Fundo Monetário Internacional (FMI)

EENI - Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - O Fundo Monetário Internacional (Brasil, Angola, Moçambique).

  1. Introdução ao Fundo Monetário Internacional (FMI).
  2. Países membros do FMI.
  3. Organização do Fundo Monetário.
  4. Atividades do Fundo Monetário Internacional:
    - Supervisão
    - Assistência técnica
    - Assistência financeira.
  5. Direitos especiais de giro (DEG).
  6. Luta contra o branqueamento de capitais (corrupção)
  7. O papel do Fundo Monetário Internacional nas crises económicas.
  8. Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial e a Organização Mundial do Comércio (OMC).
  9. Relatório económico mundial.

Os objetivos da unidade curricular "Fundo Monetário Internacional (FMI) " são os seguintes:

  1. Entender os objetivos e a organização do Fundo Monetário Internacional
  2. Analisar as principais áreas de atividade do FMI (supervisão, assistência técnica e financeira...)
  3. Entender o conceito de "Direito Especial de Giro (DEG) "
  4. Conhecer o papel do FMI nas crises económicas e na estabilidade financeira mundial
  5. Aprender a utilizar a informação macroeconómica que oferece o FMI
  6. Analisar o papel do Fundo Monetário Internacional no comércio exterior mundial
A unidade curricular "Fundo Monetário Internacional" estuda-se:
  1. Mestrado em Negócios Internacionais (MIB)

Idioma de estudo: En International Monetary Found Es Fondo Monetario Fr FMI.

Área de conhecimento: globalização.

Exemplo da unidade curricular - Fundo Monetário Internacional (FMI):
Fundo Monetário

Descrição da unidade curricular - O Fundo Monetário Internacional (FMI):

O Fundo Monetário Internacional foi estabelecido em 1945, na Conferência das Nações Unidas realizada em Bretton Woods (New Hampshire) para obter uma economia global mais forte.

O Fundo Monetário Internacional têm sede em Washington (Estados Unidos). O Fundo Monetário Internacional é administrado pelos governos de 188 países membros, que devem ser responsabilizados pelos seus objetivos.

Os principais objetivos do Fundo Monetário Internacional (FMI) são:

  1. Encorajar a cooperação monetária internacional
  2. Facilitar a expansão e o crescimento do comércio internacional
  3. Encorajar a estabilidade dos mercados financeiros
  4. Cooperar na criação de um sistema multilateral de pagamentos
  5. Pôr ao dispor dos estados membros com dificuldades financeiras os recursos técnicos e financeiros do Fundo Monetário Internacional (FMI)

Os recursos do Fundo Monetário Internacional são fornecidos através do pagamento de quotas por parte dos seus países membros.

Direitos especiais de giro.

O Direito especial de giro (DEG) é um ativo de reserva internacional criado em 1969 pelo Fundo Monetário Internacional para complementar as reservas oficiais dos seus países membros. O valor do Direito especial de giro baseia-se em uma cesta de quatro moedas.

Dados do Fundo Monetário Internacional:
- Empregados: 2.635 pessoas de 143 nacionalidades.
- Total de ações: 338.000 milhões de dólares.
- Créditos pendentes: 17.000 milhões de dólares.

Os estados membros Fundo Monetário Internacional são:

Afeganistão
Albânia
Argélia
Angola
Antígua e Barbuda
Argentina
Arménia, República da
Aruba,

Reino dos Países Baixos
Austrália
Áustria
Azerbaijão, República da

Bahamas
Barém, o Reino de
Bangladeche
Barbados
Bielorrússia, República da
Bélgica
Belize
Benim
Butão
Bolívia
Bósnia-Herzegovina
Botsuana
Brasil
Brunei Darussalã
Bulgária
Burquina Faso
Burundi

Camboja
Camarões
Canadá
Cabo Verde
República Centro-Africana
Chade
Chile
China, República Popular da
Colômbia
Comores
Congo, República Democrática do
Congo, República do
Costa Rica
Costa do Marfim
Croácia, República da
Chipre
República Checa

Dinamarca
Jibuti
Dominica
República Dominicana
Equador
Egito, República Árabe do
El Salvador
Guiné Equatorial
Eritreia
Estónia, República da
Etiópia.

Fiji
Finlândia
França

Gabão
Gâmbia
Geórgia
Alemanha
Gana
Grécia
Granada
Guatemala
Guiné
Guiné-Bissau
Guiana

Haiti
Honduras
Hong Kong
Hungria

Islândia
Índia
Indonésia
Irão, República Islâmica do
Iraque
Irlanda
Israel
Itália

Jamaica
Japão
Jordânia

Cazaquistão
Quénia
Kiribati
Coreia do Sul
Kosovo
Kuwait
República do Quirguistão

Democrática Popular do Laos
Letónia, República da
Líbano
Lesoto
Libéria
Líbia
Lituânia, República da
Luxemburgo

Região Administrativa Especial de Macau
Macedónia
Madagáscar
Maláui
Malásia
Maldivas
Mali
Malta
Ilhas Marshall, República do
Mauritânia
Maurícia
México
Micronésia, os Estados Federados da
Moldávia, República da
Mongólia
Montenegro, República da
Marrocos
Moçambique, República da
Myanmar.

Namíbia
Nepal
O Reino dos Países Baixos
Antilhas Holandesas, o Reino dos
Nova Zelândia
Nicarágua
Níger
Nigéria
Noruega

Omã

Paquistão
Palau, República da
Panamá
Papua-Nova Guiné
Paraguai
Peru
Filipinas
Polónia
Portugal

Catar

Roménia
Federação Russa
Ruanda

Samoa
São Marino
São Tomé e Príncipe
Arábia Saudita
Senegal
Sérvia, República da
Seicheles
Serra Leoa
Singapura
A República Eslovaca
Eslovénia
Ilhas Salomão
Somália
África do Sul
Espanha
Sri Lanka
St. Kitts e Nevis
Santa Lúcia
São Vicente e Granadinas
Sudão
Suriname
Suazilândia, o Reino da
Suécia
Suíça
A República Árabe Síria

Tajiquistão, República da
Tanzânia
Tailândia
Timor-Leste, República Democrática do
Togo
Tonga
Trindade e Tobago
Tunísia
Turquia
Turcomenistão

Uganda
Ucrânia
Emirados Árabes
Reino Unido
Estados Unidos
Uruguai
Uzbequistão, República da

Vanuatu
Venezuela, República Bolivariana da
Vietname

Iémen, República do

Zâmbia
Zimbábue


EENI Escola de Negócios