Escola Negócios EENI Business School
Acordos de Livre-Comércio da Nicarágua



Conteúdo programático da unidade curricular - As relações económicas internacionais e os Acordos de Livre-Comércio (ALC) da Nicarágua

  1. O Sistema de Integração Centro-Americana (SICA)
  2. O Mercado comum Centro-Americano
  3. O Sistema Económico Latino-Americano (SELA)
  4. A Associação dos Estados das Caraíbas (AEC)
  5. Mesoamérica
  6. A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA)
  7. O Acordo entre a República Dominicana, a América Central e os Estados Unidos
  8. Os acordos América Central: o Chile, Panamá, a República Dominicana
  9. Os acordos comerciais com Taiwan e o México
  10. O Acordo de Associação entre a América Central e a União Europeia (UE)
  11. O Acordo âmbito parcial com a Colômbia e a Venezuela

Exemplo da unidade curricular - As relações económicas internacionais da Nicarágua

Acordo de Livre-Comércio América Central-União Europeia

A unidade curricular «Os Acordos de Livre-Comércio (ALC) da Nicarágua» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios na América, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  2. Doutoramentos (Doutorados) Negócios Americanos, Comércio Mundial
  3. Curso: Negócios na América Central

Línguas de estudo: Ensino superior à distância online em Português ou Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Nicaragua Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês Nicaragua Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Nicaragua.

A Nicarágua tem ratificado Acordos de Livre-Comércio, estabelecendo relações comerciais com os mercados importantes como os Estados Unidos, os demais países centro-americanos, a República Dominicana, e o México entre outros.

Mercado Comum Centro-Americano (Mestrado Curso)





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Os Acordos de Livre-Comércio e os acordos preferenciais em vigor.

  1. O Acordo de Livre-Comércio (ALC) entre a América Central, a República Dominicana e os Estados Unidos
  2. O México: o Acordo de Livre-Comércio (ALC) entre o Governo da Nicarágua e o Governo dos Estados Unidos Mexicanos
  3. Taiwan: o Acordo de Livre-Comércio (ALC) entre o Governo da Nicarágua e o Governo de Taiwan
  4. O Mercado comum Centro-Americano
  5. Colômbia
  6. Venezuela
  7. A Aliança Bolivariana (ALBA)

Os acordos (negociações pendentes):

  1. O Acordo de Associação América Central-União Europeia (UE)
  2. O Acordo Nicarágua-Panamá
  3. O Acordo CA4-CARICOM
  4. América Central CA4-Chile
  5. América Central CA4-Canadá

Acordos de Livre-Comércio (ALC) da Nicarágua.

  1. México-Nicarágua
  2. Taiwan-Nicarágua

Acordos de Livre-Comércio na América Central.

  1. O Sistema de Integração Centro-Americana
  2. O Mercado Comum Centro-Americano - Integrado no SICA -
  3. Nicarágua, os Estados Unidos e a República Dominicana
  4. Nicarágua-Panamá
  5. Nicarágua-República Dominicana
  6. Nicarágua-Chile
  7. União Europeia-Nicarágua

Instituições económicas da Nicarágua

  1. A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA)
  2. O Sistema Económico Latino-Americano (SELA)
  3. A Associação dos Estados das Caraíbas (AEC)
  4. O Projeto Mesoamérica
  5. O Fórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste (FEALAC)
  6. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)
  7. A Comissão Económica para a América Latina e as Caraíbas (CEPAL)
  8. A Organização dos Estados Americanos (OEA)
  9. A Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC)
  10. A Cimeira União Europeia-CELAC
  11. As Nações Unidas (NU)
  12. O Banco Mundial (BM)
  13. A Organização Mundial do Comércio (OMC)
  14. O Fundo Monetário Internacional (FMI)
  15. ALADI (Observador)

Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (ALBA)

Sistema Económico Latino-Americano SELA

Tratado Nicaragua-Taiwan



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2020)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail ou pelo formulário de solicitação de informações, não podemos atender por telefone.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página