Igreja Católica Maronita

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da subunidade curricular - Igreja Católica Maronita (Cristianismo): Ética e negócios

  1. Introdução a Igreja Católica Maronita
  2. Patriarca Maronita de Antioquia
  3. Características próprias da Igreja Católica Maronita
  4. Maronitas no Líbano
  5. Carlos Slim (homem de negócios mexicano)
A subunidade curricular "Maronitas: ética e negócios" estuda-se:
  1. Doutoramento profissional Ética, Religiões e Negócios

Idioma de estudo: Es Maronitas En Maronites Fr Catholicisme.

Descrição da subunidade curricular - Igreja Católica Maronita.

A Igreja Católica Siríaca Maronita de Antioquia pertence à Igreja católica oriental (Cristianismo) e por tanto em plena comunhão com a Santa sede de Roma. Foi criada no século IV pelo monge sírio-arameo Marum, daí o nome. No século VII foi eleito o primeiro patriarca: São João Maron.

É uma das principais religiões do Líbano.

O homem mais rico do mundo, Carlos Slim e Maronita, bem como Carlos Ghosn Diretor executivo de Renault -Nissan ou a cantora colombiana Shakira. A grande maioria dos maronitas é de ascendência Libanesa.

Estima-se que existem uns de 3'2 milhões de maronitas (segundo a Associação Católica do Próximo Oriente), com quase 1 milhão de maronitas no Líbano (22% da população).

Estimativa da população maronita por países (Fonte: Maronite-heritage.com):
- Líbano: 1.062.000
- Argentina: 750.000
- Brasil: 550.000
- Estados Unidos: 215.000
- México: 160.000
- Austrália: 160.000

A máxima autoridade da Igreja Maronita é o Patriarca Maronita de Antioquia, Bechara Boutros Rahi, que reside em Beirute.

Os maronitas compartilham a mesma doutrina que os demais católicos, mas conservando sua própria liturgia, a teologia, a espiritualidade, a disciplina e a hierarquia eclesiástica.

Os maronitas pertencem ao espaço económico árabe.

Exemplo da subunidade curricular - Igreja Católica Maronita
Maronitas

Carlos Slim

Negócios Internacionais com ética.



EENI Escola de Negócios