender os riscos associados às operações do comércio exterior
  3. Saber como gerenciar o pré-financiamento e o financiamento das exportações
  4. Entender os fundamentos dos mercados internacionais de divisas no comércio exterior
  5. Conhecer o funcionamento dos mercados ao contado e a prazo
  6. Saber como cobrir o risco do câmbio nas exportações e nas importações

Unidade complementar facultativa: os bónus e as garantias internacionais.

Só disponível em inglês ou francês.

  1. Introdução aos bónus e às garantias internacionais
  2. As licitações e os bónus performance
  3. As fianças pelo pagamento antecipado / progresso
  4. As retenções e os bónus On Demand
  5. Outros tipos de garantias
  6. O gerenciamento dos bónus e das garantias
  7. Os bónus bancários
  8. Os registos de responsabilidade do cliente
  9. As regras para a emissão do bónus e das garantias da Câmara de Comércio Internacional
  10. O desconto de faturas
A unidade curricular «O financiamento internacional» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: Negócios Internacionais, Comércio Exterior e Marketing
  2. Pós-Graduação em Comércio Exterior
  3. Curso Meios de pagamento e financiamento

Língua de estudo: Português ou Espanhol Financiación Inglês Finance Francês Financement.

  1. Créditos da unidade curricular «O financiamento internacional»: 4 ECTS.
  2. Duração estimada: 4 semanas

Área de conhecimento: comércio exterior.

Exemplo da unidade curricular - O financiamento internacional:
Mercados divisas FOREX

Descrição da unidade curricular - O financiamento internacional (Importação - Exportação):

As empresas exportadoras em muitas ocasiões devem facilitar o financiamento aos seus clientes devido, principalmente, às exigências do mercado. O mercado de divisas é o meio onde efetua-se a compra e venda das divisas.

Os exportadores de mercadorias e serviços, a inversão no exterior e os empréstimos do exterior formam a oferta das divisas, enquanto a demanda é formada pelos importadores, pelas inversões no exterior, etc. As operações anteriores criam uma compra e venda de divisas em um mercado regido pela oferta e pela demanda.

Sempre que efetua-se uma operação de exterior e que a retribuição que se receberá pelo bem entregue ou pelo serviço prestado seja em uma moeda diferente da própria, ou seja, diferente da do giro habitual de uma empresa, incorre-se em um risco do câmbio.

As modalidades básicas do financiamento das operações do comércio exterior são: financiamento das importações e das exportações. Ambas podem efetuar-se na divisa do exportador ou em qualquer divisa que tenha convertibilidade.

No segundo caso, a empresa assumirá certos riscos e gastos, mas lhe será rentável na medida em que a diferença nos tipos de interesses seja importante. As operações financeiras do comércio exterior podem efetuar-se na divisa do exportador, na do importador ou numa terceira divisa, à margem da moeda de faturamento.

Financiamento Exportação

O mercado do câmbio (FOREX, Foreign Exchange Market) é o maior mercado do mundo.

Segundo o Banco de Regulamentos Internacionais o volume de negócio meio diário alcançou quase os três triliões de dólares. Se estimamos que no FOREX realizam-se operações 250 dias ao ano, estaríamos falando da uma quantidade global de 750.000 triliões de dólares, um volume cem vezes maior que o volume total das exportações e dos serviços (7.840). Sabemos com toda certeza, que parte do FOREX é meramente especulativa. Segundo Attak, 80% desta quantidade estima-se que possa sê-lo.

O mercado do câmbio não tem um lugar centralizado, nem limita-se a um país determinado. De fato, é um mecanismo através o qual os compradores e os vendedores põem-se em contacto. O formam os cambistas dos bancos em Madri, Frankfurt, Paris, Londres, etc. fazem operações entre bancos e com os seus clientes dentro e fora do país.

Londres é a principal praça do Forex, estima-se que um terço das operações deste mercado realiza-se lá, com um volume de negócio de 504 bilhões de dólares por dia. Distribuição geográfica dos mercados avista:
- Londres: 31%
- Nova Iorque: 16%
- Tóquio: 9%
- Singapura: 6%
- Suíça: 4%
- Hong Kong: 4%
- Outros: 30%

Exemplos - financiamento das exportações

Créditos do financiamento das exportações

Garantías Comércio Exterior

Responsabilidade Social Corporativa

FOREX

Programa do financiamento do comércio árabe.



Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo