Mestrado em Negócios nos Países BRICS-MNA

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Mestrado Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul), o México, a Nigéria e Arábia Saudita (educação à distância).

O Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS - MNA (à distância) é projetado para fornecer uma visão global e prática sobre os mercados BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul), além de três mercados emergentes estratégicos MNA (México, a Nigéria e Arábia Saudita). Estes países representam quase a metade da população mundial e quase um terço do PIB mundial.

O Mestrado profissional em negócios nos Países BRICS e MNA à distancia lhe permite se adaptar ao seu horário e melhorar a sua carreira profissional.

Informação EENI Solicitar informação do Mestrado

O Mestrado é bilíngüe Português + Inglês Master BRICS (também parcialmente disponível em Francês Master BRICS ou em Espanhol Master BRICS).

Universidade U-EENI

Módulo Módulos do Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS-MNA (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul), o México, a Nigéria e Arábia Saudita.

Mestrado em Países BRICS

O Mestrado compõe-se de dez módulos (ECTS= Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos):

  1. Os países BRICS (1 ECTS)
  2. Índia (26 ECTS)
    1. Espaço económico hindu.
    2. Nepal, o Butão e Ilhas Maurícia
  3. China (19 ECTS)
    1. Hong Kong
    2. Espaço económico sínico budista
  4. Rússia (10 ECTS)
    1. Espaço económico ortodoxo
    2. Bielorrússia
  5. África do Sul (8 ECTS)
    1. Espaço económico da África Austral
  6. Nigéria (12 ECTS)
    1. Espaço económico da África Ocidental
  7. Brasil (17 ECTS)
    1. Espaço económico latino-americano
  8. México (8 ECTS)
  9. Arábia Saudita (7 ECTS)
    1. Espaço económico árabe
  10. Tese do Mestrado (6 - 12 ECTS)

Faça o download do conteúdo programático do Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS-MNA (PDF)

Público-alvo: todas aquelas pessoas com experiência em negócios internacionais que desejem se especializar e/ou se reciclar em todos os aspetos relacionados com o comércio exterior e os negócios nos países BRICS-MNA. Recomendável conhecimento de comércio exterior e marketing internacional.

Itinerários do Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS-MNA

O Mestrado Profissional permite ao aluno selecionar três percursos formativos de diferentes conteúdos, duração, preço e titulação com o fim de adaptar o mestrado às necessidades profissionais do aluno(a).

Itinerários do Mestrado

Bolsas de estudo EENI: até um 40% de desconto para alunos(as) africanos e brasileiros

Países BRICS-MNA:

  1. Quase a metade da população mundial (3.358 milhões de pessoas)
  2. Quase um terço do PIB mundial (18.053.954 milhões de dólares)
  3. pertencem à seis civilizações diferentes (hindu, sínico budista, ocidental, ortodoxa, africana e islâmica)
  4. pertencem à sete espaços económicos (hindu, sínico budista, ortodoxo, a África austral, a África ocidental, latino-americano e árabe)
  5. Praticam-se sete religiões diferentes (hinduísmo, taoismo, confucionismo, budismo, ortodoxia, cristianismo, Islão)
  6. Falam-se sete línguas francas (hindi, inglês, chinês, russo, português, espanhol, árabe)

Mais informação:

  1. Os países BRICS
  2. Tabela comparativa dos mercados analisados no Mestrado
  3. Justificativa da inclusão no Mestrado da Nigéria, o México, a Arábia Saudita...

Créditos

  1. Dedicação média 12 horas / semana.
  2. É possível reduzir o tempo dedicando mais horas semanais
  3. 5% desconto por pagamento ao contado.

Visão Ahimsa EENI "Educação para Todos"

Educação para todos

Os alunos graduados no Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) - MNA (México, a Nigéria e Arábia Saudita) da EENI, poderão aceder ao...

  1. Doutoramento especialização África
  2. Doutoramento especialização América
  3. Doutoramento especialização Ásia

Sendo convalidadas as unidades curriculares que já se tenham superado neste Mestrado.

Modalidade: o mestrado se apresenta em formato de educação à distância (EaD).

Área de conhecimento: América, a Ásia, a África.

EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais): 4.000 alunos em 100 países.
EENI Alunos

Professores da EENI:
Professores EENI

Vídeo Mestrado em Mercados Emergentes Vídeo Mestrado Profissional em Negócios BRICS (En).

