Índia-Comunidade Andina

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular - As relações comerciais Índia-Comunidade Andina

  1. As relações comerciais Índia-Comunidade Andina
  2. O comércio exterior entra a Comunidade Andina e a Índia
A subunidade curricular «Índia-Comunidade Andina» estuda-se:
  1. Mestrados profissionais: América, Mercados Fronteiriços, Relações Económicas, Negócios Internacionais, Ásia, Países BRICS
  2. Doutoramentos à distância: Ásia, América
  3. Cursos: Países andinos, Índia

Idioma de estudo: Português + Espanhol India Inglês India Francês CAN.

Descrição da subunidade curricular - As relações Índia-Comunidade Andina.

  1. O comércio internacional entre a Comunidade Andina (a Bolívia, a Colômbia, o Equador e o Peru) e a Índia atingiu 1.519 milhões de dólares, que representa um aumento do 1% com respeito ao comércio internacional do ano anterior (1.507 milhões de dólares)
  2. As exportações andinas para a Índia totalizaram 568 milhões de dólares, cifra superior em um 82% à registada no ano anterior.
  3. Nos últimos dez anos as exportações andinas cresceram com uma taxa acumulada média anual de 34%.
  4. O principal exportador andino para à Índia é a Colômbia
  5. As exportações da Colômbia para à Índia atingiram 449 milhões de dólares, quantidade que representou 79% das exportações andinas para a Índia
  6. Segue-lhe o Peru, o Equador e finalmente a Bolívia com 19, 1,5 e 0,5% respetivamente.
  7. A Colômbia é também o país andino que regista o maior nível das importações provenientes da Índia

Exemplo da subunidade curricular: Índia-Comunidade Andina:
Comércio Exterior Índia-Comunidade Andina

O Mecanismo de Diálogo Político e de Cooperação entre a Índia (Civilização Hindu) e a Comunidade Andina (Civilização ocidental Latino-americana) é focado em:

  1. Aprofundar o conhecimento mútuo entre as partes;
  2. Desenvolver o diálogo político e a cooperação em temas de mútuo interesse;
  3. Promover o alargamento e a diversificação do comércio e dos investimentos, bem como o estudo de mecanismos para facilitar o acesso aos seus respectivos mercados;
  4. Promover a cooperação científica, técnica e tecnológica; e
  5. Promover o intercâmbio cultural e turístico


Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo