Acordo ASEAN-Índia

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular: Acordo sobre comércio de produtos Associação das Nações do Sudeste Asiático-Índia.

  1. Introdução ao Acordo sobre o comércio exterior de mercadorias ASEAN-Índia
  2. Comércio exterior entre a Índia e a ASEAN
A subunidade curricular " Associação das Nações do Sudeste Asiático-Índia (Acordo sobre comércio de produtos)" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais: Ásia, Países Emergentes, BRICS, Mercados Muçulmanos, Negócios Internacionais, Relações Económicas
  2. Doutoramentos (EaD à distancia): Ásia, Países islâmicos
  3. Curso Negócios na Índia

Idioma de estudo: En Índia ASEAN Es ASEAN Fr ASEAN.

Exemplo da subunidade curricular - Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) e a Índia (Acordo sobre comércio de produtos):
ASEAN-Índia Acordo

Descrição da subunidade curricular: Acordo sobre comércio de produtos ASEAN-Índia.

A ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático) e a Índia assinaram o Acordo sobre comércio de produtos em Banguecoque o 13 de agosto de 2009, trás seis anos de negociações.

A assinatura do acordo sobre o comércio exterior de produtos facilita o caminho para a criação de um dos maiores tratados de livre comércio (TLC) do mundo - um mercado de quase 1.800 milhões de pessoas com um PIB combinado de 2,8 bilhões de dólares.

O Acordo da Associação das Nações do Sudeste Asiático-Índia entrou em vigor o 1 de janeiro de 2010.

A Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) é composta pela Indonésia, Malásia, as Filipinas, Singapura, Tailândia, Brunei Darussalã, Vietname, Laos, Myanmar e o Camboja.

O comércio exterior entre a ASEAN e a Índia cresceu a uma taxa anual do 11,2%, passando de 2.9 mil milhões de dólares em 1993 a 12,1 mil milhões em 2003.

  1. O volume total de comércio exterior ASEAN-Índia foi de 47,5 mil milhões de dólares.
  2. As exportações da Associação das Nações do Sudeste Asiático para à Índia foram de 30,1 mil milhões - um crescimento do 21,1 % em comparação com as de 2007.
  3. As importações da ASEAN da Índia foram de 17,4 mil milhões - um crescimento do 40,2 % em comparação com as de 2006.

Em quanto ao investimento direto estrangeiro, o fluxo de investimento da Índia nos estados membros da ASEAN foi de 476,8 milhões de dólares, o que representa o 0,8 % do total de investimento direto estrangeiro (IDE) na região.

O total do investimento direto estrangeiro da Índia na Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) desde 2000 até 2010 foi 1.300 milhões USD.

O Tratado de Livre Comércio ASEAN-Índia incluí a liberalização dos direitos de mais do 90 % dos produtos.

Os tratados de livre comércio (TLC) da Índia - Índia-MERCOSUL - Índia-União Europeia.



EENI Escola de Negócios