Fazendo negócios em São Paulo

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular - Comércio exterior e negócios em São Paulo (Brasil). A economia paulistano.

  1. Introdução ao Estado de São Paulo: a locomotiva do Brasil (América do Sul)
  2. A economia paulistana
  3. O comércio exterior paulistano
  4. O investimento direto estrangeiro (IDE) em São Paulo
  5. As oportunidades de negócio:
      - Agronegócios
      - Automotor
      - Plásticos
      - Bens de capital
      - Farmacêutico
      - Petróleo e gás
      - Tecnologias da informação (TI)
      - Biotecnologia
      - Serviços financeiros
  6. Fazendo negócios em São Paulo
  7. Caso de estudo:
      - Grupo Votorantim
      - António Ermírio do Moraes
      - Safra
A subunidade curricular «Fazendo negócios em São Paulo» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: Negócios Internacionais, América, Países BRICS, Países CPLP
  2. Doutoramento Profissional Negócios na América
  3. Cursos: Brasil, América do Sul

Mestrado em Comércio internacional para os estudantes do Brasil

Idioma de estudo: Português Inglês Sao Paulo Espanhol Sao Paulo Brasil Francês Bresil.

  1. Créditos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios em São Paulo - Brasil»: 2 ECTS
  2. Duração estimada: 2 semanas

Descrição da subunidade curricular - Fazendo negócios em São Paulo Brasil:

  1. O estado de São Paulo é o responsável do 31% do produto interno bruto da República Federativa do Brasil
  2. São Paulo é o «motor económico» do Brasil
  3. São Paulo é a terceira unidade administrativa mais populosa da América do Sul (superada ligeiramente pela Colômbia e pela Argentina). São Paulo tem a maior população da República Federativa do Brasil (40 milhões de pessoas, 645 municípios)
  4. O estado de São Paulo figura entre os estados com alto Índice de Desenvolvimento Humano (superado pela Santa Catarina e pelo Distrito Federal)
  5. São Paulo: melhor infraestrutura, mão-de-obra qualificada, manufaturar produtos de exportação de alta tecnologia.
  6. O estado de São Paulo tem o maior parque industrial e a maior produção económica
  7. Dos 260 shopping centers existentes no Brasil, oitenta estão localizados em São Paulo (200.000 empregos, e uma ampla rede atacadista e varejista)
  8. A indústria paulistana apoia-se numa sólida base tecnológica, gerando produtos de exportação com alto valor agregado, com destaque para: tecnologias da informação (TI), computação, aeroespacial e automotivo
  9. O setor agropecuário em São Paulo é enérgico e exibe altos índices de produtividade

O Estado de São Paulo exportou 46 bilhões de dólares (mais de 33% das exportações brasileiras).

  1. Um 35% das exportações paulistanas é gerada por quinze produtos de exportação: açúcares, os automóveis, aviões, telefonia celular, carnes e suco de laranja
  2. Destinos de exportação: os Estados Unidos (19%); a Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) (17%); a União Europeia (16%); o MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) (14%) e a Ásia, exclusive o Médio Oriente (8%)
  3. 44% das importações do Brasil de produtos manufaturados são realizadas pelo Estado de São Paulo
  4. Os Estados Unidos são os maiores fornecedores do São Paulo (21% do valor das importações). A Alemanha aparece em segundo lugar (10% das importações

Exemplo da subunidade curricular - Comércio exterior e negócios em São Paulo Brasil:
Comércio exterior e negócios em São Paulo Brasil

Brasil Grupo Votorantim

António Ermírio do Moraes
António do Moraes: empresário brasileiro

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo

Aduanas do Brasil, acordos de comércio livre, Brasil-BRIC, China-Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Baía, Centro Oeste, Norte

Universidade U-EENI