Localização dos países BRICS e os mercados emergentes mais importantes.

Mercados emergentes

Cooperação África-BRICS (Brasil)

Nota: neste Mestrado não se analisam em profundidade as principais religiões relacionadas com os BRICS (cristianismo, hinduísmo, ortodoxia...), senão que para cada uma delas se apresenta um resumo das suas principais características.

Módulos Módulos e unidades curriculares do Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul), o México, a Nigéria e Arábia Saudita:

NOTA: entre colchetes indicam-se os créditos ECTS

Módulo 1- Os países BRICS (1 ECTS)

  1. Introdução aos países BRICS (Brasil, a Rússia, a Índia, a China e África do Sul)
  2. As Cimeiras BRICS. Sexta Cimeira: Declaração de Fortaleza
  3. Principais áreas de cooperação entre os países BRICS: comércio intra-BRICS e cooperação económico-financeira
  4. Grupo de contacto para questões económicas e comerciais (CSETI)
  5. Relações comerciais entre os países BRICS
  6. Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS
  7. Arranjo Contingente de Reservas (ACR) dos BRICS
  8. Foro de Negócios dos BRICS
  9. Outras áreas de cooperação: agricultura, ciência e tecnologia, cultura, centros de investigação, Internet e segurança, bem-estar social, propriedade intelectual, saúde, turismo...
  10. Relações internacionais dos países BRICS
    1. Cooperação África-BRICS
    2. Relações comerciais Brasil-BRICS

Módulo 2- Negócios na Índia.

Fazendo negócios na Índia

  1. República da Índia [0,5]
  2. Economia índia [1]
  3. Investimentos na Índia [1]
  4. Empresários e empresas da Índia: Senapathy Gopalakrishnan, Hinduja, Birla, Kiran Mazumdar, Shri Mukesh D. Ambani, Cyrus S. Poonawalla, Wadia, Godrej, TATA, Sahu Jain, Gautam Adani, Bhavarlal Hiralal Jain, Ajit Gulabchand, Azim Premji, Yusuf Hamied
  5. Estados e territórios índios [0,5]
  6. Andra Pradexe [1]
  7. Gujarat [2]
  8. Haryana [1]
  9. Karnataka [2]
  10. Kerala [1]
  11. Maharashtra [1]
  12. Nova Deli [1]
  13. Tamil Nadu [1]
  14. Introdução ao hindi.

Tratados de Livre Comércio da Índia: o Chile, MERCOSUR, a Comunidade Andina, União Europeia, o Sri Lanka, a Tailândia, Singapura, a Coreia do Sul, a Nova Zelândia, Ilhas Maurícia, o Bangladeche, o Afeganistão

Acordos comerciais da Índia:

  1. Associação para a Cooperação Regional da Ásia do Sul (SAARC) [0,1]
  2. Iniciativa da Baía de Bengala (BIMSTEC) [0,1]
  3. Associação da Bacia do Oceano Índico (IORA) (0,5]
  4. União de Compensação Asiática (ACU) [0,1]
  5. Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)
  6. África-Países BRICS (0,3 ECTS)
  7. ASEAN-Índia
  8. Cooperação Económica Sub-regional da Ásia do Sul (SASEC) [0,1]
  9. Índia-União Aduaneira da África Austral (SACU)
  10. Fórum África-Índia (0,5 ECTS)

Espaço económico hindu [2]

  1. As religiões da Índia (hinduísmo, zoroastrismo, jainismo, sijismo) e o espaço económico da civilização hindu
  2. A Índia como Estado central da civilização hindu
  3. Integração económica da civilização hindu
  4. Relações económicas da civilização hindu com outras civilizações
  5. Países da área de influência da civilização hindu:
    1. Nepal [1]: relações económicas muito fortes com a Índia
    2. Ilha Maurícia [2]: porta da Índia a África
    3. Butão [1]
  6. A diáspora da civilização hindu.

Módulo 3- Negócios na China.

