Curso Negócios na África Central

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Curso - Comércio exterior e negócios na África Central (Angola, São Tomé e Príncipe...) (educação à distância EaD, 26 ECTS)

Fazendo negócios na África Central

Principais unidades curriculares do curso «Negócios na África Central»

  1. O Espaço Económico da África Central
  2. A integração na África Central
  3. Fazendo negócios nos países da África Central (Angola, Burundi, Camarões, República Centro-Africana, Chade, Guiné Equatorial, Gabão, Congo, República Democrática do Congo, Ruanda, São Tomé e Príncipe)
  4. As mulheres de negócios da África Central
  5. A logística na África Central
      1- Os corredores transafricanos
      2- Os maiores portos da África Central
  6. Outras instituições regionais e acordos relacionados com a África Central
  7. As principais línguas da África Central
  8. O plano de negócios para os mercados da África Central

Materiais de estudo do curso bilíngue em Português + Inglês Central Africa ou Francês Afrique Centrale ou Espanhol África Central. O estudante tem livre aceso aos materiais nestas línguas.

Informação EENI Solicitar informação do curso

Confiamos na África

Faça o download do programa do curso: «Negócios na África Central» (PDF)

O objetivo principal do curso de especialização «Fazendo negócios na África Central» é oferecer uma visão global sobre a economia da região e as oportunidades de negócio para desenvolver um plano de negócios para a África Central.

  1. Aprender a fazer negócios em: Angola, Burundi, Camarões, República Centro-Africana, Chade, Guiné Equatorial, Gabão, Congo, República Democrática do Congo, Ruanda, São Tomé
  2. Conhecer as oportunidades de negócio nos países da região e a forma de negociar nestes mercados
  3. Analisar o comércio exterior e o investimento direto estrangeiro (IDE)
  4. Compreender a importância da CEMAC (Comunidade Económica e Monetária da África Central), da CEN-SAD (Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos) e da CEEAC (Comunidade Económica dos Estados da África Central)
  5. Conhecer os acordos de comércio livre (ACL) que afetam à região da África Central
  6. Conhecer os principais portos e os corredores transafricanos no Centro da África
  7. Conhecer as principais empresárias e dos empresários da África Central
  8. Desenhar um plano de negócios para a África Central

Público-alvo: todas aquelas pessoas que desejem especializar-se em todos os aspetos relacionados com os negócios nos mercados da África Central.

Exemplo do curso «Fazendo negócios na África Central»:
Isabel dos Santos (mulher mais rica da África)

Conteúdo programático do curso - Negócios na África Central é Sahel.

1- Integração económica na África Central:

O Espaço Económico da África Central (1 ECTS) da Civilização Africana.

Integração económica na África Central

Na África Central existem dois importantes processos de integração regional a ter em conta:

  1. A Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC) (0,5 ECTS)
  2. A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC / ECCAS) (0,5 ECTS)

Além disso, os países da África Central pertencem a outras comunidades económicas e instituições regionais:

  1. O Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA) (2 ECTS)
  2. A Comunidade para o desenvolvimento da África Austral (SADC) (1,1 ECTS)
  3. A Comunidade da África Oriental (EAC) (0,5 ECTS)
  4. O Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC (0,1 ECTS)
  5. A Autoridade da Bacia do Níger (0,1 ECTS)
  6. A Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CENSAD) (0,1 ECTS)
  7. A Conferência Internacional sobre a região dos Grandes Lagos (0,1 ECTS)
  8. A Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA) (1 ECTS)
  9. A Comunidade Económica da região dos Grandes Lagos (CEPGL)
  10. A Iniciativa da Bacia do Nilo (NBI)
  11. A Organização Marítima para a África Ocidental e Central (OMAOC)
  12. O Banco dos Estados da África Central
  13. O G5 Sahel

2- Fazendo negócios nos países da África Central.

