Acordo Comunidade Andina-UE

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular: Tratado de Livre Comércio (TLC) Comunidade Andina-União Europeia (UE). 

  1. Relações comerciais entre a Comunidade Andina e a União Europeia (UE)
  2. Acordo de Associação entre a Comunidade Andina e a União Europeia (UE)
  3. Tratado de Livre Comércio (TLC) entre a Colômbia, o Peru e a União Europeia (UE)
A subunidade curricular "Acordo Comunidade Andina-União Europeia" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais: Negócios Internacionais, América, Europa
  2. Doutoramento Negócios na América (à distancia)

Idioma de estudo: Pt ou Es CAN Europa US CAN Fr UE.

Descrição da subunidade curricular - comércio exterior entre a Comunidade Andina e a União Europeia (UE):

A União Europeia é o maior investidor na região Andina e o segundo parceiro comercial da América Latina.

A União Europeia (UE), a Colômbia e o Peru anunciaram a conclusão das negociações para um acordo comercial em maio de 2010 durante a cimeira União Europeia-América Latina. O presente acordo estima-se que possa poupar um valor médio de 1.000 milhões de Euros em direitos e impostos e espera-se que impulsione as economias da Colômbia e o Peru quase o 1% do produto interno bruto.

  1. A União Europeia é o segundo parceiro comercial na região andina depois dos Estados Unidos.
  2. A Comunidade Andina (a Bolívia, Colômbia, o Equador e o Peru) representara o 0,7% do comércio internacional da União Europeia (UE), enquanto a União Europeia representa o 14% do comércio exterior da Comunidade Andina.
  3. As importações da União Europeia dos países andinos foram em sua maioria produtos de exportação primários: os produtos agrícolas (41,1%), os combustíveis e os produtos mineiros (44,7%).
  4. As exportações da União Europeia consistem sobretudo em produtos manufaturados (81,5%), a maquinaria e equipe de transporte (46,5%) e os produtos de exportação químicos (13,8%).
  5. O comércio exterior entre a Comunidade Andina e a União Europeia atingiu 23.536 milhões de dólares, o que representa um aumento do 19% com respeito ao comércio do ano anterior (19.811 milhões de dólares).
  6. O principal exportador andino na União Europeia é o Peru. As exportações deste país para à União Europeia atingiram 5.480 milhões de dólares, quantidade que representou o 44% das exportações andinas para dito bloco de integração. Segue-lhe a Colômbia, o Equador e finalmente a Bolívia com 38%, 16% e 2% respetivamente.
  7. Para o período 2007-2013, a ajuda da União Europeia ascendeu a uns 3.000 milhões de Euros, e para esse mesmo período o Banco Europeu de Investimento é autorizado a prestar até 2. 800 milhões de Euros.

Exemplo da unidade curricular - Tratado de Livre Comércio Colômbia Peru-União Europeia (UE):
Colômbia-Peru-União Europeia

Países andinos - tratados de livre comércio (TLC) da Comunidade Andina.



EENI Escola de Negócios