Fiscalidade no mercado único da UE (Curso, Mestrado)

Escola de Negócios EENI & Universidade HA



Conteúdo programático da unidade curricular: a fiscalidade no mercado único da União Europeia.

  1. Introdução à política fiscal da União Europeia
  2. A fiscalidade no Mercado Único da UE
  3. A eliminação de barreiras fiscais existentes
  4. Os impostos diretos: a fiscalidade das pessoas físicas e das sociedades
  5. As medidas para evitar a evasão fiscal e a doble imposição
  6. As normas generais sobre o IVA
  7. O IVA transfronteiriço
  8. Os impostos especiais
  9. As partilhas transfronteiriças de dividendos

Os objetivos da unidade curricular «A fiscalidade no mercado único da UE» são os seguintes:

  1. Compreender os princípios da política fiscal da UE
  2. Analisar a fiscalidade no mercado único da UE
  3. Conhecer as normas generais sobre o IVA na UE

A unidade curricular «A fiscalidade no mercado único da UE» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior à distância (EAD) da Escola de Negócios EENI & Universidade HA:
  1. Curso: Mercado Único da UE
  2. Doutoramentos: Negócios na Europa, Comércio Mundial
  3. Mestrados: Europa, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

Línguas da unidade curricular: Ensino superior à distância em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Fiscalidad en la UE Estudar mestrado comércio exterior em Inglês European Union Taxation Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Fiscalité dans le marché unique UE.

Exemplo da unidade curricular online - a fiscalidade no mercado único da UE:
Fiscalidade no mercado único da UE





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição da unidade curricular - fiscalidade no mercado único:

A União Europeia (Europa) não tem concorrências em políticas de impostos, já que é responsabilidade de cada país.

Porém, a UE tem um importante papel de supervisor de todas aqueles normas e legislações dos diferentes países para garantir que estas sejam totalmente compatíveis com as políticas da União Europeia e que não distorcer o mercado único (a livre circulação de mercadorias, serviços e capitais)

Os países da UE: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Chipre, Dinamarca, França, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, os Países Baixos, Polónia, Portugal, o Reino Unido (BREXIT), a República Checa, Roménia e a Suécia.



(c) Escola de Negócios EENI & Universidade HA (1995-2019). Não usamos cookies.