Redes Sociais e marketing internacional (Curso EAD)

Escola de Negócios EENI & Universidade HA



Conteúdo programático da unidade curricular - As redes sociais e a promoção internacional. A Web 2.0:

Todo o mundo fala da WEB 2.0, como de algo novo, quase revolucionário. Em certa medida é verdadeiro, já que a tendência é que a focagem no cliente é o que marca o fenómeno 2.0, o «empowerment» do cliente; isso obriga à empresa a repensar-se muitas questões do seu negócio. Dar a liderança ao cliente costuma dar medo a muitos diretores, mas o caminho já é aberto e será difícil que seja reversível.

Por outra parte, achamos que a Web 2.0 é a evolução natural da Internet. Passamos de um site estático em onde o importante foi o posicionamento em Google, a um site dinâmico, em que ademais, seremos importantes em função da nossa liderança nas redes sociais.


A unidade curricular «Redes Sociais e o marketing internacional» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior à distância (EAD) da EENI Business School & HA University:
  1. Mestrados: Negócios Internacionais, Comércio e Marketing Internacional
  2. Curso de especialização em Marketing Internacional
  3. Curso Global Marketing

Materiais de estudo em Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Redes Sociales Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Social Networks Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Réseaux sociaux

Área de conhecimento: Marketing internacional.





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição da unidade curricular (EAD) - Redes sociais e marketing internacional. Web 2.0:

Exemplo da unidade curricular online - As redes sociais e o marketing internacional:
Redes Sociais

A tecnologia é cada vez mais barata e fácil, qualquer pode ter um blog ou um Wiki com uns poucos cliks, e estar em Facebook com milhares de seguidores.

A empresa tem que incluir as estratégias 2.0 na sua estratégia global; não pode ser permitido o luxo de ficar no site 1.0. No entanto, a evolução a 2.0 não é fácil nem económica. Costuma basear-se em um processo de «prova e erro», sobretudo porque ainda não há suficientes casos consolidados de sucesso.

A empresa 2.0 precisará compartilhar sua informação nas redes sociais. As empresas levam anos fazendo isto, pendurando toda esta informação nos seus sites. Uma tendência cada vez mais forte é que ademais, estes documentos estejam a alojados baixo «cloud computing» (computação em nuvem) em servidores externos.



(c) Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2019). Não usamos cookies.