Escola de Negócios EENI Business School

Grande Área Árabe de Livre-Comércio


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) - Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA) / Liga Árabe

  1. Introdução à Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA), ou Zona Pan-Árabe de Livre-Comércio
    O papel da Liga dos Estados Árabes (LEA) na Grande Área Árabe de Livre-Comércio
  2. Principais vantagens para os países membros
  3. Acordo de Livre-Comércio da Área de Livre-Comércio Pan-Árabe (GAFTA)
  4. União Aduaneira Árabe
  5. Mercado Comum Árabe

Cooperação África-Países Árabes. Área de comércio preferencial afro-árabe. Angola, Moçambique, Cabo Verde...

Descrição - Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA)

A Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA), ou Zona Pan-Árabe de Livre-Comércio, foi criada pelo Conselho Económico e Social da Liga Árabe com o objetivo de melhorar a facilitação do comércio exterior, promover o comércio intra-regional, a unidade económica e a liberalização e eliminar as barreiras técnicas ao comércio exterior entre 17 países árabes:

  1. Médio Oriente: a Arábia Saudita, o Barém, o Catar, os Emirados Árabes Unidos, o Iraque, a Jordânia, o Kuwait, o Líbano, o Omã, Palestina, a Síria e o Iémen
  2. África: a Argélia, o Egito, a Líbia, o Marrocos, o Sudão e a Tunísia
  3. Países da Liga Árabe que não são membros da Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA): as Comores, Jibuti, a Mauritânia e a Somália

Todos los países miembro de la Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA) son miembros de la Comisión Económica y Social para Asia Occidental (CESPAO)

Todos os países membros da Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA) são membros da Comissão Económica e Social para a Ásia Ocidental (CESPAO) e da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI).

  1. Nome árabe: منطقة التجارة الحرة العربية الكبرى
  2. Entrada em vigor: 1/1/1998.

O Acordo de Livre Comércio GAFTA aplica-se a produtos industriais, agrícolas e animais (isentos de direitos aduaneiros).

O comércio intra-regional entre os países árabes é dominado pelas exportações sauditas (produtos relacionados ao petróleo)

A União Aduaneira Árabe foi anunciada pela Liga Árabe em 2009 com o objetivo de conseguir uma união aduaneira em 2015 e um Mercado Comum Árabe em 2020 a fim de aumentar o comércio e a integração entre os países membros da Grande Área Árabe de Livre-Comércio.

A Grande Área Árabe de Livre-Comércio (GAFTA) pertence ao Espaço Económico Árabe e ao Espaço Económico Magrebino da Civilização Islâmica.



(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2021)
Não usamos cookies
Topo da página