Fazendo negócios na Suécia

EENI- Escola Superior de negócios Internacionais

Programa Conteúdo programático da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Suécia. Empresas suecas.

  1. Introdução ao Reino da Suécia (União Europeia)
  2. Fazendo negócios em Estocolmo
  3. A economia sueca
  4. O comércio exterior sueco
  5. Casos de estudo:
      - Hennes Mauritz.
      - Grupo Atlas Copco.
      - Ericsson.
      - IKEA.
      - Scania.
      - Securitas.
      - Tetra Pak.
      - Volvo
  6. Acesso ao mercado sueco
  7. Plano de negócios para a Suécia

Objetivos da unidade curricular "Fazendo negócios na Suécia":

  1. Analisar a economia e o comércio internacional sueco
  2. Avaliar as oportunidades de negócio no mercado sueco
  3. Analisar as relações comerciais da Suécia com o país do aluno
  4. Conhecer os tratados de livre comércio (TLC) da Suécia como membro da União Europeia
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado sueco

Exemplo da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Suécia:
Negócios na Suécia

Créditos

A unidade curricular "Comércio exterior e negócios na Suécia" estuda-se...:
  1. Mestrados profissionais à distancia: Negócios Internacionais, Europa

Idioma de estudo: Português ou Inglês Sweden Francês Suede Espanhol Suecia

  1. Créditos da unidade curricular "Fazendo negócios na Suécia": 1 ECTS
  2. Duração: uma semana

Descrição Descrição da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Suécia:

O Reino da Suécia

  1. Capital: Estocolmo
  2. A população: 9.593 milhões de pessoas
  3. Superfície: 450.295 quilómetros quadrados
  4. As fronteiras: a Noruega e a Finlândia
  5. O sueco é a língua oficial da Suécia
  6. Governo: Monarquia parlamentar
  7. Rei: Carlos XVI Gustavo da Suécia
  8. Em 1995 Suécia separou-se da Noruega
  9. Desde 1814, a Suécia não tomou parte em nenhum conflito *bélico
  10. Principal religião: Protestantes (Cristianismo)
  11. A Suécia pertence à civilização cristiana ocidental (espaço económico europeu)

A economia sueca

  1. O Reino da Suécia é o país de origem de muitas inovações: a dinamita, o separador de crema, a escala de temperatura Celsius, Bluetooth, o marca-passos cardíaco, os envases Tetra Pak...
  2. O Reino da Suécia é um dos líderes mundiais em investigação em biotecnologia, inovações médicas, microeletrónica, tecnologias da informação (TI) e telecomunicações.
  3. A Suécia ocupa o quarto lugar no ranking de competitividade do Fórum Económico Mundial.
  4. A base da economia sueca deslocou-se da agricultura e da indústria ao setor serviços (telecomunicações e tecnologias da informação).
  5. Muitas empresas multinacionais têm os seus origens no Reino da Suécia: Volvo, Astra, ABB, Ikea, Ericsson, Electrolux, H&M, Skype, Spotify...
  6. Moeda: Coroa sueca
  7. PIB nominal: 444.585 milhões de dólares.
  8. PIB per capita (nominal): 49 582 dólares
  9. A Suécia é um dos países menos corruptos do mundo

O comércio exterior sueco

  1. O Reino da Suécia exporta automóveis, produtos do setor metalomecânico, aço, dispositivos eletrónicos, equipamentos de comunicação e produtos de exportação derivados do papel.
  2. Os serviços de engenharia representam o 50 % das exportações suecas
  3. Os principais fornecedores: a Alemanha, a Dinamarca e o Reino Unido.
  4. Principais produtos importados por Suécia: manufaturas, veículos, maquinaria e produtos químicos.
  5. Como membro da União Europeia, a Suécia beneficia-se dos tratados de livre comércio da UE: a Colômbia, o Chile, o México, a Coreia do Sul, o MERCOSUL, etc.

Empresas suecas

  1. Hennes & Mauritz é uma companhia multinacional sueca de moda presente em vinte e oito países com mais de 1400 lojas. O objetivo da companhia é oferecer moda e qualidade ao melhor preço.
  2. O Grupo Atlas Copco, criado em 1873, é um grupo industrial global de companhias com sede em Estocolmo (Suécia). O Grupo Atlas Copco fabrica produtos de exportação em mais de vinte países.
  3. A história do IKEA começou em 1943, na pequena aldeia de Agunnaryd (Suécia). Desde então, a história do Grupo IKEA tornou-se num imenso fenómeno de distribuição internacional com 123.000 trabalhadores em vinte e cinco países, é umas vendas anuais de 21.000 milhões de euros.
  4. A Scania é uma companhia global com operações na Europa, a América Latina, a Ásia, a África e a Austrália. A organização de vendas e os serviços da Scania está presente em mais de cem países.
  5. Por ser uma empresa global (165 países), a multinacional sueca Tetra Pak desenvolve embalagens e que atendem a todos os segmentos do mercado. A companhia tem quarenta e cinco usinas de embalagens e onze usinas de máquinas para embase no mundo.
  6. A Volvo exporta seus carros a cem países. Globalmente, é relativamente um fabricante de porte pequeno, com uma participação de mercado de 1-2%.
  7. A Securitas é um líder na área da Segurança. Tem 240.000 trabalhadores em 37 países: América do Norte e Centro, a América do Sul, a Europa, a África, o Médio Oriente e a Ásia.
  8. A Ericsson é a maior fornecedora de sistemas móveis do mundo. As dez maiores operadoras móveis do mundo estão entre os seus clientes e de 40% de todas as chamadas móveis são feitas por meio dos seus sistemas.
  9. Husqvarna é um dos líderes mundiais no seu setor (madeira, os produtos do jardim, etc.). É uma das empresas mais antigas do mundo. Fundada em 1.689 como fábrica de instrumentos da pesca, hoje em dia pertence ao Grupo Electrolux. Na empresa trabalham quase 2.000 trabalhadores, 1.800 dos quais trabalham nas áreas de pesquisa, o desenvolvimento de produto, a produção e marketing. Tem representação em mais de cem países (quase 18.000 distribuidores). 95% de sua produção é exportada.

As relações económicas internacionais da Suécia

  1. Câmara de Comércio Internacional
  2. Banco Interamericano de Desenvolvimento (Suécia é um país no mutuário do BID)
  3. Organização Mundial do Comércio
  4. Comissão Económica para a Europa (CEPE)
  5. Banco Mundial
  6. Fundo Monetário internacional (FMI)
  7. Nações Unidas
  8. Banco europeu de Investimentos (BEI)
  9. Banco europeu de Reconstrução e Desenvolvimento
  10. Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento
  11. Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económicos (OCDE)
  12. Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)
  13. Reunião Económica Ásia-Europa (ASEM)
  14. Conselho de Estados do Mar Báltico
  15. Conselho de Cooperação Regional
  16. Grupo de Estados do Conselho da Europa contra a corrupção (GRECO)

Exemplo da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Suécia:

Documento Único Alfandegário

Mohammed Hussein Ali al Amoudi
Xeque Mohamed Al Amoudi (capitalismo indígena, a Arábia)

Conselho de Estados do Mar Báltico (CBSS)

Universidade U-EENI