Curso EAD: Fazendo negócios nos Países Baixos

Escola de Negócios EENI & Universidade HA


Início EENI

Conteúdo programático do curso (unidade curricular, EAD) - O comércio exterior e os negócios nos Países Baixos. Amesterdão

  1. Introdução ao Reino dos Países Baixos (União Europeia)
  2. A economia holandesa
  3. Os negócios em Amesterdão
  4. O comércio exterior holandês
  5. O investimento direto estrangeiro (IDE) nos Países Baixos
  6. O Porto de Roterdão (o maior da Europa)
  7. O acesso ao mercado holandês
  8. Plano de negócios para os Países Baixos

Os objetivos do curso (unidade curricular) «Comércio exterior e fazendo negócios nos Países Baixos (Holanda)» são os seguintes:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior holandês
  2. Avaliar as oportunidades de negócio no mercado holandês
  3. Analisar as relações comerciais dos Países Baixos com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos de comércio livre dos Países Baixos como um membro da União Europeia (UE)
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado holandês
O curso online (unidade curricular) «Comércio exterior e negócios nos Países Baixos» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior (Doutoramentos, Mestrados, Bachelors) à distância (EAD) da EENI Business School & HA University:
  1. Doutoramento: Negócios na Europa
  2. Mestrados à distância profissionais: Europa, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  3. Bachelor of Science em Comércio Internacional

Educação continuada a distância (comércio exterior)

Língua de estudo: Ensino superior a distância em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Paises Bajos + Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Netherlands Cursos à distância EaD em Francês Pays-Bas.

  1. Créditos do curso (unidade curricular) «Comércio exterior e fazendo negócios nos Países Baixos»: 1 ECTS
  2. Duração: uma semana





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Contatar Whatsapp / Print
Info EENI Voltar

Descrição do curso (unidade curricular, ensino a distância EAD): Fazendo negócios nos Países Baixos (Holanda)

O Reino dos Países Baixos (Europa)

  1. A capital: Amesterdão e a Haia
  2. A língua oficial: holandês
  3. A área: 41.543 quilómetros quadrados
  4. A população: 17 milhões de habitantes (um dos países mais densamente povoados do mundo)
  5. Tipo de governo: Monarquia constitucional parlamentar unitária
  6. As fronteiras dos Países Baixos: a Alemanha e a Bélgica
  7. A religião dos Países Baixos: Cristianismo
    1. Catolicismo: 27%
    2. Protestantismo: 17%. A Igreja batista foi criada por John Smyth nos Países Baixos
  8. Os Países Baixos pertencem a civilização cristiana ocidental (Espaço Económico Europeu)
  9. A independência: 1581 (Espanha)
  10. As três Ilhas caribenhas de Bonaire, Santo Eustáquio e Saba, pertencem aos Países Baixos, e são consideradas como territórios de ultramar da União Europeia (no formam parte da união aduaneira nem do espaço Schengen)
  11. A Indonésia (Índias Orientais Holandesas, independência em 1949), o Suriname e as Antilhas Neerlandesas, pertencerem ao Império colonial holandês
  12. A abolição da escravatura: 1814
  13. A sede da Corte Internacional de Justiça (Nações Unidas) está na Haia

A economia dos Países Baixos (Holanda).

  1. O Reino dos Países Baixos é um dos países mais desenvolvidos do mundo, ocupando o terceiro lugar em quanto a desenvolvimento humano (Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas)
  2. Conforme ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional, os Países Baixos são a 18ª economia maior do mundo
  3. A crise financeira global provocou uma crise importante
  4. Os Países Baixos são membros da União Europeia desde 1958
  5. A moeda: Euro (1999)
  6. O PIB (nominal): 836.000 milhões de euros
  7. O PIB per capita: 50.087 euros
  8. 79% da força laboral holandesa trabalha no setor serviços
  9. Holanda é o oitavo país mais competitivo do mundo
  10. As principais atividades industriais: processado de alimentos, indústrias químicas, refinado de petróleo, máquinas elétricas
  11. As principais empresas holandesas: Royal Dutch Shell (petróleo), banco ABN AMRO, Philips (eletrónica de consumo), Heineken (cervejas), Unilever (produtos de consumo), KLM (linhas aéreas)
  12. Muitas empresas de origem no holandês têm a sua sede nos Países Baixos, como EADS, LyondellBasell e IKEA, devido aos baixos impostos corporativos
  13. Holanda tem importantes recursos do gás natural

Parceria Oriental da UE (Curso)

O comércio exterior holandês.

  1. O setor agroalimentar holandês é muito importante e altamente orientado a exportação (terceiro exportador mundial de produtos agroalimentares)
  2. As principais exportações holandesas: gás natural, a maquinaria, os produtos químicos, combustíveis, os produtos agroalimentares
  3. Os principais destinos das exportações holandesas: a Alemanha (24%), a Bélgica, a França, o Reino Unido, a Itália
  4. As principais importações holandesas: maquinaria, equipamentos de transporte, os produtos químicos, combustíveis, alimentos, têxteis
  5. Os principais fornecedores dos Países Baixos: a Alemanha, a China, a Bélgica, o Reino Unido, a Rússia, a Noruega
  6. Como um membro da União Europeia, os Países Baixos são beneficiários dos acordos de comércio livre da UE com a Coreia do Sul, o Marrocos, o Canadá, o Chile, o MERCOSUL, a Índia, a Geórgia, a África do Sul, a Moldávia, etc.
  7. O Porto de Roterdão é o sétimo Porto do mundo pelo tráfico de contentores e o maior Porto europeu. Distancias do Porto de Roterdão ao:
    1. O Porto de Durban (África do Sul): 8.156 Km / 34 dias
    2. O Porto de Duala (Camarões): 5.092 Km / 21 dias
    3. O Porto de Dakar (Senegal): 2.558 Km / 8 dias
    4. O Porto de Mombasa (Quênia): 7.120 Km / 29 dias
    5. O Porto de Casablanca (Marrocos): 1.681 Km / 7 dias

Curso: Acordo de comércio União Europeia-África do Sul

As relações económicas internacionais dos Países Baixos

  1. O Banco Interamericano de Desenvolvimento
  2. A Comissão Económica para a Europa (CEPE)
  3. Comissão Económica para a América Latina e o Caribe (CEPAL)
  4. A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESPAP)
  5. A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económicos (OCDE)
  6. O Conselho de Estados do Mar Báltico
  7. O Banco Mundial
  8. A Câmara de Comércio Internacional
  9. A União Europeia
  10. A Organização Mundial do Comércio
  11. O Banco europeu de Reconstrução e Desenvolvimento
  12. A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)
  13. O Fundo Monetário internacional (FMI)
  14. O Banco europeu dos investimentos (BEI)
  15. A Reunião Económica Ásia-Europa (ASEM)
  16. O Grupo de Estados do Conselho da Europa contra a corrupção (GRECO)
  17. As Nações Unidas

Os Países Baixos são um país observador na Associação dos Estados do Caribe (AEC)

Exemplo do curso (unidade curricular) online - Fazendo negócios nos Países Baixos:

Curso EAD: Acordo de Associação União Europeia-Moldávia

Curso: Acordo de Comércio Livre América Central-União Europeia

Comissão Económica para a Europa (CEPE)



(c) EENI Business School & HA University / Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2018)