Tratado de Livre Comércio México-AELC

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular - Tratado de Livre Comércio México-Associação Europeia de Livre Comércio (AELC)

  1. Introdução ao Tratado de Livre Comércio México-Associação Europeia de Livre Comércio (AELC)
  2. Certificado de circulação Eur.1
  3. Comércio exterior México-Países AELC (Noruega, Islândia, a Suíça e Liechtenstein)
A subunidade curricular "Acordo México-Associação Europeia de Livre Comércio" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais: Negócios Internacionais, América, Europa
  2. Doutoramento Negócios na América (EaD)

Idioma de estudo: Es México-AELC En EFTA Mexico Fr Mexique.

Descrição da subunidade curricular - Tratado de Livre Comércio México-Associação Europeia de Livre Comércio (AELC).

O Acordo México-Associação Europeia de Livre Comércio entrou em vigor o 1 de julho de 2001. Este acordo foi negociado sobre a base do acordo União Europeia-México.

Os objetivos do tratado de livre comércio México-Associação Europeia de Livre Comércio são:

  1. A liberalização progressiva e recíproca do comércio exterior de bens, de conformidade com o artigo XXIV do GATT de 1994
  2. Estabelecer as condições da concorrência leal no comércio entre as partes
  3. A abertura dos mercados de contratação pública das partes
  4. A liberalização do comércio internacional de serviços, de conformidade com o artigo V do Acordo Geral sobre Comércio de Serviços da Organização Mundial do Comércio (Acordo Geral sobre o comércio de serviços)
  5. A liberalização progressiva do investimento (IDE)
  6. Assegurar uma adequada e efetiva proteção dos direitos da propriedade intelectual, de conformidade com as normas internacionais mais exigentes
  7. Contribuir desta maneira, mediante a anulação de barreiras ao comércio, ao desenvolvimento harmónico e à expansão do comércio mundial

O comércio exterior bilateral total entre o México e os países da Associação Europeia de Livre Comércio foi de 2,6 milhares de milhões de dólares.

Em matéria de investimento, de 2000 ao primeiro semestre de 2011, o investimento direto estrangeiro acumulado no México proveniente dos quatro países da Associação Europeia de Livre Comércio foi de 5,4 milhares de milhões de dólares.

Exemplo da subunidade curricular - Tratado de Livre Comércio México-Associação Europeia de Livre Comércio (AELC):
Acordo México-AELC

Tratados de livre comércio do México.



EENI Escola de Negócios