EENI-Escola de Negócios

Área de livre comércio das Américas

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular - A área de livre comércio das Américas. A Cúpula das Américas.

  1. Introdução à Área de livre comércio das Américas (ALCA)
  2. A Cúpula das Américas
  3. A estrutura e a organização das negociações da ALCA
  4. A Base de Dados Hemisférica sobre o comércio exterior e tarifas

A área de livre comércio das Américas (ALCA) é totalmente paralisada.

Exemplo da unidade curricular - A Área de livre comércio das Américas:
Área de livre comércio Américas

A subunidade curricular «ALCA - Área de Livre comércio das Américas» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: Negócios Internacionais, América
  2. Doutoramento Negócios na América

Língua de estudo: Português ou Espanhol America Inglês America Francês Amérique.

Descrição da subunidade curricular - A Área de livre comércio das Américas (ALCA):

A tentativa para unir as economias dos países da América em uma única área de livre comércio iniciou-se com a Cúpula das Américas (1.994, Estados Unidos). Os Chefes de Estado e de Governo das trinta e quatro democracias da América decidiram criar a área de livre comércio das Américas (ALCA), na qual seriam eliminadas as barreiras ao comércio exterior e ao investimento direto estrangeiro (IDE).

Os países da área de livre comércio das Américas (ALCA): Antiga e Barbuda, a Argentina, as Bahamas, Barbados, Belize, a Bolívia, o Brasil, o Canadá, o Chile, a Colômbia, a Costa Rica, a Dominica, El Salvador, o Equador, os Estados Unidos da América, Granada, a Guatemala, a Guiana, o Haiti, Honduras, a Jamaica, o México, a Nicarágua, Panamá, o Paraguai, o Peru, a República Dominicana, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, o Suriname, Trindade e Tobago, o Uruguai e a Venezuela.

A área de livre comércio das Américas (ALCA) é um acordo pertencente à Civilização Cristã Ocidental (Espaço Económico americano).


(c) EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais