Documentação importação exportação

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - A documentação do comércio exterior:

  1. Os documentos nas operações de importação e de exportação
  2. Os documentos de origem (Certificado de origem...)
  3. Os documentos comerciais (Proforma, Fatura, Packing List...)
  4. Os documentos administrativos
  5. Os documentos do transporte internacional
  6. Outros documentos de comércio internacional
  7. Caso de estudo:
    1. Os documentos necessários para exportar / importar para o Brasil.
    2. Exportação de peixe para a Angola

Os objetivos da unidade curricular «A documentação de importação e de exportação» são os seguintes:

  1. Conhecer os documentos utilizados no comércio exterior
  2. Saber preenchê-los adequadamente
  3. Saber como realizar os check-list correspondentes
A unidade curricular «A documentação de importação e de exportação» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: Negócios Internacionais, Comércio Exterior e Marketing
  2. Pós-Graduação em comércio internacional
  3. Curso à distância Técnicas de exportação

Língua de estudo: Português ou Espanhol Documentos Inglês Documents Francês Documents.

  1. Créditos da unidade curricular «A documentação do comércio exterior»: 1 ECTS.
  2. Duração estimada: 1 semana

Área de conhecimento: comércio exterior.

Exemplo da unidade curricular - A documentação de importação e de exportação:
SGP Regras de origem

Descrição da unidade curricular - A Documentação de importação e de exportação:

Nesta unidade curricular, analisaremos e veremos como gerir os documentos habituais que necessitaremos em nossas operações de comércio internacional: a fatura, o packing list, o certificado de origem, etc. Veremos que estes documentos estão estreitamente ligados aos Incoterms.

Alguns documentos do comércio exterior:

  1. O Documento de Análise. Documento emitido pelo fabricante, fornecedor ou instituição especializada, certificando a composição e a natureza de um produto, com uma detalhada especificação dos seus componentes
  2. O CERTIFICADO DE DEPÓSITO. Documento negociável que certifica a existência de mercadoria em depósito. Comummente denominado de «Warrant»
  3. O CERTIFICADO DE MEDIÇÃO E PESO. Documento, ou declaração na própria fatura comercial, submetida à Alfândega, confirmando a exatidão das medições e dos pesos em conformidade com o constante das embalagens
  4. O CERTIFICADO DE ORIGEM. Documento indispensável para habilitar um importador a gozar de tratamento tarifário preferencial. O certificado é concedido ao exportador que o remete ao importador
  5. O CERTIFICADO DE QUALIDADE. Declaração, às vezes do próprio vendedor ou embarcador, visada pela Câmara de Comércio ou pelo Consulado, confirmando a qualidade do produto vendido ou embarcado, de acordo com as propostas feitas e as mostras submetidas à aprovação ou, ainda, estarem em conformidade com os padrões internacionais reconhecidos para o produto considerado
  6. O CERTIFICADO FITOSSANITÁRIO. Declaração sanitária feita pelo departamento competente do Governo do país exportador, atestando que os produtos embarcados estão livres de contaminação e infeções
  7. O CERTIFICADO DE SUPERVISÃO OU DE INSPEÇÃO. Emitido pelas empresas especializadas em inspeção de produtos exportados (Companhias de Supervise), atestando que as mercadorias estão dentro dos padrões requerido nas Cartas de Crédito ou conforme os padrões reconhecidos internacionalmente. Brasil

Exemplos

Documento Único Alfandegário

Documentos exportar Brasil

Certificado de origem, fórmula A

Exportação de Peixe Angola

Conhecimento de embarque

Documentos Necessários para a exportação segundo as Normas Brasileiras

Universidade U-EENICatalunña es España