A região da África Central é composta por onze países:

  1. Negócios em Angola (3 ECTS)
  2. Negócios no Burundi (1 ECTS)
  3. Negócios nos Camarões (2 ECTS)
  4. Negócios no Chade (1 ECTS)
  5. Negócios na Guiné Equatorial (1 ECTS)
  6. Negócios no Gabão (1 ECTS)
  7. Negócios na República Centro-Africana (1 ECTS)
  8. Negócios na República do Congo (1 ECTS)
    1. Théophile Obenga
  9. Negócios na República Democrática do Congo (3 ECTS)
    1. Elikia M'Bokolo
  10. Negócios no Ruanda (1 ECTS)
  11. Negócios em São Tomé e Príncipe (0,5 ECTS)

3- Mulheres de negócios da África Central.

  1. Isabel dos Santos
  2. Amini Kajunju

4- Logística na África Central (2 ECTS).

4.1- Os corredores transafricanos.

  1. A Rodovia Transafricana Trípoli-Windhoek
  2. O Corredor do Lobito
  3. O Corredor N'Djamena-Jibuti
  4. O Corredor do Norte
  5. A Rodovia Transaheliana
  6. O Corredor Lagos-Mombaça
  7. O Corredor Beira-Lobito
  8. O Corredor Central
  9. O Corredor do Norte-Sul

4.2- Os principais portos da África Central:

  1. O Porto de Libreville (Gabão)
  2. O Porto de Luanda e o Porto do Lobito (Angola)
  3. O Porto de Pointe Noire (Congo)
  4. O Porto de Malabo (Guiné Equatorial)
  5. O Porto de Duala (Camarões)

5- Outras instituições económicas regionais e acordos comerciais relacionados com a África Central (Resumo).

  1. O Acordo de Cotonou União Europeia (UE)
  2. O Sistema de preferências generalizadas (SPG)
  3. A Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA)
  4. A Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD)
  5. O Banco Africano de Desenvolvimento
  6. A União Africana (UA)
  7. A Comissão Económica para a África (CEA)
  8. A Cúpula América do Sul-África
  9. O Banco Islâmico de Desenvolvimento
  10. A Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)
  11. A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa
  12. O Fórum África-China e a África-Índia

6- As principais línguas da África Central.

As principais línguas: o inglês, o suaíli, o português e o francês.

7- Plano de negócios para os mercados da África Central.

Universidade U-EENI
Projeto: Universidade U-EENI

  1. Créditos do curso «Negócios na África África Central»: 26 ECTS
  2. Preço total do curso: 585 Euros
  3. Desconto do 20% para os africanos e do 10% para os da diáspora africana
  4. Duração estimada: cinco meses

O curso os negócios na África Central estuda-se:

  1. Doutoramento em Negócios na África à distância
  2. Mestrados profissionais à distância: Negócios Internacionais, África Subsariana, Mercados Fronteiriços

O curso «Negócios na África Ocidental» tem os seus exercícios de modo evolutivo, assim ao terminar os exercícios e ao ser aprovados o estudante recebe o Diploma «Fazendo negócios na África Central». O estudante que já realizou o curso poderá validá-los e matricular-se no Mestrado / Doutoramento da EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais).

Pedro Nonell, estudantes africanos

Modalidade. O curso apresenta-se em formato de educação à distância EaD.

Área de conhecimento: África.

O curso «Negócios na África Central» incluiu a ferramenta de Acesso aos mercados:
Acesso aos mercados da África Central


A religião: o Islão e cristianismo (Catolicismo e Protestantismo).

Estudantes da EENI na África
Estudantes da EENI África

Exemplos do curso (Negócios na África Central)

Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC)

Exportação de Peixe Angola

Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)

Mercado Comum da África Oriental e Austral (COMESA)

São Tomé e Príncipe Negócios

Amini Kajunju: empresária congolesa

Comércio exterior da Angola

Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA)

Corredor Africano do norte

Fazendo negócios nos Camarões

Fazendo negócios no Gabão

Cursos Fazendo negócios...

Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo