Abolição da escravatura

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Descrição da subunidade curricular: os movimentos abolicionistas e a abolição da escravatura

Os Quakers americanos foram os primeiros em condenar a escravatura e o tráfico negreiro

Alguns protagonistas do abolicionismo:

  1. Os Quakers
  2. William Wilberforce (Reino Unido)
  3. Harriet Tubman
  4. Frederick Douglass
  5. Victor Schoelcher
  6. Olaudah Equiano, antigo escravo africano e autor da uma autobiografia (1789)
  7. A Sociedade dos Amigos dos Negros (Paris, Londres - 1787)
  8. Os escravos de Santo Domingo (Colónia francesa). 1793: a abolição da escravatura. Toussaint Louverture.
  9. A revolução haitiana
  10. Henry David Thoreau

Os três fatores económicos chave:

  1. Adam Smith (economista inglês): o operário livre é mais rentável que o escravo
  2. A concorrência Europeia da cana-de-açúcar
  3. Abertura dos mercados asiáticos (Reino Unido)
A subunidade curricular «A abolição da escravatura. Os movimentos abolicionistas» estuda-se:
  1. Doutoramentos (EaD): África, Mercados Muçulmanos, América
  2. Mestrados à distância: Negócios Internacionais, África Subsariana, América, Países Muçulmanos

Língua de estudo da subunidade curricular: Português Inglês Abolition Slavery Espanhol Abolición Esclavitud Francês Abolition Esclavage.

Confiamos na África

As lutas contra o tráfico negreiro e a escravatura. Cronologia das abolições:

A abolição da escravatura durou duzentos anos, começando em 1793 em Santo Domingo. O último país em abolir a escravatura foi o Paquistão em 1992.

  1. Santo Domingo (1793)
  2. Estados Unidos. 1794: Proibição do tráfico negreiro (sem efetividade). 1863: Abolição da escravatura. 4 milhões de escravos libertados
  3. Reino Unido. 1807: Proibição do tráfico negreiro. 1833: emancipação dos escravos (Abolição Bill)
  4. A Fundação da Serra Leoa (1787)
  5. Dinamarca (1803). Entrou em vigor em 1848.
  6. Haiti: 1804
  7. O tráfico continua (os Estados Unidos, o Brasil, as colónias das Caraíbas)
  8. Prússia (1807)
  9. Países Baixos (1814)
  10. Congresso de Viena (1815)
  11. Santo Domingo (1822)
  12. A Fundação da Libéria (1822) pelos Estados Unidos com os negros libertados
  13. França (1848): o decreto de supressão da escravatura. Victor Schoelcher.
  14. Canadá (1834 - Abolição)
  15. A América Latina. Os escravos negros recrutados como soldados para lutar contra a Espanha: a Venezuela (1816, Simón Bolívar), Cuba, o Chile (1823)...
  16. Costa Rica, Honduras, o Panamá, Belize, El Salvador, a Guatemala (1824)
  17. Bolívia (1826)
  18. México (1829)
  19. Nicarágua (1836)
  20. Uruguai, o Paraguai (1842)
  21. Tunísia (1846)
  22. As Ilhas Virgens dinamarquesas (1846)
  23. Martinica, Guadalupe, a Guiana Francesa, Reunião (1848)
  24. O Brasil (1850), sem embargo o tráfico de escravos continua até 1888
  25. Colômbia, o Equador (1851)
  26. Argentina (1853)
  27. Venezuela, a Jamaica, o Peru (1854)
  28. A Rússia (1861)
  29. Espanha (1866)
  30. Portugal (1869)
  31. O Porto Rico (1873)
  32. A Turquia (1876)
  33. Cuba (1886)
  34. A Coreia (1894)
  35. Madagáscar (1896)
  36. Quénia (1907)
  37. A China (1910)
  38. Marrocos (1922)
  39. Afeganistão (1923)
  40. Nepal (1926)
  41. Irão (1928)
  42. Barém (1937)
  43. Etiópia (1942)
  44. Kuwait (1949)
  45. Catar (1952)
  46. A Arábia Saudita, Iémen (1962)
  47. Omã (1970)
  48. Mauritânia (1981)
  49. Paquistão (1992)

Exemplo da subunidade curricular: a abolição da escravatura (Civilização Africana)
Abolição da escravatura

As Nações Unidas.

  1. A Declaração Universal dos direitos do homem (1948)
  2. A Convenção da Organização para a repressão do tráfico dos seres humanos e da exploração da prostituição (1949)
  3. A Convenção suplementaria relativa a abolição da escravatura (1956)
  4. O Grupo de trabalho sobre as formas contemporâneas da escravatura (1974)

As Nações Unidas (NU) e a Organização Internacional do trabalho (OIT) consideram que a escravatura atual e o trabalho forçado, sobre todo das crianças, afeta pelo menos a 200 e 250 milhões de pessoas.

O volume VI (África do século XIX até 1880) da história general da África da UNESCO analisa a abolição da escravatura.

Tráfico negreiro Escravatura

William Wilberforce Abolicionista

Harriet Tubman Abolicionista

História África século XIX 1880

Victor Schoelcher Abolicionista

Mais informação (UNESCO): as rotas do escravo.



Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo