Mestrado em Negócios Internacionais (MIB)

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing e Internacionalização) à distância

Os objetivos do Mestrado Profissional Executivo em Negócios Internacionais MIB-E (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização) (educação à distancia EaD / em português / 16ª edição / 120 ECTS) são oferecer ao aluno uma formação global e prática de todos os temas relacionados com os negócios internacionais:

  1. A globalização e as organizações internacionais relacionadas com os negócios internacionais
  2. O comércio exterior (as aduanas, a documentação, as cobranças, a logística internacional...)
  3. O marketing global (a distribuição internacional, a promoção, a formação de preços de exportação...)
  4. A internacionalização de empresas e o investimento direto estrangeiro (IDE)
  5. O Estado do mundo. As civilizações, as religiões e a integração económica regional.
  6. A ética global e os negócios internacionais. "Não à corrupção"
  7. O Mestrado Profissional em Negócios Internacionais incluí um módulo de adaptação dos conteúdos a todos os países da Comunidade de Língua Portuguesa (a Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe...)
  8. Tese (TCC) do Mestrado

Para especializar-se nos negócios internacionais, lhe recomendamos este Mestrado Executivo.

Destina-se a pessoas sem conhecimentos prévios de comércio exterior.

Estrutura do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização).

Mestrado em Negócios Internacionais (MIB)

Solicitar informação do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais.

Idioma do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais MIB-E: Pt (ou Es Master Comercio Exterior En Master International Business Fr Master Commerce). O aluno tem livre aceso aos materiais nestes idiomas.

  1. Créditos do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais MIB-E:
    - 120 ECTS (Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos)
    - 60 Créditos AC (American Credit)
  2. Duração estimada: 19 meses a máximo 2 anos. Dedicação média 12 horas / semana. É possível reduzir o tempo dedicando mais horas semanais
  3. Modalidade: educação à distância
  4. Aplicação do método do caso
  5. Preço total do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais: 3.547 Euros.
    1. Bolsas de estudo EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais) para os estudantes africanos (que vivam na África) e brasileiros: 40% (Visão Ahimsa EENI "Educação para Todos"). Preço do Mestrado para estes alunos: 2.128 Euros
    2. Consultar bolsa para outros alunos (Ásia, Europa...)
    3. 5% desconto por pagamento ao contado.
  6. Faça o download do conteúdo programático do Mestrado (PDF)
  7. Perfil do aluno do Mestrado
  8. Avaliações, Tese e Diploma do Mestrado
    Alunos com estudos superiores ou experiência demonstrada nos negócios internacionais: Titulo "Diploma de Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização) " especialização em...

Modalidade. O mestrado se apresenta em formato de educação à distância (EaD).

Professores da EENI do mestrado
Professores EENI

O sistema de estudos é totalmente à distância, o que permite que você se matricule quando quiser e estude a partir de qualquer lugar do mundo. As matrículas são feitas continuamente, o que permite que você se matricule quando quiser, sem depender da abertura de novas turmas.

A EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais) tem mais de 4.000 alunos em 100 países.
EENI Alunos

Modelo Educativo Vídeo do Mestrado MIB em En

Mais informações sobre o Mestrado Executivo:

  1. Por que estudar o Mestrado na EENI?

Mestrado em Comércio Exterior Vídeo "Minha experiência na EENI" En

Mestrado em Comércio, Global Marketing e internacionalização, Universidade Ouaga II (Burquina Faso) e a EENI (Espanha)
Mestrado em Comércio Burkina

Módulos do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização):

Módulo 1- A globalização e as instituições internacionais.

Mestrado Globalização

O aluno inicia o Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização) estudando o cenário global dos negócios internacionais, para isso analisa-se a globalização, a tendência para a regionalização, os mercados emergentes e os países BRICS e os efeitos da crise financeira internacional.

A seguir analisam-se as principais organizações internacionais relacionadas com os negócios globais:

  1. A globalização
  2. Nações Unidas
  3. Banco Mundial
  4. Organização Mundial do Comércio
  5. Comunidade dos Países de Língua Portuguesa
  6. Fundo Monetário Internacional
  7. Conferência das Nações Unidas sobre o comércio e Desenvolvimento (UNCTAD)
  8. Centro de comércio internacional
  9. Câmara de Comércio Internacional
  10. Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico
  11. ...

