Escola de Negócios EENI Business School

Transparência Internacional (luta corrupção)


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): a função da Transparência Internacional na luta contra a corrupção

  1. Introdução à Transparência Internacional
  2. A corrupção e a globalização
  3. Índice de Percepção da Corrupção
  4. Barómetro Global da Corrupção
  5. Índice de fontes de suborno
  6. Relatório global da corrupção
  7. Princípios da transparência e prevenção da corrupção nas empresas
  8. Índice de Corrupção dos Países Exportadores
  9. Caso de estudo: os riscos da corrupção na Europa

Exemplo - Transparência Internacional
Transparência Internacional, luta contra a corrupção

Não à corrupção nos negócios internacionais

Descrição - Transparência Internacional

Transparência Internacional desempenha uma função fundamental na luta contra a corrupção global. Esta organização não-governamental foi criada em 1993. A sua missão é combater a corrupção, criando uma aliança global formada pela sociedade civil, empresas e governos.

Transparência Internacional atua tanto contra quem corrompem como quem deixa-se corromper, tanto a nível político como empresarial.

A EENI quer reconhecer publicamente o importante esforço que esta organização está levando a cabo para lutar contra o flagelo da corrupção.

Os principais benefícios obtidos pela Transparência Internacional:

  1. Uma das ações mais importantes são as campanhas de informação sobre os negativos efeitos da corrupção
  2. A criação de convenções internacionais anticorrupção, procurando a adesão das empresas, particulares e governos (exemplo: Pacto de Integridade) conseguiu que vários governos adotassem medidas anticorrupção

Transparência Internacional desenvolveu um indicador baseado em percepções para medir a corrupção global no setor público (tanto administrativa como política): o Índice de percepção da corrupção, uma ferramenta indispensável para qualquer empresa operando no mercado global.

  1. Os dez países menos corruptos: Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia, Suécia, Singapura, Suíça, Austrália, Noruega, Canadá, os Países Baixos
  2. Os dez países mais corruptos: Haiti, Venezuela, Iraque, Turquemenistão, Uzbequistão, Mianmar, Sudão, Afeganistão, Coreia do Norte, Somália

66% das 176 economias classificadas no Índice de percepção da corrupção da Transparência Internacional obtiveram uma pontuação por debaixo de cinquenta pontos (0 nível máximo de corrupção, 100 nível mínimo).

A Dinamarca, a Finlândia e a Nova Zelândia ocupam conjuntamente o primeiro lugar (90 pontos) enquanto, o Afeganistão, a Coreia do Norte e a Somália estão no último lugar com oito pontos. A Espanha é em 30º lugar (65 pontos) justo por trás do Botsuana!

Os benefícios obtidos pela Transparência Internacional incidem no comércio exterior fortalecendo o enquadramento legal e político.

Treinamento recomendado para os estudantes de Angola estudar Mestrado Doutoramento em Negócios Internacionais, Comércio Exterior Angola, Brasil (estudar mestrado, doutorado, Negócios Internacionais, Comércio Exterior) Brasil, Cabo Verde estudar Doutoramento Mestrado, Negócios Internacionais, Comércio Exterior Cabo Verde, Guiné-Bissau, estudar Mestrado, Doutoramento, Negócios Internacionais, Comércio Exterior Guiné-Bissau, Estudar Moçambique (Mestrados, Doutoramentos, negócios internacionais, Comércio Exterior) Moçambique, Portugal, estudar, Doutoramento, Mestrado, Negócios Internacionais, Comércio Exterior Portugal e São Tomé e Príncipe, estudar mestrado doutoramento comércio exterior negócios internacionais São Tomé e Príncipe.



(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2021)
Não usamos cookies
Topo da página