Comércio Internacional e Meio ambiente

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular. O comércio internacional e Meio ambiente. Marketing Ecológico:

  1. O meio ambiente e a Organização Mundial do Comércio (OMC)
  2. O meio ambiente na União Europeia (UE)
  3. A Mudança climática
  4. Avaliação do impacto ambiental
  5. O Marketing Ecológico. Eco-label
  6. Os produtos e os serviços ecológicos

Objetivos da unidade:

  1. Entender a necessidade de proteger o meio ambiente mundial
  2. Compreender a relação entre comércio internacional e meio ambiente
  3. Incluir a componente meio ambiental no plano do marketing internacional

Es Comércio Exterior En International Business.

Descrição da subunidade curricular - Comércio internacional e Meio ambiente:

A globalização significou, entre outras coisas, um imparável crescimento do comércio exterior mundial. Mas é óbvio que este crescimento há de ser ante tudo sustentável, há de permitir um desenvolvimento económico e social mas respeitando o meio ambiente. Talvez já não basta com deter a deterioração ambiental mas é preciso investir este processo.

A qualidade ambiental implica a compatibilidade entre o desenvolvimento económico e a proteção do meio ambiente. Este desenvolvimento sustentável implica a aplicação das novas tecnologias, uso racional de matérias-primas e energia, otimizar os processos logísticos e de distribuição, etc. Mas também implica que as empresas exportadoras, e portanto os diretores de exportação, incluam nas suas estratégias de internacionalização e seus planos do marketing a componente meio ambiental.

Há uns anos o PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) introduziu o conceito de "bens públicos mundiais", entre eles a paz mundial, a sanidade mundial, e precisamente o meio ambiente. Praticamente todos os organismos internacionais (Organização Mundial do Comércio, o Banco Mundial (BM), União Europeia...) têm políticas meio ambientais relacionadas com o comércio internacional.

O Programa de Doha para o Desenvolvimento da Organização Mundial do Comércio compreende negociações sobre o comércio internacional e o meio ambiente. Em um discurso pronunciado pelo ex-Diretor-General Pascal Lamy advertiu que o fracasso das negociações de Doha "fortaleceria a posição de que sustentam que não deve-se colocar controlo ao crescimento económico" passando por alto os efeitos para o meio ambiente. Destacou que "o comércio exterior, e mais ainda a Organização Mundial do Comércio (OMC), devem contribuir ao logro de um desenvolvimento sustentável". A Declaração de Doha procura também, a eliminação dos obstáculos tarifários e não tarifários aos produtos e os serviços ecológicos.

Cada vez mais, o número de consumidores que demandam produtos e os serviços ecológicos é maior. Este segmento demanda produtos e os serviços que sejam respeitosos com o meio ambiente, por isso a componente ecológica será fundamental nos seus critérios de decisão de compra. Em alguns casos, inclusive estará disposto a pagar um preço algo maior que um produto "não ecológico". As empresas são conscientes disso, e além de motivos estratégicos (responsabilidade social corporativa), começam a incluir a componente "ecológica" nos seus planos do marketing.

Este novo enfoque do marketing ecológico também é conhecido como "ecomarketing", marketing sustentável, marketing verde... Como chamemos a este marketing é o menos importante, o importante é ser conscientes da necessidade de incluir esta componente "verde" em nossas estratégias de internacionalização.

A empresa pode desenvolver esta nova estratégia em duas linhas:

  1. A certificação do produto ecológico (por ex. Eco- label)
  2. A certificação do sistema de produção respeitoso com o meio ambiente (por ex. ISO 14001)

Estas duas novas componentes podem afetar às diferentes variáveis do marketing internacional. Se o marketing "tradicional" buscava satisfazer as necessidades dos clientes cumprindo com os objetivos da empresa, agora além disso, deverão consegui-lo aplicando políticas de proteção do meio ambiente.

A empresa ao aplicar estratégias do marketing ecológico pode estar criando novas barreiras da entrada, reforçando suas vantagens competitivas, etc. E definitivamente, acrescentando valor a seus grupos de interesse.

Comércio Internacional e Meio ambiente


EENI Escola de Negócios