Faça o download do conteúdo programático do módulo "A Globalização"(PDF).

Módulo 2- O comércio exterior.

Os objetivos do módulo 2 "O comércio exterior" do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais são fornecer os conhecimentos, as ferramentas e as técnicas necessárias para gerir todos os aspetos relacionados com o comércio exterior de uma empresa exportadora ou importadora.

Comércio Exterior

  1. A exportação
  2. A documentação de importação e exportação
  3. Os Incoterms 2010
  4. As alfândegas / aduanas
  5. A logística internacional
    Curso Transporte Internacional
  6. Os meios de pagamentos internacionais. Os créditos documentários
  7. O financiamento internacional
  8. Os contratos internacionais - a cláusula anticorrupção
  9. O departamento de exportação
  10. O comércio de serviços
objetivos:
  1. Analisar o perfil de empresas que podem exportar, os recursos necessários para a exportação, assim como analisar o início da atividade exportadora
  2. Conhecer os documentos utilizados no comércio internacional. Saber preenchê-los adequadamente. Saber como realizar os check-list correspondentes
  3. Entender o papel e o funcionamento das alfândegas, assim como os diferentes regimes comerciais e os métodos de classificação das mercadorias
  4. Entender a importância dos Incoterms nas operações de exportação e importação. Saber calcular os preços em função dos Incoterms. Conhecer o risco, o custo e os trâmites necessários em função do Incoterm selecionado
  5. Analisar os diferentes meios de pagamento utilizados no comércio exterior. Entender a importância do crédito documentário nas operações de comércio internacional, bem como seu funcionamento
  6. Entender a importância da logística e do transporte internacional no comércio exterior. Entender o funcionamento dos diferentes meios de transporte internacional. Conhecer as diferentes técnicas de embalagens e a importância dos contentores
  7. Entender os fundamentos dos mercados internacionais de divisas e o conceito de risco e seguro de câmbio.
  8. Entender as modalidades de financiamento das importações e das exportações
  9. Conhecer os princípios da contratação internacional, assim como as principais cláusulas de um contrato de compra e venda internacional
  10. Entender o funcionamento e a organização de um departamento de exportação. Saber dimensionar o departamento de exportação necessário. Definir os perfis necessários

Faça o download do conteúdo programático do módulo: o comércio exterior do Mestrado (PDF).

Apresentação em vídeo da primeira parte do Mestrado em Comércio e Marketing Internacional.

Módulo 3- O Marketing internacional.

Os objetivos do módulo três "O Marketing internacional" do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (MIB-E) são fornecer os conhecimentos, as ferramentas e as técnicas necessárias para gerir todos os aspetos relacionados com o marketing global de uma empresa exportadora (ou importadora): o estudo dos mercados, as políticas de produto, os preços de exportação, a promoção internacional, a distribuição, a segmentação, a marca, o posicionamento...

Mestrado em Marketing internacional

  1. O marketing internacional
  2. O estudo de mercado
  3. As políticas de produto
  4. Os preços de exportação
  5. A promoção internacional
  6. A distribuição internacional
  7. A segmentação, a marca e o posicionamento

Objetivos do módulo marketing internacional:

  1. Entender as implicações da frase "Pensar globalmente, atuar localmente" na estratégia de internacionalização e a importância do marketing mix internacional
  2. Entender a importância dos estudos de mercado nas estratégias de internacionalização. Saber analisar um estudo de mercado
  3. Entender a importância da necessidade da adaptação do produto aos diferentes mercados e culturas internacionais. Saber desenvolver estratégias de produto para os mercados internacionais
  4. Entender a importância de uma correta estratégia de preços internacionais e sua repercussão no marketing mix internacional. Saber calcular os preços de exportação para os diferentes mercados
  5. Saber desenvolver as estratégias de promoção internacional mais adequadas a cada mercado. Entender a importância da marca "imagem do país" e das feiras internacionais na estratégia de promoção internacional. Saber planejar corretamente as viagens comerciais internacionais
  6. Entender as diferentes estratégias de distribuição internacional. Saber selecionar a estratégia de distribuição mais adequada para cada mercado. Entender a importância de uma correta gestão de nossa rede de distribuição internacional
  7. Entender a importância da segmentação internacional na estratégia do marketing e internacionalização. Ter critérios para aplicar uma estratégia de marca global ou adaptada aos mercados, assim como gerir a marca nos mercados internacionais. Saber quais critérios tem que aplicar para posicionar uma marca nos mercados internacionais

Módulo: 4- A internacionalização.

