Escola Negócios EENI Business School
Acordo Chile-América Central



Conteúdo programático da unidade curricular - O Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central

  1. Introdução ao Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central (Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua)
  2. Os benefícios do acordo
  3. A certificação de origem
  4. Os critérios para o tratamento preferencial
  5. O comércio exterior Chile-América Central
  6. Caso de estudo: comércio e investimento estrangeiro direto (IED) do Chile na Costa Rica e na Nicarágua
A unidade curricular «O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Chile-América Central» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios na América, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  2. Doutoramentos (Doutorados) Negócios Americanos, Comércio Mundial
  3. Curso: Negócios na América do Sul, América Central

Estudantes, Mestrado Negócios Internacionais

Línguas de estudo: Ensino superior à distância online em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Chile Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês Chile Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Chili

Erik Bruzzone, Chile (Professor, Escola de Negócios EENI Escola de Negócios & Universidade) Erik Bruzzone, professor da EENI Global Business School no Chile.

Descrição da unidade curricular - O Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central.

Em abril de 1998, os governos do Chile e dos países centro-americanos (Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua), anunciaram a sua intenção de negociar um Acordo de Livre-Comércio (ALC).

Este acordo não é um acordo multilateral, senão que são uma série de acordos entre o Chile e cada um destes países centro-americanos.

Em 2011, o Chile e a Nicarágua subscreveram o protocolo bilateral correspondente, terminando desta forma a série de protocolos bilaterais assinados entre o Chile e a América Central no quadro do Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central.

O objetivo do Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central é criar e implementar uma área de livre-comércio, de conformidade com o disposto no Artigo XXIV do GATT de 1994 e o Artigo V do Acordo Geral sobre o comércio de serviços.

O Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central (Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua) tem como principais objetivos os seguintes:

  1. Melhorar a área de livre-comércio
  2. Estimular a expansão e a diversificação do comércio exterior de mercadorias e serviços entre as partes
  3. Promover as condições de concorrência leal dentro da área de livre-comércio
  4. Eliminar as barreiras técnicas ao comércio internacional e facilitar a circulação de mercadorias e serviços na área de livre-comércio
  5. Promover, proteger e aumentar substancialmente os investimentos
  6. Criar os procedimentos eficazes para a aplicação e o cumprimento deste tratado, pela sua administração conjunta e para a solução de controvérsias

O comércio exterior Chile-América Central

  1. O Comércio exterior entre a América Central e o Chile totalizou 558,3 milhões de dólares o qual significou uma diminuição de 37,7% com respeito ao ano anterior.
  2. Este decrescimento explica-se tanto pela diminuição na quantidade das exportações como das importações. Estas últimas diminuíram em 42,9% no mesmo período, isto é, 328 milhões de dólares menos. A quantidade das exportações atingiu a cifra de dólares 121,5 milhões de dólares, para um decrescimento de 7,6% com relação ao ano 2008, significando uma redução absoluta de 10 milhões de dólares
  3. No caso das exportações, a Guatemala é o país que tem a maior participação com 71.0% das vendas totais Centro-Americanas no mercado chileno. Seguem-lhe a Costa Rica, com 16.0%, El Salvador, 6.0%, a Nicarágua, 5.0% e Honduras, com 2.0%.
  4. Pelo lado das importações provenientes da República do Chile, a Costa Rica importa 39.0%, a Guatemala 28.0%, El Salvador 15%, Honduras 15% e a Nicarágua 4.0%.
  5. Os principais bens exportados pela América Central foram o açúcar de cana, este produto representou 72.0% das exportações totais da América Central para o Chile; o rum, com uma participação (4,9%); as preparações alimentarem (4,3%); os medicamentos constituídos por produtos misturados ou sem misturar, 4,3%; borracha natural, balata, guta-percha, guaiule, chicle e borrachas naturais análogas, 1,6%; Abonos minerais ou químicos potássios, 0,9%; Pneus novos de borracha, 0,9%; fraldas para bebé, 0,7%; e abonos minerais ou químicos, com dois ou três dos elementos fertilizantes, 0,6%.
  6. A Guatemala é o país da região Centro-Americana que mais tem aproveitado o tratado com o Chile, as exportações ascendem a 93,2 milhões de dólares, e as importações são de aproximadamente 69,9 milhões de dólares
  7. A quantidade exportada pelo Chile para a Costa Rica atingiu a 174,6 mill. de dólares, o que representa um aumento de 65% com respeito a igual período do ano anterior. Desde a vigência do Acordo de Livre-Comércio (2002) as exportações têm aumentado um 171%.
  8. Principais produtos exportados pela Costa Rica para o Chile foram os medicamentos; as preparações alimentarem; comprimidas e artigos higiénicos de papel; pneus, do tipo dos utilizados em automóveis de turismo; pilhas e baterias de pilhas, elétricas; entre outros
  9. O comércio exterior do Chile com a Nicarágua foi de 21,2 milhões de dólares, correspondendo às exportações uma quantidade de 13,2 milhões de dólares e às importações 7,9 milhões de dólares, com uma balança comercial favorável ao Chile 5,2 milhões de dólares

Acordos de Livre-Comércio (ALC) do Chile: MERCOSUL, ALADI, UNASUL, SELA, Comunidade Andina, Peru, Equador, Colômbia, México, Estados Unidos, Panamá, Canadá, China, Índia, Coreia do Sul, Japão, Austrália, União Europeia, Associação Europeia de Livre-Comércio (AELC), Turquia, APEC, Acordo Estratégico Transpacífico...





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Exemplo da unidade curricular - O Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central:

Curso: Acordo de Livre-Comércio Chile-América Central



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2020)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail ou pelo formulário de solicitação de informações, não podemos atender por telefone.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página