Fazendo negócios no Senegal

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - Comércio exterior e negócios no Senegal. Dakar

  1. Introdução à República do Senegal (África Ocidental)
  2. Fazendo negócios em Dakar
  3. A economia senegalesa
  4. O comércio exterior senegalês
  5. O Porto de Dakar
  6. Desembaraço aduaneiro de mercadorias importadas no Senegal
  7. Os negócios e oportunidades de investimento no Senegal
    1. A aquicultura senegalesa
    2. Os tele serviços e as tecnologias da informação
    3. A pecuária
  8. A agricultura e os agronegócios
  9. As infraestruturas no Senegal
  10. APIX - Promoção dos investimentos e Grandes Projetos (Investir no Senegal)
  11. Introdução ao francês
  12. O acesso ao mercado senegalês
  13. Plano de negócios para o Senegal

Os objetivos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na República do Senegal» são os seguintes:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior senegalês
  2. Avaliar as oportunidades de negócio no Senegal
  3. Analisar as relações comerciais do Senegal com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos de comércio livre do Senegal
  5. Analisar o perfil das empresas senegalesas
  6. Entender o papel do Senegal como porta primeiramente à África Ocidental
  7. Desenvolver um plano de negócios para o mercado senegalês
A unidade curricular «Fazendo negócios no Senegal» estuda-se:
  1. Mestrados profissionais: Negócios Internacionais, África Subsariana, Países Muçulmanos
  2. Curso: África Ocidental
  3. Doutoramentos à distância: África, Mercados Muçulmanos

Língua de estudo: Português + Inglês Senegal Francês Sénégal Espanhol Senegal.

  1. Créditos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios no Senegal»: 2 ECTS
  2. Duração estimada: 2 semanas

Mamadou Camara Senegal Mamadou Camara Representante da EENI para o Senegal.

Exemplo da unidade curricular (Fazendo negócios no Senegal):
Fazendo negócios no Senegal

Dr Aliou Niang Dr. Aliou Niang, professor da EENI do Senegal.

Confiamos na África  Universidade U-EENI na África Ocidental

Descrição da unidade curricular: comércio exterior e negócios no Senegal:

Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal

O Senegal: um dos países menos corruptos da África e que mais melhoraram o clima empresarial.

O Senegal: a porta da entrada para a região do oeste africano.

A República do Senegal está localizada na encruzilhada da Europa, da África e da América.

  1. A área: 192.000 quilómetros quadrados
  2. A população senegalesa: 13,5 milhões de pessoas (48 pessoas por quilómetros quadrados), com uma densidade média de 48 pessoas por quilómetros quadrados
  3. 25% desta população senegalesa é concentrada na área de Dakar
  4. 55% dos senegaleses têm menos de vinte anos
  5. A capital do Senegal: Dakar (2,45 milhões de pessoas)
  6. Nome oficial: a República do Senegal
  7. A língua oficial senegalesa: o francês
  8. Outras línguas: wólof, Diola, Mandingo...
  9. A independência do Senegal: 1960 (França)
  10. O Sistema legal: baseado no direito civil francês
  11. O Senegal faz fronteira com a Mauritânia, o Mali, a Guiné, a Guiné-Bissau, a Gâmbia

A religião do Senegal: o Islão

O Senegal pertence ao Espaço Económico da África Ocidental da Civilização Africana.

  1. Leopoldo Sédar Senghor
  2. Cheikh Anta Diop
  3. Pathé Diagne

A economia senegalesa:

  1. O Senegal lançou nos últimos anos um extenso programa de privatização das empresas públicas que afetam a grandes setores da economia
  2. Alguns investidores estão presentes nos setores estratégicos, como a água, as telecomunicações, a energia, o turismo, o transporte...
  3. A economia do Senegal continua a ser dominada pelo setor terciário (60% do produto interno bruto)
  4. O setor primário e secundário: 20% do PIB senegalês
  5. O Banco Central dos Estados do Oeste Africano está localizado em Dakar
  6. O crescimento do PIB senegalês: 4,8%
  7. A inflação senegalesa: 1,3%

Área de livre comércio CEDEAO

Os corredores transafricanos:

  1. O Corredor Dakar-Lagos
  2. A Rodovia Transaheliana

Porto de Dakar (Senegal)

O Senegal tem acesso preferencial...

  1. A Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CEN-SAD)
  2. A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
  3. A União Econômica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA)
  4. A Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA)
  5. A Parceria estratégica União Europeia-África (Cotonou)
  6. O Sistema de preferências generalizadas (SPG)

Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)

O Senegal é membro...

  1. A Organização para o Desenvolvimento do Rio Senegal
  2. A União Africana (UA)
  3. A Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD)
  4. A Comissão Económica das Nações Unidas para a África (CEA)
  5. O Banco Africano de Desenvolvimento
  6. O Banco Islâmico de Desenvolvimento
  7. A Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)
  8. A Organização Mundial do comércio
  9. A Organização para a Harmonização em África do Direito dos Negócios (OHADA)

Comunidade dos Estados Sahel-Saarianos (CEN-SAD)

Porto de Dakar (Senegal)

A SODEFITEX (Sociedade de Desenvolvimento de fibras têxteis) foi criada em 1974. Em 2003, foi privatizada, e aumentou o seu capital de 750 milhões a três bilhões de francos CFA, e se tornou a SOCIEDADE e DESENVOLVIMENTO DE FIBRAS TÊXTEIS.

O Grupo SONATEL (Senegal) é o operador global de Telecomunicações de referência no Senegal. Sonatel trabalha tanto com clientes finais como institucionais. No seio da União Econômica e Monetária do Oeste Africano, Sonatel há feito do Senegal um Centro de conexão (Hub) regional convertendo-se em um dos atores principais das telecomunicações na África.

O Grupo SUNEOR. SUNEOR é a primeira empresa de alimentos no Senegal. As atividades da empresa são baseadas em duas divisões operacionais:
1. Fabricação e comercialização de produtos alimentares.
2. Setor de amendoim no Senegal.

Corredor Transafricano Dakar-Lagos

SONACOS (Senegal) é uma empresa pública criada pelo governo para equilibrar as exportações e importações Senegalesas. O Senegal é um dos maiores exportadores de amendoins, e a empresa participa da produção e distribuição deste produto, muito importante para a economia senegalesa. Atualmente SONACOS é em etapa de privatização, a licitação internacional foi lançada pelo Ministère dê Finances procurando um investidor estratégico internacional, com ampla experiência técnica e suficientes recursos financeiros para potenciar o amendoim nos mercados internacionais.

Universidade U-EENICatalunña es España