Acordo de Livre-Comércio Nicarágua-Taiwan (Curso, Mestrado)

Escola de Negócios EENI & Universidade HA

Conteúdo programático da unidade curricular (EAD) - Acordo de Livre-Comércio (ALC) Nicarágua-Taiwan

  1. Introdução ao Acordo de Livre-Comércio (ALC) entre a Nicarágua e Taiwan
  2. A certificação de origem.
  3. O valor de conteúdo regional
  4. O comércio exterior Nicarágua-Taiwan
  5. As oportunidades de exportação no mercado taiwanês

A unidade curricular «O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Nicarágua-Taiwan» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior à distância (EAD) da Escola de Negócios EENI & Universidade HA:
  1. Mestrados: América, Ásia, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  2. Doutoramentos: Ásia, América, Comércio Exterior
  3. Curso: Negócios na América Central

Língua de estudo: Ensino superior à distância em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Nicaragua-Taiwán Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Taiwan-Nicaragua Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Taiwan.

Exemplo da unidade curricular online - O Acordo de Livre-Comércio Taiwan-Nicarágua:
Curso: Acordo de Livre-Comércio Nicaragua-Taiwan





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição da unidade curricular (EAD) - O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Nicarágua-Taiwan

O Acordo de Livre-Comércio Nicarágua-Taiwan entrou em vigor em janeiro de 2008.

As partes deste tratado, de conformidade com o disposto no Artigo XXIV do Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio GATT 1994 e o Artigo V do Acordo Geral sobre o comércio de serviços, estabelecem uma área de livre-comércio.

Os objetivos do Acordo de Livre-Comércio (ALC) entre a Nicarágua e Taiwan, desenvolvidos de maneira mais específica através dos seus princípios e das suas regras, incluídos os de tratamento nacional, o tratamento de nação mais favorecida, e a transparência, são:

  1. Estimular a expansão e a diversificação do comércio exterior entre as partes
  2. Eliminar as barreiras ao comércio internacional e facilitar a circulação transfronteiriça de mercadorias e serviços entre os territórios das partes
  3. Promover as condições de concorrência leal na área de livre-comércio
  4. Aumentar substancialmente as oportunidades de investimento estrangeiro direto (IED) nos territórios das partes
  5. Proteger em forma adequada e eficaz e fazer valer os direitos de propriedade intelectual no território de cada parte
  6. Criar os procedimentos eficazes para a aplicação e o cumprimento deste tratado, pela sua administração conjunta, e para a solução de controvérsias
  7. Estabelecer os alinhamentos para a cooperação bilateral, regional e multilateral, para expandir e a melhorar os benefícios deste tratado

O comércio exterior Taiwan-Nicarágua.

  1. A Nicarágua exportou principalmente para Taiwan bens como: carne de bovino, os desfeitos de ferro ou aço, melaza de cana, o açúcar, despojos de bovino, o café, os camarões, desfeitos de cobre, lagostas, moluscos, maní, peixe e tripas, vejigas e estômagos de bovino
  2. Quanto às importações da Nicarágua provenientes de Taiwan, aparecem rubras como as medicinas, polímeros em formas primárias, antenas, aros novos, as partes e acessórios de veículos, as partes de motores, o calçado de borracha ou plástico, cartões inteligentes, os eletrodomésticos, acumuladores elétricos, computadores, carteiras plásticas, motores elétricos, telefones móveis, entre outros

Curso: Acordo Nicarágua-Taiwan

Acordos de Livre-Comércio (ALC) da Nicarágua.



(c) Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2019). Não usamos cookies.