Escola Negócios EENI Business School
Acordo Chile-MERCOSUL



Conteúdo programático da unidade curricular - O Acordo de Complementação Económica Chile-MERCOSUL

  1. Introdução ao Acordo de Complementação Económica (35) Chile-MERCOSUL
  2. O comércio exterior (exportações, importações) Chile-MERCOSUL
  3. Os fluxos de investimento entre o Chile e os países do MERCOSUL
  4. A certificação e o regime de origem
A unidade curricular «O Acordo de Complementação Económica Chile-MERCOSUL» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios na América, Relações Económicas, Negócios Internacionais
  2. Cursos: Negócios na América do Sul, Brasil
  3. Doutoramentos (Doutorados): Negócios Americanos, Comércio Mundial

Línguas de estudo: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português + Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Chile Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês Chile Estudar mestrado negócios internacionais em Francês MERCOSUR

Mestrado em Comércio internacional para os estudantes do Brasil (educação à distância EaD)

Estudante doutoramento / mestrado, negócios, comércio exterior

Descrição da unidade curricular - O Acordo de Complementação Económica Chile-MERCOSUL:

O Acordo de Complementação Económica entre o Chile e o Mercado Comum do Sul (ACE N° 35) assinou-se em julho de 1996 e entrou em vigor em outubro de 1996.

O Acordo de Complementação Económica estabelece ao Chile como um membro associado ao MERCOSUL.

O MERCOSUL - a Argentina, o Brasil, o Paraguai, o Uruguai, a Venezuela - é o terceiro parceiro comercial do Chile, depois dos Estados Unidos e da União Europeia (UE).

O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) e o quinto principal mercado das exportações chilenas e o seu principal mercado com respeito às importações, com participações de 7,9% e de 19,1%.

Dos investimentos no MERCOSUL, destacam aquelas efetuadas na Argentina e no Brasil.

O Brasil mantém a sua segunda posição como o país recetor dos investimentos chilenos diretos no mundo.

  1. Acordos de Livre-Comércio (ALC) do MERCOSUL: ALADI, Comunidade Andina, México, Peru, União Europeia, Índia, Egito, Israel...
  2. Acordos de Livre-Comércio (ALC) do Chile: ALADI, UNASUL, SELA, Comunidade Andina, Peru, Equador, Colômbia, México, América Central, Estados Unidos, Panamá, Canadá, China, Índia, Coreia do Sul, Japão, Austrália, União Europeia, Associação Europeia de Livre-Comércio (AELC), Turquia, APEC, Acordo Estratégico Transpacífico...


(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2021)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail, WhatsApp ou pelo formulário de solicitação de informações.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página