China Mestrado

  1. Perfil económico das províncias chinesas [0,5]
  2. Economia e comércio exterior chinês [1]
    1. Comércio Brasil-China
  3. Investir na China [0,5]
  4. Aduanas chinesas [0,5]
  5. Portos chineses [0,5]
  6. Negociação na China [0,5]
  7. Empresas e empresários chineses [0,5]: Chint, Huawei, Haier - Zhang Ruimin, Galanz, COSCO...
  8. Beijem [1]
  9. Delta do Rio das Pérolas [1]
  10. Guangzhou [1]
  11. Xangai [2]
  12. Hong Kong [3]
  13. Macau

Os Tratados de livre comércio (TLC) da China: o Chile, o Peru, a Costa Rica, a ASEAN Mais Três, o Paquistão, a Nova Zelândia, Singapura, Hong Kong, Macau, União Económica Euroasiática

Acordos regionais da China:

  1. Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) [2]
  2. Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) [0,1]
  3. Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)
  4. Programa de Cooperação económica Regional da Ásia Central (CAREC)
  5. Sub-região do Grande Mekong [0,5]

Relações económicas internacionais da China: África, a Comunidade Andina, União Europeia

China Negócios Video Apresentação em vídeo do Curso Negócios na China.

Espaço económico da civilização sínica (2 ECTS)

  1. As religiões da China (Confucionismo e taoismo) e a sua influência nos negócios
  2. Países de influência da civilização sínica

Espaço económico da civilização budista (2 ECTS)

  1. A China e o espaço económico budista.
  2. O budismo e a sua influência nos negócios no espaço económico budista

Módulo 4- Negócios na Rússia.

Curso Negócios Rússia

  1. Federação Russa [0,8]
  2. Economia e comércio internacional russo [2]
  3. Empresários e empresas russas [0,8]: Vladimir Potanin, Elena Baturina, Alexander Lebedev, Gazprom, Rosneft, TNK-BP, Lukoil, Surgutneftegas...
  4. Portos russos [0,3]
  5. Investimento (IDE) na Rússia [0,3]
  6. Sistema de pagamentos russo [0,1]

Tratados de Livre Comércio da Rússia: Arménia, a Bielorrússia, o Azerbaijão, os Camarões, a Geórgia, o Quirguistão, a Sérvia, a Moldávia, a Ucrânia, a Nova Zelândia. TLC entre a Rússia, o Cazaquistão e Bielorrússia

Acesso ao mercado e organizações económicas da Rússia:

  1. Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) [2]
  2. Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) [0,1]
  3. Comunidade Económica Euro-Asiática (EurAsEC) [0,5]
  4. União Económica Euroasiática [0,2]
  5. Comunidade dos Estados Independentes (CEI) [0,4]
  6. União Europeia-Rússia. Sinergia do Mar Negro
  7. Comunidade Andina-Rússia
  8. África-Países BRICS [0,3]
  9. Organização para a Cooperação Económica do Mar Negro (BSEC)[0,2]
  10. União Aduaneira Rússia-Vietname
  11. Fórum Rússia-ASEAN
  12. Conselho de Estados do Mar Báltico
  13. Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)

Espaço económico da civilização ortodoxa (2 ECTS)

  1. Introdução ao espaço económico da civilização ortodoxa.
    1. Influência da religião ortodoxa
    2. O perfil económico dos países ortodoxos
  2. A Rússia como Estado Central da civilização ortodoxa
  3. Bielorrússia [1] (Estado da União com a Rússia)
  4. Integração económica da civilização ortodoxa
  5. Interações da civilização ortodoxa com outras civilizações
  6. Instituições económicas relacionadas com a civilização ortodoxa

Módulo 5- Negócios na África do Sul.

  1. A economia sul-africana.
  2. O perfil económico das províncias da África do Sul.
  3. Empresários e empresárias sul-africanos: Patrice Motsepe, Cyril Ramaphosa, Cheryl Carolus, Bridgette Radebe, Rapelang Rabana, Wendy Appelbaum, Irene Charnley
  4. O comércio exterior sul-africano.
  5. Porto de Durban
  6. Relações económicas com a África, a Ásia, Europa e América.
  7. Negócios e oportunidades de investimento na África do Sul.
  8. Nkosazana Dlamini-Zuma (Presidenta da União Africana)

Acordos comerciais da África do Sul

  1. Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) [1,1]
  2. União Aduaneira da África Austral (SACU) [0,6]
  3. Acordo Tripartido COMESA-EAC-SADC [0,1]
  4. Tratado de Livre Comércio (TLC): Acordo de Cotonou da União Europeia, a Associação Europeia de Livre Comércio, o MERCOSUL, Zimbábue
  5. Associação da Orla do Oceano Índico para a cooperação (IORA) [0,5]
  6. Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA) (Estados Unidos) [1]

Espaço económico da África Austral (1 ECTS)

  1. O cristianismo no espaço económico da África Austral
  2. O perfil económico dos países da África Austral
  3. Interações do espaço económico da África Austral com o resto de espaços económicos africanos
  4. Interações do espaço económico da África Austral com os espaços económicos de outras civilizações
  5. Logística na África Austral. Corredor Cairo-Gaborone. Corredor Trípoli-Windhoek. Corredor Norte-Sul

Módulo 6- Negócios na Nigéria.