Toda pessoa que deseje fazer negócios internacionais deve ser um estrategista, capaz de desenhar estratégias globais adaptadas à cada mercado objetivo. Neste módulo do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (MIB) analisaremos os principais conceitos sobre as estratégias de internacionalização das empresas exportadoras bem como vários casos de sucesso de diferentes empresas.

Internacionalização

O e-business é uma nova forma de fazer negócios que pode ser convertido em uma vantagem competitiva para uma empresa no mercado global se sabe desenhar-se uma estratégia de e-business conforme com sua estratégia de internacionalização. Em muitos casos esta falta da estratégia pode converter esta vantagem em uma ameaça ou uma debilidade para a própria empresa.

Qualquer pessoa relacionada com os negócios globais (exportação, filiais, deslocados, etc.) negocia com pessoas de diferentes culturas e idiomas. Quanto mais conheçamos sobre a cultura de outros países mais possibilidades teremos de evitar conflitos interculturais. O estudo da negociação intercultural nos permitirá saber gerenciar este importante aspeto dos negócios internacionais.

O passo final de uma estratégia de internacionalização costuma ser a implantação no exterior (filiais venda, a produção, empresas mistas...)

O investimento direto estrangeiro (IDE) reflete o objetivo de obter um interesse duradouro por parte de uma entidade residente em uma economia (investidor direto), em uma entidade residente em outra economia diferente à do investidor (empresa de investimento direta).

Estudar-se-á também o papel da Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD)

A empresa que deseje implantar no exterior encontrará neste módulo toda a informação necessária para um investimento seguro em outro mercado.

Os principais objetivos do módulo são:

  1. Conhecer os conceitos do investimento direto estrangeiro (IDE) e a sua situação global.
  2. Analisar os fluxos de investimento direto estrangeiro
  3. Compreender o papel da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) nos investimentos no exterior.
  4. Aprender as diferentes estratégias a seguir para estabelecer uma empresa no estrangeiro.
  5. Aprender a desenhar e programar uma estratégia de internacionalização.
  6. Saber desenhar e incorporar estratégias de negociação intercultural nas nossas relações internacionais
  7. Compreender a natureza das diferentes culturas do mundo e como adaptar as estratégias de internacionalização aos diferentes mercados.
  8. Entender o e-business e os diferentes modelos digitais de negócios que uma empresa pode implementar, bem como a importância da estratégia, o marketing e a tecnologia em um projeto de e-business.
  9. Saber integrar uma estratégia de e-business nas atividades de internacionalização.

Módulo 5- O Estado do mundo. Introdução as civilizações, as religiões e a integração económica regional.

O objetivo principal do módulo cinco é conhecer o estado do mundo: os blocos comerciais, as tendências de integração económica regional, os países emergentes (BRICS), a emergência do continente africano... A EENI desenvolveu uma metodologia única de análise do estado do mundo baseada no conceito de "Civilizações, religiões e integração económica regional" já que apesar do fenómeno da globalização, os negócios tendem também a regionalização.

Analisando o papel das civilizações - religiões em um mundo globalizado, identificam-se oito grandes áreas económicas - religiosas, cada área pode estar formada por um ou mais espaços económicos diferenciados.

Civilizações e integração

1- A civilização cristã ocidental. O cristianismo (catolicismo e protestantismo) é a religião majoritária. Dentro da civilização ocidental, identificam-se três espaços económicos diferenciados:

  1. Americano, divido no espaço económico norte-americano (com os Estados Unidos como Estado central), o latino-americano (com o Brasil como Estado central além de país BRICS) e o caribenho.
  2. Europeu, com a Alemanha como Estado central.
  3. Oceânia

2- A civilização islâmica. O Islão (sunita e xiita) é a religião majoritária. Dentro da civilização islâmica, identificam-se cinco espaços económicos diferenciados.

