Acordo de Comércio Livre Colômbia-Canadá

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular: Colômbia-Canadá (Acordo de Comércio Livre)

  1. Introdução ao Acordo de Comércio Livre Colômbia-Canadá
  2. Cálculo de impostos e o certificado de origem
  3. O acesso aos mercados
  4. O comércio exterior Colômbia-Canadá
A subunidade curricular «O Acordo de Comércio Livre (ACL) Colômbia-Canadá» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: América, Mercados Fronteiriços, Pacífico, Negócios Internacionais
  2. Doutoramento e-learning Negócios na América
  3. Cursos: América do Norte, Países andinos

Idioma de estudo: Português + Espanhol Colombia Inglês Colombia Canada Francês Colombie Canada.

Descrição da subunidade curricular - O Acordo de Comércio Livre (ACL) Colômbia-Canadá:

Em junho de 2008, depois de cinco rodadas de negociação, o Canadá e a Colômbia concluíram as negociações de um acordo de comércio livre e de acordos de cooperação trabalhista e ambiental.

Em agosto de 2011, o acordo de comércio livre Canadá-Colômbia entrou em vigor.

O Acordo de Comércio Livre (ACL) Colômbia-Canadá não só inclui a liberalização do comércio exterior de bens senão que inclui:

  1. Os compromissos sobre o comércio de serviços
  2. O trânsito de pessoas
  3. A normalização técnica
  4. As compras do estado
  5. Os investimentos
  6. A cooperação ambiental e trabalhista, entre outros

O acordo está enquadrado nos princípios de tratamento nacional, do tratamento da nação mais favorecida e da transparência.

Segundo as simulações do DNP, o acordo vai ter um efeito positivo sobre a economia colombiana: apresentará um incremento do PIB real e dos fluxos comerciais que tem a Colômbia com o resto do mundo.

O PIB teria um aumento adicional de 0,06% e as exportações e importações cresceriam 0,21% e 0,08% respetivamente, com respeito ao cenário base.

Com a entrada em vigor do acordo de comércio livre (ACL) entre a Colômbia e o Canadá, preveem-se impactos positivos no açúcar, o arroz processado, os têxteis, outros cereais, os azeites e gorduras vegetais, as confeções, entre outros.

As simulações indicam que os setores beneficiados com a entrada em vigor do acordo de comércio livre serão: açúcar; têxteis; confeções ; azeites e gorduras vegetais; fibras vegetais e arroz processado.

Temas cobertos pelo acordo de comércio livre Colômbia-Canadá

  1. As disposições iniciais
  2. O comércio exterior de mercadorias
  3. As regras e certificado de origem
  4. Os procedimentos de origem
  5. As medidas sanitárias e fitossanitárias
  6. Os obstáculos técnicos ao comércio
  7. As medidas de salvaguarda e defesa comercial
  8. O investimento
  9. O comércio transfronteiriço de serviços
  10. As telecomunicações
  11. Os serviços financeiros
  12. A entrada temporária de pessoas de negócios
  13. A política da concorrência
  14. Contratação pública
  15. Comércio eletrónico
  16. As disposições trabalhistas
  17. Médio ambiente
  18. A cooperação
  19. A Transparência
  20. A administração do tratado
  21. A solução das controvérsias
  22. Exceções
  23. As disposições finais

O comércio exterior Colômbia-Canadá

  1. As exportações colombianas para o Canadá registaram um crescimento composto anual de 12,1%
  2. As importações colombianas provenientes do Canadá atingiram um total de 621 milhões de dólares

Exemplo da subunidade curricular: o Acordo de comércio livre (ACL) Colômbia-Canadá:
Acordo de Comércio Livre Colômbia-Canadá

Acordos de comércio livre da Colômbia - acordos de comércio livre - Canadá.



Universidade U-EENI