Incoterms (Comércio Exterior)

EENI - Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - Incoterms 2010: EXW FAS FCA FOB CFR CIF CPT CIP DEQ

  1. Introdução aos Incoterms
  2. Análise dos Incoterms 2010
  3. Novos Incoterms 2010: DAT e DAP
  4. Incoterms substituídos: DAF, DES, DEQ e DDU
  5. Transporte internacional e Incoterms
  6. Incoterms para o transporte marítimo: FAS - FOB - CFR - CIF
  7. Incoterms para qualquer tipo de transporte: EXW - FCA - CPT - CIP - DAT - DAP - DDP
  8. Como se utilizam os Incoterms?
  9. Critérios de seleção dos Incoterms

Objetivos da unidade curricular - Incoterms 2010:

  1. Entender a importância dos Incoterms 2010 nas operações de exportação e importação
  2. Saber calcular os preços de exportação em função dos Incoterms
  3. Conhecer o risco, o custo e os trâmites necessários em função do Incoterm selecionado
A unidade curricular "Incoterms 2010" estuda-se:
  1. Mestrado em Negócios Internacionais (MIB)
  2. Mestrado em Comércio e Marketing Internacional
  3. Pós-Graduação em Comércio Exterior
  4. Curso Técnicas de exportação

Idioma de estudo: Pt ou Es Incoterms En Incoterms Fr Incoterms.

Créditos da unidade curricular "Incoterms": 3 ECTS.

Área de conhecimento: comércio exterior.

Exemplo da unidade curricular - Incoterms:
Incoterm FOB

Descrição da unidade curricular - Incoterms (Comércio Exterior):

INCOTERMS, e a abreviatura da expressão "International Commercial Terms" (Termos Internacionais de comércio), que denomina as regras, elaboradas pela ICC- Câmara de Comércio Internacional, com o objetivo de definir com a maior precisão possível as obrigações dos contratantes, nas operações de compra e venda internacionais.

Quando são realizadas transações comerciais internacionais, um dos aspetos que temos que definir é o lugar onde serão entregues as mercadorias. Este lugar, pactuado previamente entre o exportador e o importador, tem que estar definido no contrato de compra e venda internacional.

Para definir como serão entregues as mercadorias, o contrato poderia ser feito de duas formas: definindo o mais exatamente possível o lugar de entrega, quem é o responsável pelo transporte até esse lugar, quem assume o risco, quem deverá realizar os trâmites de importação e/ou exportação, e além disso, em diferentes idiomas, ou empregando os INCOTERMS.

Incoterms 2010

Incoterms 2010.

Desaparecem os quatro grupos anteriores, os Incoterms 2010 se reagrupam em dois únicos grupos:

A) Para transporte marítimo e águas interiores.

FAS - FOB - CFR - CIF

b) Para qualquer tipo de transporte (multimodal / unimodal).

EXW - FCA - CPT - CIP - DAT - DAP - DDP

Incoterms Entrega em Origem: EXW, FCA, FAS, FOB, CPT, CFR, CIP, CIF

Incoterms Entrega em Destino: DAT, DAP, DDP

Incoterms 2010 que desaparecem (com respeito aos Incoterms 2000): DES DEQ DDU DAF

DAP- DELIVERED AT PLACE (Entregado em lugar) (Entregado em lugar).

Combina os anteriores DAF e DDU, determina o lugar convindo em destino para a entrega do produto.

DAP é mais flexível. Válido para todo tipo de transporte.

DAT- DELIVERED AT TERMINAL (Entregado no Terminal).

Serve para todo tipo de transporte, designadamente para o marítimo. Determina a entrega em porto de destino, após descarregar a mercadoria.

As definições dos INCOTERMS visam explicitar as maiores dificuldades encontradas pelos exportadores e importadores, dando uma interpretação uniforme aos procedimentos do comércio internacional, especialmente para as seguintes dificuldades encontradas no relacionamento entre eles:

  1. Incerteza sobre se as leis de seu próprio país são aplicáveis aos seus contratos
  2. Dúvidas ocasionadas por informações imprecisas
  3. Obstáculos provocados pela diversidade de interpretação

Essas regras estão cada vez mais institucionalizadas no comércio internacional e os comerciantes que as adotarem devem mencionar, após as condições de venda, expressas pelas abreviaturas consignadas nos INCOTERMS que as mesmas se sujeitam aos Incoterms revisadas pela última edição referida da ICC. Apesar dos INCOTERMS se referirem aos transportadores, os comerciantes devem ter em conta que nenhuma de suas cláusulas pode afetar direta ou indiretamente suas relações com os transportadores, as quais são, normalmente, reguladas em contrato específico.

Preços de exportação


Incoterms 2000 (NÃO VÁLIDOS).

EEXWA partir do lugar de produção
FFCA

FAS

FOB

Transportador livre (... lugar designado)

Livre junto ao costado do navio (... Porto de embarque designado).

Livre a bordo (... Porto de embarque designado).

CCFR

CIF

CPT

CIP

Custo e frete (... Porto de destino designado)

Custo, seguro e frete (... Porto de destino designado).

Transporte pago até... (lugar de destino designado...).

Transporte e seguros pagos até... (... lugar de destino designado).

DDAF

DES

DEQ

DDU

DDP

Entregue na fronteira (... lugar designado)

Entregue a partir do navio (... Porto de destino designado).

Entregue a partir do cais (... Porto de destino designado).

Entregue com direitos não-pagos (... lugar de destino designado).

Entregue direitos pagos (... lugar de destino designado).


EENI Escola de Negócios