  1. Árabe, com a Arábia Saudita como Estado central
  2. Eurásia Central, com a Turquia, o Irão ou o Paquistão competindo por ser o estado central.
  3. Malaio, formado pelos países muçulmanos da ASEAN.
  4. Magrebino (compartilhado com a civilização africana)
  5. Africano (pertencente à civilização africana)

3- A civilização africana. O Islão e o cristianismo (além do animismo) são as principais religiões da África. A Nigéria e/ou a África do Sul (país BRICS) são os estados centrais. Dentro da civilização africana, identificam-se cinco espaços económicos diferenciados:

  1. África Ocidental
  2. África Central
  3. África Austral
  4. África Oriental
  5. Magrebino

4- O espaço económico da civilização hindu. O hinduísmo é a religião majoritária, a Índia é o Estado central além de ser um país BRICS.

5- O espaço económico da civilização sínica. O budismo, o confucionismo e o taoismo são as principais religiões. A China (país BRICS) é o Estado central. A área de influência desta civilização abarca o Vietname, Coreia do Sul, Taiwan, Singapura...

6- O espaço económico da civilização budista, em onde o budismo (Mahayana, theravada...) é a principal religião. Este espaço económico é formado por Birmânia, Camboja, Laos, Sri Lanka, Tailândia... Em alguns países coincide com a civilização sínica.

7- O espaço económico da civilização ortodoxa, em onde o cristianismo ortodoxo é a principal religião. A Rússia (país BRICS) é o Estado central. Este espaço incluí a Arménia, Bielorrússia, Geórgia, Sérvia...

8- A civilização japonesa. Sendo o Japão o único país desta civilização.

Mapa civilizações e integração

Para cada um destes dezoito espaços económicos se analisam:

  1. As características do cada espaço económico
  2. Perfil económico dos principais países.
  3. Principais processos de integração económica
  4. Os princípios, as bases éticas e a sua relação com os negócios da cada religião.
  5. Principais organizações económicas regionais.
  6. Os perfis de homens e mulheres de negócios.
  7. As interações com outros espaços económicos (tratados de livre comércio...)

É importante assinalar que devido ao caráter introdutório deste módulo, para cada um destes temas analisados (organizações, religiões, homens de negócios, tratados de livre comércio...) apresenta-se um resumo do cada um deles, a análise em profundidade do cada um deles se realiza em outros mestrados e doutorados. Por exemplo, a Associação para a Cooperação Regional do Sul da Ásia (SAARC) é um acordo entre a civilização Sínico - Budista, a Hindu e a Islâmica; o resumo da SAARC é de aproximadamente umas 3 páginas, enquanto a análise detalhada é de cinquenta e quatro páginas.

Esta inovadora focagem da EENI baseado em estudar as relações económicas entre civilizações ajudará ao aluno (a) a entender melhor o estado do mundo.

Módulo 6- Não à corrupção nos negócios internacionais

Não à corrupção Negócios

Não à corrupção

Módulo de adaptação do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais (MIB) ao país do aluno.

Mestrado Brasil Lusofonia

A adaptação a cada país da Comunidade de Língua Portuguesa baseia-se na inclusão no Mestrado Executivo em Negócios Internacionais (Comércio Exterior, Marketing Internacional e Internacionalização) das instituições regionais do país e dos tratados de livre comércio que os países) que o pais têm com o resto do mundo.

Resumo das adaptações por país:

  1. Brasil: as Aduanas do Brasil, os tratados de livre comércio do MERCOSUL, a Associação Latino-Americana de Integração (ALADI), a Comissão Económica para a América Latina...
  2. Portugal: a União Europeia (UE). Os acordos da UE (TLC)
  3. Alunos de Macau Timor-Leste fazem favor, consultar com a EENI

Unidades curriculares comuns alunos da África: a Nova Parceria para o Desenvolvimento da África, a Comissão Económica das Nações Unidas para a África, o Banco Africano de Desenvolvimento...

