Fazendo negócios na Sérvia

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo Conteúdo programático da unidade curricular: comércio exterior e negócios na Sérvia. Belgrado.

  1. Introdução à República Sérvia
  2. Fazendo negócios no Belgrado
  3. A economia da Sérvia
  4. Os setores chave da economia sérvia
  5. O comércio exterior sérvio
  6. O investimento direto estrangeiro (IDE) na Sérvia
  7. Acordo de Comércio Livre (ACL) com a Rússia.
  8. Os acordos comerciais com a Turquia, a Associação Europeia de comércio Livre (EFTA), a Bielorrússia e o Cazaquistão.
  9. Acesso ao mercado sérvio
  10. Plano de negócios para a Sérvia

Objetivos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na República Sérvia»:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior sérvio
  2. Avaliar as oportunidades de negócio na Sérvia
  3. Analisar as relações comerciais da Sérvia com o país do aluno
  4. Conhecer os acordos de comércio livre da Sérvia
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado sérvio
  6. Analisar o perfil das empresas sérvias

Créditos

A unidade curricular «Fazendo negócios na Sérvia» estuda-se:
  1. Doutoramento: Europa
  2. Mestrados à distancia: Países Emergentes, Negócios Internacionais
  3. Curso: países CEFTA

Idioma de estudo: Português + Inglês Serbia Espanhol Serbia Francês Serbie.

Exemplo da unidade curricular - Comércio exterior e fazendo negócios na Sérvia:

União Europeia-Balcãs Ocidentais

Descrição Descrição da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Sérvia.

A República Sérvia (Europa).

  1. A República Sérvia tem duas províncias autónomas: Vojvodina e Kosovo e Metohija.
  2. Com uma população de 1,6 milhões Belgrado é o centro administrativo, económico e cultural da Sérvia.
  3. O idioma oficial é o sérvio e o alfabeto oficial é o cirílico, no entanto, o alfabeto latino, também estiver em uso.
  4. A principal religião da Sérvia é o cristianismo Ortodoxo
  5. Espaço económico da civilização ortodoxa
  6. As fronteiras da Sérvia: a Bulgária, a Roménia, a Hungria, a Croácia, a Bósnia e Herzegovina, o Montenegro, a Albânia e a Macedónia.
  7. A população sérvia: 7,1 milhões de pessoas
  8. A área: 883.612 quilómetros quadrados
  9. A Sérvia é uma República parlamentar fundada em 1992

A economia da Sérvia.

  1. A Sérvia encontra-se na parte central da península dos Balcãs, nas rotas de transporte mais importante que conectam a Europa e a Ásia.
  2. A adoção da estratégia nacional para a adesão à União Europeia em 2005 define a adesão da Sérvia à União Europeia como uma prioridade.
  3. Internamente, com 7,1 milhões de pessoas, o mercado sérvio é o segundo maior no sudeste da Europa.
  4. A moeda sérvia é o dinar (RSD)
  5. PIB nominal sérvio: 42.385.000 dólares
    1. Agricultura: 12%
    2. Indústria: 24%
    3. Serviços: 64%
  6. O PIB per capita sérvio é de 10.540 dólares
  7. Inflação: 6,8%

Comércio exterior sérvio.

  1. O comércio exterior da República Sérvia ascendeu a 20 mil milhões de euros
  2. Os principais produtos exportados são: os produtos de ferro e aço, os metais não ferrosos, os têxteis, as frutas e a fabricação de metal
  3. Principais mercados de exportação da Sérvia: a União Europeia, os países do Acordo Centro-Europeu de comércio Livre (CEFTA) e os países da Iniciativa da Europa Central (CEI).
  4. Principais produtos importados pela Sérvia: os combustíveis, os veículos, o gás, o ferro e aço, as máquinas industriais
  5. Principais fornecedores da Sérvia: a União Europeia, os países da Iniciativa Central Europeu (CEI) e os países do acordo Centro-Europeu de comércio Livre (CEFTA)
  6. Desde o 2000, a Sérvia atraiu grandes fluxos do investimento direto estrangeiro (IDE). As previsões de «O Economista» apontam a que as melhorias no ambiente empresarial na Europa do Leste atraíram grandes quantidades do investimento direto estrangeiro (IDE).
  7. Pricewaterhouse classificou a Sérvia em terceiro lugar mais interessante para a fabricação e no sétimo destino mais interessante do investimento direto estrangeiro (IDE) entre as economias emergentes.
  8. Belgrado, a capital, foi galardoada como a Cidade do futuro para o sul da Europa pela Revista FDI. Mais do 40% do PIB da Sérvia é gerado na Belgrado, que também tem 31,4% da população ocupada da Sérvia.

Instituições regionais e acordos da Sérvia.

A Sérvia é membro do Acordo Centro Europeu de Livre Comércio. A Sérvia é o único país fora da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) que tem um acordo de comércio livre (ACL) com a Rússia. A Sérvia tem acordos de comércio livre com a Turquia, os membros da Associação Europeia de Livre Comércio, a Bielorrússia e o Cazaquistão. Além disso, estão livres de impostos as exportações para a União Europeia e para os Estados Unidos para a maioria dos produtos e dos serviços sérvios.

AELC-Sérvia acordo de comércio livre

O Acordo de Comércio Livre (ACL) com a Rússia, assinado em agosto de 2000, faz da Sérvia um destino particularmente interessante para os investidores estrangeiros no setor industrial. O acordo estabelece que os produtos produzidos na Sérvia, com um valor acrescentado do 50% na Rússia, consideram-se de origem sérvio.

  1. Acordo Centro Europeu de Livre Comércio (CEFTA)
  2. Iniciativa Centro-Europeia (CEI)
  3. Organização para a Cooperação Económica do Mar Negro (BSEC)
  4. União Europeia-Balcãs Ocidentais
  5. Acordo de Estabilização e de Associação UE-Sérvia
  6. Alargamento da União Europeia (UE)
  7. Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa (UNECE)
  8. Conselho de Cooperação Regional
  9. Acordo de Comércio Livre (ACL) com a Rússia
  10. Iniciativa Adriático-Jónica
  11. Os acordos com a Turquia, a Associação Europeia de Livre Comércio (AELC), a Bielorrússia e o Cazaquistão
  12. Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)

Comércio Exterior Sérvia

Ortodoxia Negócios e Ética

Organização para a Cooperação Económica do Mar Negro (BSEC)

Iniciativa da Europa Central (CEI)



Universidade U-EENI