Escola de Negócios EENI Business School

Negócios em Granada, São Jorge



Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): Comércio exterior e negócios em Granada - São Jorge. A economia granadina.

  1. Introdução à Granada (a Ilha das Especiarias);
  2. Negócios em São Jorge;
  3. Economia granadina;
  4. Comércio exterior granadino;
  5. Oportunidades de negócio em Granada;
  6. Acesso ao mercado granadino;
  7. Plano de negócios para Granada.

Os objetivos da UC «Comércio Exterior e Negócios em Granada» são os seguintes:

  1. Analisar a economia, o comércio exterior e os investimentos (IED) granadino;
  2. Avaliar as oportunidades de negócio em Granada;
  3. Analisar as relações comerciais de Granada com o país do estudante;
  4. Conhecer os acordos de livre-comércio de Granada;
  5. Desenvolver um Plano de negócios para o mercado granadino.

Comunidade das Caraíbas (CARICOM) Antígua e Barbuda, as Baamas, Barbados, o Belize, a Dominica, a Guiana, Granada, o Haiti, a Jamaica, Montserrat, São Cristóvão e Neves, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trindade Tobago

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Negócios nas Caraíbas

Estudantes, Curso Mestrado Doutoramento, Negócios Internacionais, Comércio Exterior

A UC «Comércio exterior e negócios em Granada» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Mestrados (MIB): Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Americanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior + Mestrados e Doutoramento em Negócios Internacionais em inglês Granada Mestrado Comércio Exterior em francês Granada Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Granada.

Créditos «Fazendo negócios em Granada»: 1 ECTS

Comércio Exterior e Negócios em Granada:

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento): Acesso preferencial / Acordos comerciais

Acesso preferencial e acordos de livre-comércio de Granada:

  1. Granada e o Espaço Económico Caribenho;
  2. Associação dos Estados das Caraíbas (AEC);
  3. Comunidade das Caraíbas (CARICOM)
    1. Acordo de Parceria Económica CARIFORUM-União Europeia;
    2. Acordo Colômbia-CARICOM (Granada);
    3. Acordo de livre-comércio CARICOM-República Dominicana;
    4. Acordo Costa Rica-Comunidade das Caraíbas (Granada);
    5. Acordo de Livre Comércio e Integração Económica do Reino Unido-CARIFORUM.
  4. Iniciativa da Bacia das Caraíbas;
  5. Sistema Económico Latino-Americano e das Caraíbas (SELA);
  6. Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA).

Associação dos Estados das Caraíbas (Espaço Económico expandido das Caraíbas)

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Facilitação do Comércio

  1. Organização Mundial do Comércio (OMC)
    1. Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços (AGCS);
    2. Acordo de Facilitação do Comércio (AFC);
    3. Acordo de Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (MSF);
    4. Acordo de Inspeção Pré-embarque (PSI);
    5. Acordo de Barreiras Técnicas ao Comércio (OTC);
    6. Acordo de Salvaguardas (SG).
  2. Organização Mundial das Alfândegas (OMA)
    1. Convenção de Quioto Revisada (CQR).
  3. Oficina Internacional de Contentores e Transporte Intermodal (BIC);
  4. Organização da Aviação Civil Internacional (Convenção de Chicago, OACI);
  5. Organização Marítima Internacional (IMO)
    1. Convenção Internacional relativa à Seguridade dos contentores (CSC);
    2. Convenção relativa à Admissão Temporária (Convenção de Istambul) - Não membro.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Globalização e organizações

Organizações comerciais e económicas americanas..

  1. Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC)
    1. Cimeira União Europeia-CELAC.
  2. Organização dos Estados Americanos (OEA);
  3. Comissão Económica para a América Latina e as Caraíbas (CEPAL);
  4. Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Organizações económicas globais.