  1. Angola: Comunidade Económica dos Estados da África Central, o Mercado Comum da África Oriental e Austral, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral
  2. Cabo Verde: a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, ASA...
  3. Guiné-Bissau: a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, a Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos, a União Económica e Monetária da África do Oeste, o Banco Islâmico...
  4. Moçambique: o Mercado Comum da África Oriental e Austral, a Associação da Bacia do Oceano Índico, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, a Organização para a Cooperação Islâmica...
  5. São Tomé e Príncipe: a Comunidade Económica dos Estados da África Central, a Lei de Crescimento e Oportunidades para a África, Cotonou, a Nova Parceria para o Desenvolvimento da África...

Porque é necessário adaptar o Mestrado em Comércio internacional, Marketing Global e internacionalização?

Desde 1996, a EENI dedica-se exclusivamente na formação de comércio exterior. Temos mais de 4000 alunos em mais de 100 países, e Professores em quatro continentes, e também com presença na Espanha, na França e no Brasil. Tudo este networking global nos gera um importante fluxo de informações e de conhecimentos que compartilhamos com nossos alunos.

Um Mestrado com estas características necessariamente tem que estar adaptado (ou regionalizado) na realidade de cada um dos nossos alunos, independentemente do país do aluno. Esta visão G-R-L (Global, Regional e Local) é uma de nossas principais fortalezas.

A adaptação a cada país baseia-se na inclusão no Mestrado de:

  1. As instituições regionais às que o país do aluno pertence. Por exemplo, um aluno do Brasil, terá a unidade curricular "MERCOSUL" ou a "Comunidade Andina" (acordo de associação) além das comuns na América Latina (Comissão Económica para a América Latina, a ALADI, o Sistema Económico Latino-Americano (SELA), a União de Nações Sul-Americanas...)
  2. Os tratados de livre comércio que o país do aluno tem com terceiros países. Por exemplo, um estudante brasileiro terá ao dispor os seguintes acordos:
    - Os acordos do MERCOSUL no âmbito da ALADI: o Chile, Bolívia, México, Peru, a Colômbia-Equador - Venezuela, Cuba.
    - Os acordos de comércio preferencial do MERCOSUL: o Egito, Israel, Índia, a União Aduaneira da África Austral
  3. As relações comerciais com seus principais parceiros e / ou com países com os quais mantém um acordo do comércio exterior em vigor. Por exemplo, um aluno do Brasil, terá as relações comerciais do Brasil com a China e os países BRICS

Tese (TCC) do Mestrado.

Para os alunos /as que estejam trabalhando em uma empresa exportadora, recomendamos basear a Tese na elaboração de um plano do marketing internacional


Os idiomas para os negócios: o mestrado incluí uma série de cursos de introdução aos principais idiomas dos negócios: inglês, espanhol, francês, árabe, hindi...

e a ferramenta de acesso a mercados
Acesso a Mercado

Abdoul Karim Aluno EENI
Ouandaogo Abdoul Karim (Aluno EENI) ganhador do prémio regional UEMOA

Alunos EENI na África
Alunos EENI África

Alunos EENI na América
Alunos EENI América

Na Europa
Alunos EENI Europa

Educação para todos

Exemplos do Mestrado Profissional em Negócios Internacionais

Incoterm FOB

Aduanas no Brasil

Estudo de mercados

Segmentação marca posicionamento

Estratégias de preços internacionais

Isabel dos Santos (Angola)

Pacto Mundial Nações Unidas

Alhaji Dangote

Crédito Documentário

CEEAC África Central

Documento Único Alfandegário

Sistema Harmonizado (SH)

Mercado Comum África Oriental COMESA

Mercados divisas FOREX

Porto do Santos Brasil

Riscos no comércio internacional

Garantías Comércio Exterior

Departamento Internacional

Marca País

Alibaba China

China Galanz

China Empresa Haier

Distribuição no Japão

Alunos EENI no Médio Oriente
Alunos EENI Médio Oriente

Na Ásia
Alunos EENI Ásia


EENI Escola de Negócios