Escola de Negócios EENI Business School

México-Uruguai Acordo de Livre-Comércio



Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) - Acordo de Livre-Comércio (ALC) México-Uruguai.

  1. Introdução ao Acordo de Livre-Comércio México-Uruguai (Acordo de Complementação Económica 60);
  2. Os benefícios do acordo comercial;
  3. O comércio exterior México-Uruguai.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios na América do Sul

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento): Acesso preferencial / Acordos comerciais

Estudante doutoramento / mestrado, negócios internacionais, comércio exterior

A UC «Acordo de Livre-Comércio (ALC) México-Uruguai» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Mestrados (MIB): Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Americanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol México-Uruguay Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Mexico Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Mexique.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios no México

Acordo de Livre-Comércio (ALC) México-Uruguai.

O Acordo de Livre-Comércio México-Uruguai entrou em vigor em Março de 2001.

Em 2002, o México e os Estados-membros do MERCOSUL (Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai) assinaram um acordo-quadro, registado na Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) como Acordo de Complementação Económica Nº 54, com o objetivo de criar uma área de livre-comércio.

O Acordo de Livre-Comércio México-Uruguai incluiu disposições sobre:

  1. Acesso ao mercado;
  2. As medidas sanitárias e fitossanitárias (SPS);
  3. Técnicas ligadas ao comércio exterior;
  4. Os investimentos;
  5. As normas e disciplinas comerciais;
  6. Os direitos de propriedade intelectual;
  7. Os serviços;
  8. A Solução de controvérsias;
  9. A administração do acordo.

O comércio exterior Uruguai-México.

  1. A partir da entrada em vigência do Acordo de Livre-Comércio (ALC) Uruguai-México, em julho de 2004, o comércio exterior entre ambos países registou um incremento de 23%, apesar da baixa das exportações uruguaias, devido aos efeitos da crise no México;
  2. O México foi o décimo parceiro comercial do Uruguai a nível global, e o quarto entre os países da América Latina (após a Argentina, o Brasil e a Venezuela), com uma participação de 2%;
  3. O investimento acumulado do México no Uruguai é de 200 milhões de dólares;
  4. O investimento uruguaio acumulado no México ascende a 100 milhões de dólares.

Acordos de Livre-Comércio do México: União Europeia, MERCOSUL, TLCAN, Comunidade Andina, Triângulo do norte, Costa Rica, Nicarágua, Colômbia, Chile, Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica, SELA, APEC, ALADI, Associação dos Estados das Caraíbas, Israel, Japão, AELC...


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página