  1. Banco Mundial (BM);
  2. Fundo Monetário Internacional (FMI);
  3. Organização Mundial do comércio (OMC);
  4. Commonwealth (Comunidade de Nações);
  5. Nações Unidas (NU)
    1. Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD);
    2. Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI);
    3. Centro de Comércio Internacional (INTRACEN).

Organização dos Estados das Caraíbas Orientais (OECO) União Monetária. Tratado Revisado de Basseterre

  1. Capital granadina: São Jorge;
  2. Principais cidades: São Jorge, Grenville e Gouyave;
  3. Paróquias: Saint Patrick, Saint Andrew, Saint David, São Jorge, Saint John e Saint Mark;
  4. Pequenas Granadinas: Cariacoa, Pequena Martinica, Ilha Ronde, Ilha Caille, Ilha Diamante, Ilha Large, Ilha Saline e Ilha Frigate;
  5. As Ilhas de Carriacou (Hillsborough) e Pequena Martinica pertencem a Granada;
  6. Granada não compartilha fronteiras terrestres com nenhum país;
  7. Países mais próximos à Granada pelo mar: São Vicente e Granadinas, Trindade e Tobago e Venezuela;
  8. Área de Granada: 344 quilómetros quadrados;
  9. População de Granada: 110.000 pessoas
    1. Densidade da população granadina: 260 habitantes / quilómetros quadrados;
    2. O 80% da população é de origem africana (diáspora africana).
  10. A língua oficial de Granada é o inglês (crioulo granadino)
    1. O crioulo francês também é usado.
  11. Abolição da escravatura em Granada: 1834;
  12. Clima de Granada: tropical;
  13. 1498: descobrimento pelos espanhóis (Concepción);
  14. 1650-1762: colonização francesa;
  15. 1762: colonização britânica;
  16. 1983: Invasão dos Estados Unidos;
  17. Tipo de Governo: Monarquia constitucional (Rainha Isabel II, Commonwealth);
  18. Granada torna-se independente do Reino Unido em 1967.

Principal religião em Granada: Cristianismo - Catolicismo (53% da população granadina).

Granada pertence ao Espaço Económico Caribenho da Civilização Ocidental.

Negócios em Granada, Curso Mestrados Caraíbas

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Cristianismo e Negócios (catolicismo, protestantismo)

A economia granadina.

  1. 1980: sistema socialista;
  2. Uma economia aberta, pequena e baseada no turismo (principal gerador de moeda);
  3. Sérios problemas de dívida externa;
  4. PIB (PPP): 1.701 milhões de dólares;
  5. PIB per capita (PPP): US $ 15.352 dólares;
  6. As principais culturas de Granada (a ilha das especiarias) são: noz-moscada, maça, cravo, gengibre, canela, cacau, frutas cítricas e bananas;
  7. Granada é o segundo maior produtor mundial de noz-moscada, depois da Indonésia;
  8. Pequena produção de bebidas, alimentos e têxteis;
  9. Moeda granadina: Dólar das Caraíbas Orientais (XCD);
  10. Código da Internet de Granada: .gd.

Curso Mestrado: Integração económica CARICOM

Acordo de Livre-Comércio CARIFORUM-União Europeia (Portugal)

Comércio Exterior (exportações, importações) Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento)

Comércio exterior granadino.

  1. As principais exportações de Granada são: noz-moscada, montagem de componentes eletrónicos, bananas, cacau, frutas e legumes, roupas;
  2. Principais destinos das exportações de Granada: Nigéria, Santa Lúcia, Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Neves, Dominica, Estados Unidos;
  3. As principais importações de Granada são: alimentos, produtos manufaturados, maquinaria, produtos químicos, e combustíveis;
  4. Principais fornecedores de Granada: Trindade e Tobago, Estados Unidos, Israel, União Europeia;
  5. Principal Porto: São Jorge;
  6. Aeroporto internacional Maurice Bishop.

Cúpula Brasil-CARICOM



(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2023)
Não usamos cookies
Topo da página