Acordo de comércio UE-África do Sul

EENI- Unviersidade e Escola de Negócios


Início EENI

Conteúdo programático da subunidade curricular: o Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul

  1. Introdução ao Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul
  2. As principais características do Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação África do Sul-União Europeia
A subunidade curricular «O Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul» estuda-se...
  1. Doutoramentos (educação à distância): Europa, África
  2. Cursos: África Austral Relações Internacionais da UE
  3. Mestrados: Europa, Negócios Internacionais, África Subsaariana, Países BRICS

Línguas da subunidade curricular: Ensino superior em Português + Educação superior em Espanhol Unión Europea-Sudáfrica Formação superior em Inglês European Union-South Africa Cursos à distância EaD em Francês Union européenne-Afrique du Sud.

Exemplo da subunidade curricular - O Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul:
Acordo de comércio União Europeia-África do Sul

Confiamos na África

Criação da Universidade Hispano-Africana de Negócios Internacionais
Universidade Hispano-Africana de Negócios Internacionais

Descrição da subunidade curricular - O Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul

A África do Sul tem um Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação em vigor com a União Europeia. O objetivo principal é a criação da uma zona de livre comércio cobrindo 90 % do comércio exterior entre os países da União Europeia (Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, França, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, os Países Baixos, Polónia, Portugal, o Reino Unido (BREXIT), a República Checa, Roménia, Suécia) e a África do Sul.

O Acordo do comércio exterior, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul procura incrementar e liberalizar reciprocamente o comércio bilateral de bens, de serviços e de capitais.

Tolerância: 15 % do preço de venta «franco fábrica» (exceto para determinados produtos)

Tipo de acumulação: diagonal, completa e bilateral.

O draubaque de direitos no Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul está autorizado.

Documentos de importação para a UE obrigatórios:

  1. O certificado de mercadorias EUR.1 (emitido pelas autoridades aduaneiras de África do Sul)
  2. A Declaração em fatura

Além, a União Europeia tem Acordos de Parceria Económica (aplicado previsionalmente) com a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) que inclui também o Botsuana, o Lesoto, Moçambique, a África do Sul e a Suazilândia.

O Acordo de comércio, desenvolvimento e cooperação União Europeia-África do Sul pertence ao Espaço Económico Europeu da civilização ocidental e à Civilização Africana.



(c) EENI- Escola de Negócios & Universidade Hispano-Africana de Negócios Internacionais (1995-2018)