Instituto para a Diplomacia Cultural

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Pedro Nonell, membro do Conselho Assessor do Instituto para a Diplomacia Cultural (Berlim)

Fundado em 1999, o Instituto para a Diplomacia Cultural é uma organização não-governamental sem fines do lucro com sede em Berlim (Alemanha).

Desde dezembro do 2013, Pedro Nonell, o Fundador e Diretor da EENI, faz parte do Conselho Assessor Consultivo do Instituto para a Diplomacia Cultural (Institute for Cultural Diplomacy).

Instituto Diplomacia Cultural

Web site Institute for Cultural Diplomacy

O objetivo do Instituto é promover a paz mundial e a estabilidade mediante o fortalecimento e o apoio das relações interculturais em todos os níveis.

O Fundador e atual Presidente do Instituto para a Diplomacia Cultural é o Dr. Emil Constantinescu, ex-presidente de Roménia (1996-2000) e ex Reitor da Universidade de Bucareste (1992-1996). Seu Diretor Geral é Marcos C. Donfried.

“Para mim, é uma verdadeira honra aceitar este convite para fazer parte do prestigioso Instituto para a Diplomacia Cultural. Espero poder contribuir meus humildes conhecimentos sobre negócios internacionais e ética global para colaborar no desenvolvimento da Diplomacia Cultural, cujos objetivos são promover a paz mundial e as relações internacionais, designadamente no mundo dos negócios”. Pedro Nonell.

Pedro Nonell, dando a conferência sobre "Diplomacia Cultural, Negócios Internacionais e Ética global" - As Religiões do mundo como fontes de uma ética global:

Conferencia ética Berlín
Conferência anual sobre Diplomacia Cultural 2013 (Berlim) - "Diplomacia Cultural e Cooperação Continental: Construindo Pontes para uma Comunidade Global".

O Conselho Assessor Consultivo

O Conselho Assessor Consultivo do Instituto para a Diplomacia Cultural, do qual Pedro Nonell faz parte, é formado por destacadas personalidades do mundo inteiro procedentes da política internacional, as universidades, as empresas bem como artistas célebres. Segundo o próprio instituto:

Conselho Assessor  Consultivo

“Um conjunto de pessoas que demonstraram uma extraordinária contribuição à sociedade e que serviram a seus países já suas comunidades de maneira significativa.”

O Conselho é formado por ex-presidentes de países (Roménia, Panamá, Equador, Estónia, Irlanda, Maurícia, a Itália...), Ministros, Reitores, empresários, altos diretores de multinacionais, Embaixadores, Comissários europeus, músicos, Secretários de Estado ou por personalidades como o Ex Diretor Geral da Organização Mundial do Comércio, o Excelentíssimo Dr. Supachai Panitchpakdi.

Durante a última década, o Instituto para a Diplomacia Cultural cresceu até converter-se em uma das maiores organizações independentes de intercâmbio cultural na Europa, dando programas que facilitam a interação entre os indivíduos de todas as origens culturais, académicos e profissionais de todo o mundo.

"A diplomacia cultural pode ser descrita como um conjunto de ações, que se baseiam em, e utilizam o intercâmbio de ideias, valores, tradições e outras feições da cultura e da identidade, já seja para reforçar os Relações, melhorar a cooperação sociocultural ou a promoção dos interesses nacionais; a diplomacia cultural pode ser praticada tanto pelo setor público, o setor privado ou a sociedade civil" Dr. Emil Constantinescu.

O Instituto para a Diplomacia Cultural considera que as relações inter e intra-culturais podem ser fortalecidas e mantidas através do diálogo, conseguindo uma melhor entendimento e uma maior confiança entre as culturas, evitar mal entendidos, melhorar a comunicação e a cooperação e ajudar a reduzir a probabilidade de conflitos socio-culturais.

Os princípios da Diplomacia Cultural são:

  1. Respeito e Reconhecimento da Diversidade Cultural e do Património
  2. O Diálogo Intercultural Global
  3. Justiça, Igualdade e interdependência
  4. Proteção dos direitos humanos Internacionais
  5. Paz Global e Estabilidade

Es Instituto Diplomacia Cultural En Institute Cultural Dyplomacy.



EENI Escola de Negócios