  1. A economia nigeriana.
  2. Principais setores económicos nigerianos (petróleo, gás, mineração, IT, manufaturas, banca...)
  3. O comércio exterior nigeriano
  4. Porto de Lagos
  5. Negócios em Lagos e Abuja
  6. Zonas francas de investimento na Nigéria
  7. Investimentos na Nigéria.
  8. Empresários nigerianos: Folorunsho Alakija, Hajia Bola Shagaya, Tara Fela-Durotoye, Folake Folarin-Coker, Adenike Ogunlesi, Amina Odidi, Alhaji Aliko Dangote, Mike Adenuga, Tunde Folawiyo, Orji Uzor Kalu, Jim Ovia, Adewale Tinubu, Abdulsamad Rabiu, Alhaji Indimi, Tony Elumelu, Olufemi Otedola, Theophilus Danjuma

Acordos comerciais preferenciais da Nigéria.

  1. Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) [2]
  2. Área Monetária da África do Oeste (WAMZ) [0,1]
  3. Comunidade dos Estados Sahelo-Saarianos (CEN-SAD) [0,1]
  4. Autoridade da Bacia do Níger
  5. Lei de Crescimento e Oportunidades para a África (AGOA)
  6. Acordo de Cotonou
  7. Sistema de Preferências Generalizadas (SPG)

Espaço económico da África Ocidental (2 ECTS).

  1. Islão e cristianismo no espaço económico da África Ocidental
  2. O perfil económico dos países da África Ocidental
  3. Interações do espaço económico da África Ocidental com o resto de espaços económicos africanos
  4. Interações do espaço económico da África Ocidental com os espaços económicos de outras civilizações
  5. Logística na África Ocidental
    1. Portos de Abidjã, Dakar, Tema, Lomé e Cotonou
    2. Corredores transafricanos: Cairo-Dakar, Dakar-Lagos, Lagos-Mombasa, Estrada Transaheliana, Argel-Lagos, N'Djamena-Jibuti
  6. Organizações económicas relacionadas com o espaço económico da África Ocidental

Módulo 7- Negócios no Brasil.

Fazendo negócios no Brasil

  1. A economia brasileira [1]
  2. Comércio exterior brasileiro do Brasil [0,5]
  3. Relações económicas entre a China e o Brasil
  4. Brasil-BRICS
  5. Aduanas do Brasil [0,5].
  6. Baía [0,5].
  7. Espírito Santo [0,5].
  8. Minas Gerais [0,5].
  9. Paraná [0,5]
  10. Santa Catarina [0,5].
  11. São Paulo [2]
  12. Região Centro Oeste do Brasil [0,5]
  13. Região norte do Brasil [0,5].
  14. Rio de Janeiro [1].
  15. Rio Grande do Sul [0,5].
  16. Empresários brasileiros: António Ermírio de Moraes, João Roberto Marinho, Família Safra

Organizações e tratados de livre comércio (TLC) do Brasil

  1. MERCOSUL [2]
  2. Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) [1]
  3. Sistema Económico Latino-Americano (SELA) [0,3]
  4. União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) [0,5]
  5. África-Países BRICS [0,3]
  6. Acordos com o Chile, a Comunidade Andina (associado), o México, o Peru, o Egito, a Índia, Israel, União Europeia, SADC

Brasil como o Estado central do espaço económico latino-americano (4 ECTS) da civilização cristiana ocidental

  1. O cristianismo na América Latina
  2. O perfil económico dos países latino-americanos.
  3. Processos de integração económica latino-americana
  4. Interações do espaço económico latino-americano com outras civilizações
  5. Outras instituições e organizações relacionadas com a integração na América Latina

Módulo 8- Negócios no México

Fazendo negócios no México

  1. Economia mexicana [0,8]
  2. Carlos Slim
  3. Vantagens competitivas mexicanas [0,1]
  4. O comércio exterior mexicano [0,8]
  5. Investimento no México [0,5]
  6. Distrito Federal [1]
  7. Chihuahua [1]
  8. Jalisco [1]
  9. Nuevo León [1]

Os Tratados de livre comércio (TLC) e organizações do México

  1. Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (TLCAN) (0,7 ECTS)
  2. Acordo Estratégico Transpacífico de Associação Económica (TPP)
  3. Sistema Económico Latino-Americano (SELA) (0,3 ECTS)
  4. Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) (2 ECTS)
  5. Aliança do Pacífico (0,1 ECTS)
  6. Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) (1 ECTS)
  7. Associação dos Estados do Caribe (AEC) (1 ECTS)
  8. Projeto Mesoamérica (0,1 ECTS)
  9. Acordos comerciais do México com a União Europeia, o Equador, a Colômbia, a Costa Rica, a Nicarágua, Israel, Triângulo do norte (El Salvador, a Guatemala, Honduras), a Associação Europeia de Livre Comércio, o Uruguai, o Japão, o Chile, a Comunidade Andina, o MERCOSUL, o Peru.

Módulo 9- Negócios na Arábia Saudita

  1. A economia saudita.
  2. Comércio internacional saudita
  3. Negócios em Jidá e Riade. A Meca
  4. Cidades económicas e industriais sauditas
  5. Investimentos na Arábia
  6. Empresas sauditas: Savola, Saudi Aramco, SABIC, Dallah Albaraka.
  7. Empresários e empresárias sauditas: Príncipe Alwaleed Bin Talal, Lubna Olayan, Mohammed Al Amoudi, Mohamed Bin Issa Al Jaber, Sulaiman Al Rajhi, Lubna Olayan, Hayat Sindi, Haifa Al Mansour
  8. Fundo Saudita para o Desenvolvimento
  9. Programa Árabe do Golfo para as Organizações de Desenvolvimento

Tratados comerciais da Arábia Saudita:

  1. Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) [1,2]
  2. Acordos do CCG com a Índia, União Europeia, a Associação Europeia de Livre Comércio, Cingapura, a Síria...
  3. Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) [2]
  4. Sistema de Comércio Preferencial (TPS-OCI)

Espaço económico árabe (1 ECTS).

  1. Introdução ao espaço económico árabe como parte da civilização islâmica
  2. O Islão como fator unificador do espaço económico árabe
  3. O perfil económico dos países árabes
  4. Instituições económicas relacionadas com o espaço económico árabe
  5. Interações do espaço económico árabe com os espaços económicos de outras civilizações

ENI outorga Mestrado Honorífico a SAR Príncipe Alwaleed Bin Talal
Príncipe Alwaleed Bin Talal (Mestrado Honoris Causa EENI)

Tese do Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS, o México, a Nigéria e Arábia Saudita

Trata-se do trabalho final do Mestrado. A tese é concebida como um exame que põe a prova a capacidade de síntese do estudante para desenvolver uma temática determinada (entre 30 - 50 páginas) relacionada com os países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) - MNA (México, a Nigéria e Arábia Saudita).
A tese tem como objeto que o aluno demonstre os seus conhecimentos teórico-práticos sobre os negócios nos mercados BRICS-MNA e/ou nos seus espaços económicos...

O tema é eleito pelo estudante com a ajuda do seu professor e tem de estar relacionado com os conteúdos do Mestrado. Se o estudante trabalha, pode elaborar a tese relacionada com o seu trabalho.

Alguns exemplos de teses do Mestrado podem ser:

  1. Plano de marketing internacional para os mercados BRICS
  2. Projeto de investimento no Brasil (China, a Índia, a Rússia...)
  3. Análise SWOT da empresa X nos mercados BRICS
  4. Criação de redes de distribuição internacionais nos BRICS
  5. Relações comerciais entre os BRICS
  6. Nigéria e os países BRICS
  7. Estratégias de promoção internacional para a Rússia, a China e Índia
  8. Abertura de uma filial em... (Moscou, Lagos, Xangai, Nova Delhi, São Paulo...)

Para aqueles alunos /as que estejam a trabalhar em uma empresa exportadora, recomendamos basear a tese na elaboração de um plano de marketing internacional para um determinado mercado BRICS-MNA.


O Mestrado Profissional em Negócios nos Países BRICS-MNA incluiu a ferramenta Acesso a mercados:

Acesso aos mercados BRICS

Inclui também o módulo idiomas para os negócios internacionais (inglês, árabe, espanhol...)

Universidade U-EENI